Arquivo da tag: Pensamento

O papel do professor é limitar e libertar ao mesmo tempo

Por Isaias Costa

sociedade-dos-poetas-mortos-thumb-800x529-124698

Filme “Sociedade dos poetas mortos”

Eu sou fã de carteirinha da genial Viviane Mosé, que tem um currículo de deixar qualquer um de queixo caído: jornalista, filósofa, escritora, poetisa, psicanalista, psicóloga, professora e palestrante. Além de ser mãe e outras coisitas mais…

Estava assistindo a uma de suas palestras cujo título é: “Estrada para a Cidadania”, na qual ela falava sobre diversos assuntos, todos voltados para a educação nos tempos atuais.

Eu, sendo professor e estar o tempo todo procurando me renovar e ganhar novas formas de atuar como professor, fiquei encantado com suas palavras.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Não dá mais para cultivar a mediocridade

Por Isaias Costa

 

Pilot

Vez ou outra falo um pouco sobre a temática da MEDIOCRIDADE nos meus textos, e retomarei hoje agregando aos leitores a visão fascinante e clara do grande filósofo brasileiro Huberto Rohden, extraída do seu magnífico livro intitulado “De alma para alma”, que recomendo fortemente a leitura a todos!

Vamos às suas palavras…

****************

CULTORES DA MEDIOCRIDADE – Por Huberto Rohden

Meu ignoto amigo. Se quiseres ser impenitente cultor da rotina e mediocridade, guia-te pelas normas seguintes:

Antes de pensar, informa-te sempre do que deve ser pensado, a fim de não introduzir no mundo o contrabando de ideias novas.

Não penses nunca com o próprio cérebro – mas sempre com a cabeça dos outros.

Dize sempre sim quando os outros dizem sim – e não quando os outros dizem não. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Vantagens de ser introvertido

Por Simone Oliveira

introversão

Há algum tempo tenho me sentido em paz procurando levar pra longe da minha mente qualquer pensamento negativo ou inoportuno. É um pouco complicado, porém, com a prática tenho criado esse hábito, lógico, sempre pedindo a Deus que me ajude.

Desde sempre sou introvertida. Mas não num grau baixo, e sim monstruosamente introvertida ao ponto de deixar de conversar com terceiros para ficar com meus pensamentos e reflexões interiores e não me sentir sozinha nunca. Por causa disso, sempre fui tida como aquela garota quieta, que não conversa com ninguém, de poucos amigos e frequentemente distraída. Fazer o quê! A cabeça está a mil, não sobra tempo para ver o que está do lado de fora!

Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Enquanto formos repetitivos não seremos receptivos

Por Isaias Costa

Imagine____by_MasochisticHeartache

Essa semana eu assisti a uma palestra muito interessante na cidade onde moro (Fortaleza) pela Ordem Rosacruz Áurea e nela o palestrante falou uma frase que me deixou bastante reflexivo e que acabou por me inspirar a escrever o texto que você lê agora!

A frase era a seguinte: “Enquanto formos repetitivos não seremos receptivos”.

Essas duas palavras são escritas de forma quase idêntica, mas possuem significados completamente diferentes e opostos!

Quem é receptivo está sempre aberto para receber o novo, para aprender, para quem sabe até mesmo mudar de ideias e opiniões!

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Nós não nascemos humanos, nós nos tornamos humanos

Por Isaias Costa

11071467_735915496525800_1708191150289252954_n-624x482

Esses dias me deparei com uma frase genial de um dos maiores autores do século XX, o grande estudioso das religiões Joseph Campbell. Era uma frase de apenas 8 palavras, mas de uma riqueza profunda de reflexões. Veja!

“Nós não nascemos humanos, nós nos tornamos humanos.”

Talvez você se questione! Como assim? Não entendi! Em um primeiro momento essa frase parece mesmo confusa, mas ele estava absolutamente correto ao escrevê-la dessa maneira!

Eu gosto muito de conhecer as raízes das palavras, e por incrível que pareça, a palavra “humano” é conhecida por bem poucas pessoas! A sua etimologia vem do latim “humus”, que significa “terra fértil”. Esse termo é o mesmo que origina a palavra HUMILDADE. Ou seja, só pode ser humilde alguém verdadeiramente humano, e só pode ser humana a pessoa que faz de si uma terra fértil, capaz de gerar algo novo a partir de seus nutrientes cultivados.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Tempo: Momentos felizes também produzem arte

Por Simone Oliveira

tempo

Geralmente ouvimos que os grandes músicos, esportistas, inventores e profissionais de renome tiveram suas maiores inspirações em momentos de extrema tristeza e agonia. De lá tiraram forças para mover montanhas de obstáculos e alcançar objetivos grandiosos. São milhares de exemplos de superação onde se exalta a derrota e a frustração para se chegar ao sucesso no fim da jornada. Porém, dessa vez falo da importância da felicidade durante o caminho diário, a cada segundo do viver.

A cada instante devemos olhar o tempo como uma oportunidade. Não apenas um meio de trabalho, estudo ou criação de ideias, planejamento, mas também como uma maneira de focar no presente e aproveitar ao máximo o que cada atividade pode nos proporcionar, seja a alegria ou a dor, sabendo que é preciso dedicar uma parcela considerável do dia para o trabalho, e outra menor, porém, não menos importante, para o lazer ou para os sonhos.

O divertimento ou o aprendizado são tão relevantes quanto a produtividade. Se soubermos ligar a nossa mente em tudo o que fizermos, tendo controle sobre os gostos e pensamentos, teremos mais vigor, alcançaremos a satisfação própria ainda que nas piores situações, realizando tarefas um tanto quanto desagradáveis aos olhos de outros, mas que são necessárias e geram um senso de dever cumprido.

Em suma, o que quero dizer é que a mente funciona pelo estímulo. Não é olhando o futuro que o galgamos agora, e sim, mantendo esse senso de estar fazendo a coisa certa nesse exato momento, e assim no minuto seguinte, e o no outro, no outro e assim por diante, que o caminho fica mais leve, prazeroso, e o fim dele será só um complemento de tudo aquilo que já degustamos.

Não é possível sempre estar atento aos sinais de que precisamos deixar a ansiedade de lado e as angústias do passado onde elas pertencem. Às vezes os problemas são outros e as situações são desesperadoras, então, nestas horas aproveite para chorar, gritar, esvair a raiva (sozinho é claro, nunca desconte nos outros, principalmente se eles fazem parte do seu círculo social e podem estar sofrendo também) e não pense que deveria estar superando, correndo! Tudo tem seu tempo. Saiba aproveitar cada segundo e não terá que lidar com as consequências de um arrependimento por algo que na verdade não era real, mas a sua mente criou.

Pare de se comparar com os outros. Muitos se diminuem ao ver que o outro tem a mesma idade mas já alcançou um emprego melhor, ou comprou um carro ou uma casa melhor, ou já casou, já teve filhos ou arrumou uma promoção. Acorde! Cada pessoa tem seu tempo, o tempo dela é outro, diferente do seu.

No fim das contas o que interessa é que sejamos felizes e tenhamos paz de espírito. Do que adianta ganhar o mundo e perder a vida ou viver como um louco, sempre com pressa de conseguir tudo e pensando que falta alguma coisa?

Já dizia o sábio Rei Salomão:

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.”

Eclesiastes 3:1-15

euSimone Oliveira. Santos-SP. Bacharel em Engenharia Civil por formação e escritora por gosto. Estuda para concursos e se dedica às aulas particulares de exatas, ao namorado, à família e às suas atividades na igreja. Ainda não descobriu seu propósito na vida, mas tem certeza de que tem um. Pede que Deus a guie por esse caminho até a sua volta.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O cristianismo deveria se chamar crucianismo

Por Isaias Costa

cruz-cristianismo

Lendo o excelente livro do místico oriental Osho chamado “Palavras de fogo – Reflexões sobre Jesus de Nazaré”, li um trecho que me fez lembrar de uma das mais críticas canções do mestre Raul Seixas, a música “Judas”, que até hoje ainda consegue causar muitas polêmicas, principalmente nos meios mais religiosos!

Farei uma breve reflexão a partir das suas palavras e linkando com a música do Raul. Leia abaixo…

******************

“Judas e Jesus eram amigos. Na verdade, sem Judas, Jesus não poderia existir. Algo na história fica faltando, algo muito especial está faltando. Pense em Jesus sem Judas. O cristianismo não seria possível. Não haveria nenhum registro de Jesus sem Judas. Em virtude da traição de Judas, Jesus foi crucificado; e como Jesus foi crucificado, o evento tocou no fundo do coração a humanidade.

O cristianismo nasce não devido a Cristo, mas devido à cruz. Assim, eu preferiria que o cristianismo fosse chamado de crucianismo. Ele não deveria ser relacionado a Cristo, mas à cruz.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Um tolo não pode ser curado

Por Isaias Costa

einstein_zenosarrow

Lendo um dos diversos livros do Osho, chamado “Palavras de fogo – reflexões sobre Jesus de Nazaré”, eu me deparei com um trecho que me chamou bastante atenção e me fez refletir sobre o importante tema da e da CONFIANÇA tanto em Deus como na gente mesmo!

Abaixo está a transcrição desse trecho do livro no qual o Osho conta uma historinha muito interessante!

**************

Eu estive lendo uma história.

Um dia Jesus estava fugindo de uma cidade. Um camponês o viu correndo e lhe perguntou:

– O que houve? Para onde o senhor está indo?

Mas Jesus estava com tanta pressa que foi adiante sem responder. Então o camponês o seguiu, conseguiu pará-lo por um instante e disse:

– Por favor, me diga, pois fiquei muito curioso. Se não me disser, vou segui-lo sem parar. Por que está correndo? Para onde? De quem o senhor está fugindo?

Jesus respondeu-lhe:

– De um tolo.

O camponês começou a rir e disse:

– O que o senhor está dizendo!? Eu sei que o senhor já curou gente cega, já curou gente estava morrendo. Já ouvi até dizer que o senhor curou gente que estava morta! O senhor não pode curar um tolo?

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Saber pouco não te faz menor que ninguém

Por Simone Oliveira

Acho que ainda não entendi como funciona a dinâmica do mundo. Por exemplo, eu não sei explicar como os alimentos saem da lavoura e da fazenda de criação de gados para vir parar na embalagem do mercado; também não sei dizer em detalhes como são feitas as negociações entre os fabricantes e as indústrias, e depois entre a indústria e os distribuidores, passando desses para os vendedores em atacado e enfim para varejistas até chegar ao consumidor final. Então, toda vez que eu vejo alguém explicando como as coisas de fato acontecem, eu fico olhando maravilhada igual ao gatinho “pidoncho” do Shrek.

o-gato-de-botas

Mas isso, acredito eu, não faz mal. O que faz mal é pensar que, por não ter todo esse conhecimento do processo, sou inferior a quem tem ou apresentaria menores chances de influenciar nessa cadeia produtiva, como se fosse ficar inerte enquanto a história acontece, só por não ter uma visão geral dessa coisa.

Isso foi uma conclusão magnífica e cheia de racionalidade à qual cheguei e uso toda vez que meu tipo doentio resolve aflorar gritando desesperadamente “Alerta! As suas informações sobre esse assunto são insuficientes.” É perfeitamente leve e agradável e tira minha preocupação. E isso vale para tudo, qualquer evento em que eu me sinta desconfortável e mentalmente desprotegida.

Não é exclusividade, não é monopólio. Está aí, à disposição, para você usar também, se quiser. Afinal de contas, estamos aí na vida para aprender e transformar o cotidiano.

euSimone Oliveira. Santos-SP. Bacharel em Engenharia Civil por formação e escritora por gosto. Estuda para concursos e se dedica às aulas particulares de exatas, ao namorado, à família e às suas atividades na igreja. Ainda não descobriu seu propósito na vida, mas tem certeza de que tem um. Pede que Deus a guie por esse caminho até a sua volta.

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

O que você deixou de ser quando cresceu?

Por Isaias Costa

13249714_571499299694129_749396194_n

Outro dia me deparei com essa frase que intitulou esse texto que você lê agora e fiquei bastante reflexivo sobre ela.

A vida inteira nós fomos ensinados e doutrinados a pensar de uma forma praticamente oposta a essa: O que você quer ser quando crescer?.

Mas a vida e o amadurecimento tem me levado a constatar que esse pensamento vigente está equivocado, ou no mínimo precisa ser reformulado.

Penso que essa pergunta estaria mais coerente se fosse feita da seguinte maneira: “O que você quer fazer em termos de emprego quando você se tornar adulto?”.

Preste atenção na mudança da pergunta e naquilo que foi alterado! Tanto o SER pelo FAZER quanto também o CRESCER pelo TORNAR-SE ADULTO.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized