Arquivo da tag: poesias

A poesia é transmutação do sofrimento em beleza

Por Isaias Costa

imagem

Li um pequeno texto de autoria do grande poeta alemão Rainer Maria Rilke que me fez viajar pelo mundo da poesia e compreender um pouco melhor o porquê de ela tocar tão fundo o coração das pessoas sensíveis. Confesso que nunca li nada tão bonito e verdadeiro para falar sobre a construção de uma poesia. Acompanhe…

************

Para escrever um único verso, é preciso ter visto muitas cidades, homens e coisas. É preciso conhecer os animais, sentir como voam os pássaros e saber que movimento fazem as flores minúsculas quando se abrem pela manhã.

 É preciso repensar em caminhos em regiões desconhecidas, em encontros inesperados, em partidas que víamos aproximar-se desde há muito tempo, em dias de infância cujo mistério ainda está por esclarecer…

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Quintal

Por Adriana Paoli

decoração-quintal-simples-pequeno-6

Quintal 

Outra vez
é primavera
e os ventos visitam meu quintal
balançam meus sonhos e as roupas no varal,
ventos bons
onde sinto com ternura
minhas dores, sem censura
onde ouço com apreço
minhas certezas delicadas
minhas dúvidas pesadas,
nesse quintal
simples e colorido
as conversas são autênticas e têm sentido
os aprendizados são profundos
os olhares são afáveis
as pipas voam coloridas e as crianças são sorrisos,
nesse quintal
os encontros são felizes
trazem abraços apertados e corações conectados
algumas vezes,
lágrimas fluem pelo rosto já marcado,
marcas de um tempo que jamais se apaga
preciosidade,
guarda histórias malucas, tão cheias de vivacidade,
tempo que ensina o ciclo das esperas
enquanto eu rego as flores nos canteiros da primavera
sigo cultivando meu quintal,
alma efêmera,
vendaval.

*********

Adriana PaoliAdriana!
Nasceu numa manhã de outono.
Geminiana, inquieta e sonhadora.
Formada em Administração, tem na escrita sua paixão.
Transborda nas entrelinhas as coisas do coração.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A Força do Professor

Por Isaias Costa

Professores

É com imensa alegria que escrevo esse texto em homenagem aos professores, que como eu, fazem uma diferença impressionante na vida de centenas, às vezes milhares de pessoas.

O que mais me inspirou foram as lindas palavras de um poeta conterrâneo meu, o querido Bráulio Bessa, cearense genial, que vem abrilhantando a TV brasileira todas as sextas-feiras no programa da Fátima Bernardes no quadro “Poesia com rapadura”. Vamos à sua poesia…

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Coração aquecido

Por Adriana Paoli

2015-10-29-fiqueligado-750x530

Coração aquecido

Lá fora goteirando,
aqui dentro o peito queimando.
No silêncio da madrugada,
uma alma enamorada.
O pensamento voa longe…
Vidas esbarradas, distâncias largas.
Tempestades e suspiros.
Anseios da ausência se fazer presença.
Saudade que acaricia lembranças bonitas.
Os sonhos se demoram no aconchego de um amor.
Sol que desponta iluminando a vida.
Brisa leve, amanhecer gelado e café passado.
Aromas de um coração aquecido.

******

Adriana Paoli
Adriana!
Nasceu numa manhã de outono.
Geminiana, inquieta e sonhadora.
Formada em Administração, tem na escrita sua paixão.
Transborda nas entrelinhas as coisas do coração.

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Pra lavar a alma

Por Adriana Paoli

Lendo na janela

É com grande alegria que compartilho a 1ª poesia da querida Adriana Paoli, que escreveu pra mim agradecendo por esse blog que tem feito muito bem a ela e proporcionado grandes reflexões.

Ela ama escrever poesias e sugeriu uma delas para ser publicada aqui no blog. Aceitei imediatamente, pois ela tem uma sensibilidade bem aguçada e escreve com bastante simplicidade, o que maravilhoso para todos que lerem.

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Benditas coisas que eu não sei

Por Isaias Costa

tempo2

Lá no começo do século XX, o grande cientista Albert Einstein desenvolveu sua teoria da relatividade geral e restrita e com essa teoria revolucionou inúmeras antigas verdades, e talvez a maior delas seja essa aqui: o tempo e o espaço são absolutos. Ele provou que NÃO. Na realidade eles são relativos!

Nessa semana estava refletindo sobre isso a partir de uma lindíssima música da Zelia Duncan que ainda não conhecia, chamada “Benditas”. A sua letra é genial e nos leva a viajar nessa relatividade do tempo. Farei uma breve reflexão a partir dela. Confira abaixo a letra completa com o vídeo…

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Só seremos felizes quando todos nós formos como jardins

Por Isaias Costa

Keukenhof Gardens - Holanda

Jardim Keukenhof Gardens na Holanda

Eu amo ler as crônicas do mestre Rubem Alves e me encanto com a poesia contida nas suas palavras e reflexões. Muitos não sabem, mas ele era um excelente jardineiro, só não transformou isso em um ofício empregatício. Cultivava plantas diversas no jardim que havia em sua casa.

Na sua crônica “O jardim”, ele explora a beleza imensa contida nos jardins e farei uma reflexão bem existencialista a partir delas. Se prepare para uma bela viagem…

*********

Jardim é paraíso. E paraíso é felicidade. Plantar um jardim é afirmar a confiança de que estamos destinados à felicidade. Pois é isso que significa jardim, que nada mais é que uma tradução do paradisus latino e do paradeisos grego. Palavras que, por sua vez, se derivam do pérsico antigo pairadeiza, que quer dizer “espaço interno fechado”.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A sabedoria do gato

Por Isaias Costa

gato-laranja

Assistindo a uma aula do curso que iniciei esse ano, que foi a Graduação em Filosofia, fui colocado em contato com uma poesia absolutamente maravilhosa. Curta em palavras, mas profunda em reflexões.

Era uma poesia de autoria do mestre Fernando Pessoa intitulada “Gato que brincas na rua”. Quero junto com você pensar um pouco sobre as muitas interpretações contidas em 12 pequenas linhas. Veja só!

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Da alegria ninguém se aposenta

Por Isaias Costa

825258_187714

Eu sou fascinado pelos escritos do mestre Rubem Alves. Sempre que leio seus livros, acabo me inspirando a escrever.

No momento em que escrevo esse texto, estou me deleitando com a leitura do seu livro intitulado “A alegria de ensinar” e uma de suas crônicas chamada “Ensinar a alegria” me inspirou a falar sobre a alegria e o quanto ela está conectada com a nossa VOCAÇÃO.

Abaixo transcrevo o trecho da crônica que mais gostei. Leia com bastante atenção!

***************

Reli, faz poucos dias, o livro de Hermann Hesse, O Jogo das Contas de Vidro. Bem ao final, à guisa de conclusão e resumo da estória, está este poeminha de Rückert:

Nossos dias são preciosos

mas com alegria os vemos passando

se no seu lugar encontramos

uma coisa mais preciosa crescendo:

uma planta rara e exótica,

deleite de um coração jardineiro,

uma criança que estamos ensinando,

um livrinho que estamos escrevendo.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Quando o segundo sol chegar

Por Thiago Rebouças e Isaias Costa

sol1sol2

O grande cantor e compositor Nando Reis passa mensagens absolutamente incríveis e singelas nas suas músicas. E uma das minhas músicas favoritas dele ainda não compreendia bem o significado, até que o meu grande amigo, poeta navegante e sonhador Thiago Rebouças, compartilhou esse texto que você terá o privilégio de ler logo abaixo, juntamente com a música.

Pagarei o gancho dele para levar um pouco da minha interpretação também! Vamos navegar?

“Com a chegada do segundo sol, serão realinhadas as órbitas dos planetas. Essa é a promessa da canção. Nunca soube explicar muito bem o amor, e nem tão pouco tive um dia essa pretensão. Mas falando sobre o assunto, ou arriscando sobre ele, ou apenas tentando descobrir o que existe além de tudo o que já foi dito sobre o amor, só consigo dizer aquilo que não sei dizer. E quando percebemos, fomos visitados por ele.

Amar sozinho é pouco, por isso, aparece alguém que se tornará a referência afetiva mais valiosa que você pode ter. Dispensando qualquer lógica, não serão os atributos físicos ou financeiros que outro pode oferecer, mas vai tratar apenas daquilo que até pode ser silencioso, mas certamente tem o som mais agudo e mais grave ao mesmo tempo. Serão as risadas que esse alguém vai conseguir tirar de você, a capacidade de projeções futuras que vai plantar em você, ou a inexplicável necessidade de querer acordar todos os dias ao lado desse alguém, sem nenhuma exigência, a não ser, a de que o outro esteja ali enquanto for possível, levando em consideração que esse possível é de responsabilidade livre de cada um.

Talvez ainda não tenha aparecido essa pessoa que possa gerar todas essas sensações múltiplas, e talvez até seja necessário que você conheça alguns cometas, que por sua natureza vão passar.Talvez sua órbita já esteja realinhada, e se for o caso valorize isso. Mas Navegante, caso não esteja, não se preocupe! Com ou sem assombro exemplar, derrubando tudo ou derrubando nada, o seu segundo sol vai chegar.”

Thiago Rebouças

*************

O que acho mais magnífico destas palavras tão singelas do Thiago é sobre o “amar sozinho é pouco”.

Sim amigos! Realmente é pouco, precisamos espalhar o amor que nasce da gente e se expande. Porém, perceba, trata-se de dois sóis, você é um e a outra pessoa é outro sol.

Ou seja, antes de você buscar o amor profundo de outra pessoa, precisa ter um caso de amor CONSIGO MESMO. Muitos relacionamentos não duram uma vida inteira porque um ou mesmos os dois, não enxergam em si o imenso brilho que tem.

Um amor verdadeiro acontece através de uma troca de energias. Você não pode deixar a sua luz se apagar. Inclusive isso pode ser levado para o CASAMENTO. E dou o alerta principalmente aos homens, que normalmente são meio insensíveis, não é? Rsrsrs

Depois que se casam, muitos casais transformam a vida em uma mesmice, não se arrumam direito, descuidam do corpo, engordam pra caramba, deixam de viajar, passam a pensar só nos filhos, no trabalho, nas contas… E o amor do casal? Foi pro ralo?

Não pode amigos! O amor é um sentimento que deve ser alimentado. Mas sabe onde ele começa? Na gente. SEMPRE. É o amor próprio que nutre um relacionamento que unem dois sóis.

Se você entender apenas isso desse texto mais poético que estou publicando hoje, já me sinto mais que satisfeito…

Essa música fala do QUANDO, pois pode ser que você esteja solteiro. Então, em sua sutileza o Nando diz, EU FUI LÁ FORA E VI DOIS SÓIS

Ou seja, mostre a sua luz para o mundo. Já disse algumas vezes por aqui que existe uma lei universal que rege todos os relacionamentos amorosos. Ela se chama LEI DO SEMELHANTE ATRAI SEMELHANTE.

Saia de casa! Esteja linda e perfumada você mulher. Esteja bem vestido, cheiroso e confiante você homem. Confie em si mesmo e no amor intenso que existe dentro desse coração. Acredite! Com receptividade, sensibilidade e confiança, você vai atrair uma situação muito interessante e vai sentir quem é essa pessoa, porque ela vai fazer você sentir calafrios, as mãos ficarem geladas e o coração palpitante!

Nessa hora, um grande amor pode surgir e os dois sóis se unirem para se tornam um sol ainda mais brilhante!

Espero que tenha gostado desse texto e tenha lido com o coração. Essas palavras só podem ser entendidas com o coração!…

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized