Arquivo da tag: silêncio

Vantagens de ser introvertido

Por Simone Oliveira

introversão

Há algum tempo tenho me sentido em paz procurando levar pra longe da minha mente qualquer pensamento negativo ou inoportuno. É um pouco complicado, porém, com a prática tenho criado esse hábito, lógico, sempre pedindo a Deus que me ajude.

Desde sempre sou introvertida. Mas não num grau baixo, e sim monstruosamente introvertida ao ponto de deixar de conversar com terceiros para ficar com meus pensamentos e reflexões interiores e não me sentir sozinha nunca. Por causa disso, sempre fui tida como aquela garota quieta, que não conversa com ninguém, de poucos amigos e frequentemente distraída. Fazer o quê! A cabeça está a mil, não sobra tempo para ver o que está do lado de fora!

Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Enquanto formos repetitivos não seremos receptivos

Por Isaias Costa

Imagine____by_MasochisticHeartache

Essa semana eu assisti a uma palestra muito interessante na cidade onde moro (Fortaleza) pela Ordem Rosacruz Áurea e nela o palestrante falou uma frase que me deixou bastante reflexivo e que acabou por me inspirar a escrever o texto que você lê agora!

A frase era a seguinte: “Enquanto formos repetitivos não seremos receptivos”.

Essas duas palavras são escritas de forma quase idêntica, mas possuem significados completamente diferentes e opostos!

Quem é receptivo está sempre aberto para receber o novo, para aprender, para quem sabe até mesmo mudar de ideias e opiniões!

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Aprenda a permanecer calado porém firme

Por Isaias Costa

mulher-relaxar

Todos nós ouvimos constantemente a velha máxima “O silêncio é ouro”, mas poucos de nós conseguem de fato colocar essa sabedoria de vida na prática cotidiana.

Infelizmente, existe um equívoco por parte de muita gente ao pensar que você ficar calado em determinadas situações é uma covardia, insegurança, é falta de posicionamento, mas venho com esse texto lhe dizer que depende do ponto de vista.

Compartilho abaixo o ponto de vista de um grande iluminado que viveu entre nós no século XX, o mestre Paramahansa Yogananda. Você vai entender que é possível ficar em silêncio com bastante firmeza e autoconfiança. Leia suas palavras com bastante atenção…

************

“Em suas tentativas de conviver bem com os outros, não seja um capacho, senão todos vão querer mandar em você. Quando eles não conseguem dominá-lo, ficam zangados; e se você faz o que querem, passa a ser um fraco, sem força moral. Então, como se comportar? Quando encontrar resistência a seus ideais, a melhor coisa a fazer é ficar calado porém firme. Não diga nada. Talvez você receba golpes e mais golpes verbais, mas não aceite a provocação. Recuse a briga. Com o tempo as pessoas entenderão que você não quer irritá-las mas que ao mesmo tempo tem boas razões para não querer fazer o que lhe pedem.

Se os outros se descontrolarem, vá para longe até que se acalmem. Se vocês puderem se reunir e conversar sobre o problema, será maravilhoso. A comunicação é vital. Mas se a pessoa só quiser brigar, diga simplesmente: ‘Vou caminhar um pouco’. Depois volte e se prepare para conversar. Mas se a pessoa ainda quiser conflito, saia de novo e faça uma caminhada mais longa. Recuse-se a brigar. Se você não cooperar, ninguém conseguirá entrar em discórdia com você. Nunca ponha mais combustível na cólera dos outros. A pessoa colérica só fica satisfeita quando consegue deixar você zangado também.

Posso trabalhar com qualquer pessoa, embora prefira não estar com quem não sabe viver em harmonia. Se alguém decidir que quer ganhar uma discussão, conceda-lhe a vitória – é uma vitória oca. Não discuta. Os grandes homens raramente discutem; eles sorriem e dizem: ‘Acho que não é bem assim’, mas não brigam.”

Paramahansa Yogananda

*************

Um dos pontos fundamentais a ser analisado nas suas palavras é sobre a postura irascível, imperiosa, arrogante, belicosa, que muitas pessoas tem ao se dirigir aos outros.

Não adianta bater de frente com quem tem esse tipo de postura, porque o resultado final será apenas desgaste para ambos os lados!

Ele explica com muita clareza e simplicidade que se alguém estiver disposto a brigar, a discutir, a querer ser a “dona da verdade”, você pode sair e fazer uma caminhada para tentar dialogar depois. Não é incrível?

Quando estamos com muita raiva, tendemos naturalmente a falar de forma agressiva e com palavras mordazes, que podem e sempre fazem mal a quem ouve. Isso pode ser evitado se você não alimenta essa energia, entende? É algo simples, mas depende de uma atitude de consciência!

O mais legal dessas palavras do Yogananda é que se você de fato exercitar isso constantemente, as pessoas vão literalmente “cansar” de tentar tirar você do sério, porque elas perceberão pela sua própria energia que isso não será possível, então, pouco a pouco você passa a atrair cada vez mais pessoas que vibram paz, amor, benquerença, união etc.

Esse é um processo natural que ocorre porque você alimentou e fez crescer essa energia boa dentro de você!

Nessas poucas palavras o Yogananda está ensinando a sabedoria do silêncio juntamente com a sabedoria da verdadeira autoconfiança, que não precisa nunca de discussões com ninguém, apenas a sua presença é o suficiente para que as pessoas percebam que se trata de alguém que tem autoconfiança!

Eu tenho exercitado amplamente o que o Yogananda ensina nessas palavras, e tenho obtido grandes progressos. Cada vez mais atraio pessoas maravilhosas para a minha vida e quando alguém tenta “bater boca” comigo, eu as deixo falando sozinhas e vou caminhar, ou simplesmente me afasto delas, porque certamente se trata de um convívio que poderia se tornar difícil, não porque eu queira, mas porque a outra pessoa tem um falso sentimento de superioridade.

Isso pode ajudar a entender as palavras finais dele, nas quais ele diz que opta por estar com quem tem harmonia. É bem por aí, se a outra pessoa está em desarmonia e não tem a menor vontade de mudar isso, devo respeitar seu livre arbítrio mantendo uma distância saudável dela!

Há muito mais a ser refletido e aprofundado com essas palavras do Yogananda, mas deixo as reflexões com você e deixo também um breve áudio que gravei inspirado nessas palavras dele. Confira…

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Eu não tenho convicção de nada

Por Isaias Costa

na_praia

Tenho refletido bastante sobre o quanto todos nós não sabemos de quase nada e mesmo assim, muitas vezes fingimos que sabemos e temos a atitude arrogante de nos expressar como se soubéssemos…

Farei uma breve reflexão sobre a nossa ignorância a partir de uma palavra que pouco a pouco estou retirando do meu dicionário pessoal: CONVICÇÃO.

Acho interessante, porque até mesmo se você fizer uma pesquisa pelo blog, verá que escrevi essa palavra em vários textos, mas sabemos que a vida é mudança não é mesmo? A todo momento podemos aprender novas perspectivas, ver por novos ângulos etc.

Há alguns meses ouvi de um grande amigo uma frase que ficou entranhada em mim. Nem vou citar seu nome porque ele bem sabe que a autoria da frase não é dele, mas se trata de uma sabedoria milenar que ele soube sintetizar numa frase elegante e impactante.

“A única convicção que eu tenho é a de que eu não tenho convicção de nada”

=> Clique aqui para ler o texto completo

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Agradecer é deixar a graça descer

Por Isaias Costa

gratidao

O final de semana dos dias 12 e 13 de novembro de 2016 foi simplesmente especial, pois participei de um workshop que guardarei para sempre na memória, ministrado pelo grande professor de Yoga e espiritualista OBEROM.

Ele é bastante conhecido dentro do meio esotérico e entre as pessoas que cultivam o veganismo, que é o não consumo de nada que tenha origem animal, tanto como alimento como também para outros fins! Mas não é esse o foco desse texto, para isso sugiro que procure seus vídeos no youtube. Por lá existe uma série de vídeos nos quais ele aborda esse e outros temas.

Esse workshop tinha como objetivo falar sobre a consciência prânica e a elevação dos nossos níveis de consciência. Claro que são informações muito amplas e profundas que só mesmo estando em contato com ele para compreender bem. Enfim! Venho compartilhar com você que me lê apenas uma reflexão que aprendi com ele e achei interessantíssima. Até esse momento, nunca tinha parado para pensar sob essa perspectiva.

Tem a ver com o AGRADECIMENTO, ou seja, o sentimento de GRATIDÃO, que pode e certamente eleva nossos níveis de consciência.

Ele falou sobre o verbo AGRADECER, que se você quebrar a palavra se torna GRAÇA + DESCER.

AGRADECER = DEIXAR A GRAÇA DESCER

Essa graça, como o próprio nome diz, são as bênçãos de Deus que são derramadas incessantemente para nós de graça, e elas vêm do alto para a nossa vida, ou seja, descem para a nossa vida.

Entre as várias maneiras de se elevar a nossa vibração e a nossa consciência está o agradecimento sincero a todas as experiências, sejam elas consideradas boas, sejam elas consideradas ruins.

Como já comentei em outros textos, as experiências que aparentemente achamos que são ruins, têm um imenso potencial de nos ajudar a crescer, a amadurecer e a nos tornarmos mais conscientes.

Juntamente com isso, o Oberom sugeriu que não alimentássemos o contrário da gratidão, que é a ingratidão, manifestada através da MALEDICÊNCIA, ou seja, o mal dizer sobre as coisas.

Se não temos nada de bom para dizer sobre algo ou alguém, o melhor a fazer é ficar em SILÊNCIO e interiorizar, meditar, para não sermos contaminados por baixas energias que diminuam nossos níveis tanto energéticos como também de consciência!

Nessa hora é fundamental não se deixar levar por tantas notícias ruins veiculadas pelas grandes mídias sensacionalistas, nem ficar lendo um montão de reportagens que trazem violência!

Não é dessa maneira que podemos ajudar na construção de uma cultura de paz. Uma cultura assim se constrói com cooperação e colaboração de todos, cada um procurando através dos seus talentos e ofícios, desempenhar o seu melhor, sempre pensando no bem comum, pensando no bem estar do maior número de seres.

Enfim! Esse é um recado bem simples, mas ao mesmo tempo profundo! Dê abertura no seu coração para a gratidão, ela vai lhe ajudar a elevar seus níveis energéticos e a sua consciência numa escalada que jamais tem fim!

Lembre-se: agradecer é deixar a graça descer…

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A verdade mora no silêncio que existe em volta das palavras

Por Isaias Costa

images

Eu sou fã de carteirinha do mestre Rubem Alves e ele tem me ensinado imensamente a ser uma pessoa melhor e aos pouquinhos ir desenvolvendo a sabedoria. Farei uma breve reflexão a partir de algumas palavras instigantes e inspiradoras dele…

*************

“Todas as palavras tomadas literalmente são falsas. A verdade mora no silêncio que existe em volta das palavras. Prestar atenção ao que não foi dito, ler as entrelinhas. A atenção flutua: toca as palavras sem ser por elas enfeitiçada. Cuidado com a sedução da clareza! Cuidado com o engano do óbvio!”

Rubem Alves

*************

Essa frase que intitula esse texto, em minha opinião, é a mais impactante e reflexiva, porque a maior parte das pessoas não atina para o SILÊNCIO, para as PAUSAS, para as ENTRELINHAS, elas querem o óbvio, querem aquilo que já vem “mastigadinho” e não precisa passar por processos de maturação. É por essas e outras que nós brasileiros temos tanta dificuldade em ler e escrever.

Aproveito até para compartilhar minha experiência como professor, que lido com o ensino todos os dias. Os alunos, de um modo geral, hoje em dia estão extremamente preguiçosos para raciocinar, para “botar a cuca pra funcionar”, como se diz popularmente.

Se os professores vêm com um artigo de 10 páginas para ser estudado e debatido, eles acham longo e complexo demais, pedem que tragam artigos menores e mais simplificados.

O resultado disso tudo é que essa imensa distração não colabora para o desenvolvimento intelectual e humano como poderia! Voltarei a falar sobre isso em outros textos…

Quem lê ou já leu os textos do Rubem Alves, sabe que ele era um amante da POESIA. E ela é um exemplo perfeito de que sua mensagem se encontra nas entrelinhas. Ele até brincava nas suas palestras que você pode ler a mesma poesia mecanicamente, igual a um robô, ou pode ler com lirismo, com doçura, degustando cada palavra, mudando a tonalidade de acordo com o que está sendo dito.

Na primeira leitura, provavelmente quem escuta não grava nada, não fixa nada, mas na segunda leitura, quem escuta se apaixona pelo texto. O que mudou? O texto? NÃO. Mudou a forma com que foi lido, passou a ser colocado energia, amor, sentimento, doçura. É isso que faz toda a diferença entende?

É no silêncio que mora a verdade…

Proponho a você a partir desse texto que passe a prestar muito mais atenção nos silêncios, nas pausas, do que no texto em si, no que está sendo dito ou ouvido. Garanto que dessa forma você absorverá bem mais e desenvolverá sua mente.

Suas palavras me fizeram lembrar de um grande mestre oriental chamado Osho, falecido em 1990. Ele tem diversas palestras no youtube, mas elas são ouvidas por pouquíssimas pessoas, sabe qual é o motivo? IMPACIÊNCIA.

Ele fala de um jeito tão lento, com tantas pausas e com tanta atenção ao que está sendo dito, que as pessoas que tentam assistir aos vídeos ficam impacientes, ficam com sono e vão fazer outras coisas no lugar, mesmo suas mensagens sendo transformadoras e conscientizadoras.

O Rubem fala sobre as entrelinhas e quase tudo que o Osho diz está na realidade nas entrelinhas, não nas palavras, mas nos silêncios que ele faz…

Você aceita o desafio de ver um vídeo dele do começo ao fim sem querer mudar de abas, ou ficar “viajando na maionese”? Acredite! Este é um belo exercício de MEDITAÇÃO e ATENÇÃO PLENA que estou lhe passando de forma irreverente! hehe

Abaixo compartilho uma série de vídeos dele no qual ele fala sobre diversos temas! Exercite assistir a um vídeo do começo ao fim…

Para concluir, quero lhe instigar a refletir sobre essa CLAREZA EXTREMA. É bom sim se expressar com clareza e objetividade, mas é bom também buscar o aprofundamento e a complexificação daquilo que se está estudando, senão você corre o risco de sempre ficar apenas na superfície, nas bordas do conhecimento.

Gosto muito das palavras do grande professor e filósofo Mario Sergio Cortella sobre isso. Ele diz que precisamos TRANSBORDAR, ou seja, “sairmos da nossa borda”, em amplo sentido: no conhecimento, na amizade, no amor, na família, no trabalho, nas finanças, na espiritualidade etc.

Esse é um exercício para a vida toda. Sei que você quer transbordar, senão nem estaria lendo esse texto!

O transbordamento está em buscar mais conhecimento, mais amor, mais amizades verdadeiras, maior conexão com o lado espiritual etc.

Percebe como algumas poucas palavras do mestre Rubem Alves carregam nas entrelinhas milhares ou mesmo milhões de possibilidades?

Estou com esse texto apenas fazendo cócegas nas possibilidades de interpretações que essas palavras carregam em suas entrelinhas! Não é à toa que ele é considerado tão genial! Só os gênios conseguem isso! Fazer com que em poucas palavras existam um universo inteiro de possibilidades de reflexões e interpretações.

Que essas palavras tenham lhe instigado a ser enfeitiçado pelos silêncios, pelos espaços vazios, pelas entrelinhas. É aí que mora a sabedoria! É aí que mora a verdade! No silêncio que existe em volta das palavras…

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

O que eu compartilho prejudica alguém?

Por Isaias Costa

uev3aznu94juzcsxa5qyzsb8cxi-ev5kasbvbyth0meixog4bwhj5

Estava lendo um artigo incrível da “revista da cultura” que falava sobre o perigo de compartilhar pela internet notícias falsas e sensacionalistas. Era um artigo da Denise Godinho cujo título é “Me engana que eu gosto”. Deixo o link abaixo caso queira ler o artigo completo.

* Artigo “Me engana que eu gosto”

Um trechinho desse artigo lança alguns questionamentos que considero importantíssimos, nos quais farei uma breve reflexão.

“É preciso se perguntar: por que estou compartilhando algo que prejudica outra pessoa? Essa notícia não está com cara de mentira? Você não vai mesmo checar o que compartilha?…

É preciso uma autoanálise. O que eu compartilho interessa a alguém? Ajuda alguém? Estou sendo preconceituoso? Estou sendo machista? Se a resposta for sim, não publique nada. Você tem inteira responsabilidade por aquilo que compartilha.”

Pollyana Ferrari 

***************

Quanto mais o tempo passa, mais consciência e cuidado tenho com aquilo que compartilho. Esse blog, graças a Deus, está crescendo e tendo mais visualizações dia após dia, e sabendo que minhas palavras percorrem os 4 cantos do mundo, antes de publicar qualquer texto, sempre me questiono se ele fará bem aos que lerem, se as informações que foram transmitidas podem agregar valor e levar a uma boa reflexão etc.

É como a Pollyana  diz: “Você tem inteira responsabilidade por aquilo que compartilha”.

Infelizmente, hoje em dia, com o avanço da tecnologia, dos aplicativos de celulares, com a facilidade de navegar livremente pela internet, muitas pessoas estão se aproveitando para se utilizarem de mentiras e notícias sensacionalistas com o intuito cruel e mesquinho de conseguir cliques e mais cliques, ou para ganhar algum dinheiro com isso, ou para “bombar nas redes sociais”, como se diz popularmente!

Pra quê? Isso vale a pena mesmo que denigra a imagem de alguém? Mesmo que espalhe preconceitos? Mentiras? Calúnias?

Sempre que posso eu falo sobre as leis universais nos meus textos e uma delas é a LEI DO RETORNO. Tudo aquilo que fazemos, que lançamos no mundo, carrega uma energia, e essa energia sempre acaba voltando para nós, SEMPRE.

Se você espalha mentiras, notícias de ódio, de violência, de vingança e por aí vai, o que você está emanando para o universo e certamente retornará para você? Exatamente essa energia!

Agora se você espalha amor, empatia, amizade, misericórdia, compaixão, compreensão… O que retornará? Exatamente todos esses nobres sentimentos e virtudes!

Minha vida tem sido prova do que estou dizendo agora. Recebo diariamente mensagens e comentários com elogios aos textos. E muitas mensagens de incentivo para que continue escrevendo, porque minhas mensagens estão fazendo diferença na vida dessas pessoas!

Sempre que leio essas mensagens me vem um sentimento gostoso de alegria e de pertencimento! Tipo assim: “Que bom que essas reflexões fizeram bem a alguém e poderão contribuir para gerar mais consciência nos leitores…”.

Gostaria, a partir dessas poucas palavras, lhe levar a refletir sobre isso: “O que você tem compartilhado nas suas redes sociais? Você tem prestado atenção à veracidade do que é dito? Tem lido as matérias antes de compartilhá-las? Tem verificado se elas não estão carregadas de mensagens preconceituosas ou difamatórias?…”.

Essa autoanálise é fundamental, tanto para que o bem seja mais espalhado pela internet, quanto para que você não fique com a sua imagem deturpada.

Aproveito até para fazer um adendo. Estamos em período de eleições. E nesse período, só o que acontece são brigas e intrigas por causa dos compartilhamentos dos candidatos e suas propostas.

Será que não seria interessante optar por um pouco mais de SILÊNCIO? Não ficar discutindo com os amigos quem é melhor, quem é pior? Você sabe bem que essas discussões só geram desgastes e muitas vezes até mesmo o término de amizades que poderiam durar muito tempo! Pense um pouquinho sobre isso!

Em resumo. Tudo o que quero dizer é que você procure ser mais CAUTELOSO com o que lê, com o que escuta, com o que fala e com o que compartilha, para que o bem prevaleça e possamos juntos contribuir para a construção de uma sociedade melhor, onde o amor seja o ponto de partida e o ponto de chegada, seja o alfa e o ômega, o princípio e o fim, como tão bem nos ensinou o mestre Jesus Cristo!

Compartilho ao final uma linda música que resume tudo isso, chamada “Fale de amor”, do grande Jorge Camargo.

“Fale de amor, no espelho d’água de seus olhos. Abra os portais do teu abraço. Se for preciso use palavras…”

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

As ideias estão no chão

Por Isaias Costa

Orar-a-Deus

Uma das minhas músicas preferidas da banda Titãs se chama “A melhor forma”. A sua letra é riquíssima e nesse texto vou fazer uma breve interpretação de parte dela levando a mensagem para a nossa vida. Abaixo está a letra completa com o vídeo!

A melhor forma de esquecer
É dar tempo ao tempo
A melhor forma de curar o vício
É no início

A melhor forma de escolher
É provar o gosto
A melhor forma de chorar
É cobrindo o rosto
Evitar as rugas
É não olhar no espelho
Esvaziar o revólver
É puxar o gatilho
A melhor forma de esconder as lágrimas
É na escuridão
A melhor forma de enxergar no escuro
É com as mãos

As ideias estão no chão
Você tropeça e acha a solução

Acabar com a dor
É tomar um analgésico
Matar a saudade
É não olhar pra trás
A melhor forma de manter-se jovem
É esconder a idade
A melhor forma de fugir
É a toda velocidade
As ideias estão no chão
Você tropeça e acha a solução

****************

A letra dessa música é bastante simples e sugere do começo ao fim, formas de lidar com as intempéries da vida, que são muitas!

Não vou me ater no que eles falam sobre as melhores formas para as coisas, porque sei que isso depende da visão de cada um, da maturidade adquirida, da consciência e outros fatores.

Quero me ater apenas a uma frase, essa aqui: “As ideias estão no chão, você tropeça e acha a solução.”

Essa frase é genial, porque vem falar do aprendizado através do sofrimento. Esse tropeçar tem a ver com as nossas quedas e fracassos e os aprendizados que acontecem a partir deles!

Todos nós erramos e fracassamos inúmeras vezes na vida, e esses fracassos são ótimos para nos ajudar a construir nossa identidade, nosso caráter, nossos valores e ideais de vida!

Como já disse outras vezes por aqui, os fracassos funcionam como ALAVANCAS, nos empurrando para frente, nos fazendo enxergar a vida e os acontecimentos com mais profundidade! Um dos primeiro textos do blog fala sobre isso citando grandes nomes como Albert Einstein, Thoman Edison, Michael Jordan, Walt Disney… homens que muito bem souberam utilizar seus fracassos como alavancas para irem mais longe na vida. Vale a pena conferir, o link está logo abaixo…

O fracasso como uma alavanca

A outra mensagem atrelada a essa frase é sobre as ideias estarem no chão. O compositor da música provavelmente quis dizer que a solução para todos os seus problemas está mais perto do que você imagina, está “no seu nariz” como diriam alguns, basta você ter abertura de mente e de coração para enxergar essas soluções. Basta ter olhos para ver e ouvidos para ouvir, como diria o mestre Jesus Cristo!

Eu acho bem engraçado que existem muitas pessoas que se VITIMIZAM achando que são injustiçadas, que são azaradas, que a vida é difícil, que ninguém é bom para elas, que isso, que aquilo outro…

Essas pessoas ficam nesses processos internos de AUTOSSABOTAGEM sem se darem conta que dentro delas existe um poder incrível de mudanças e crescimento, e para que esse poder seja acessado, basta SILENCIAR, basta encontrar a essência que está obscurecida por diversas camadas de medos, de condicionamentos, de crenças adquiridas na infância, de traumas etc.

Para sair desse ciclo autodestrutivo é preciso se buscar o autoconhecimento para, desta maneira, iluminar a consciência e deixar de enxergar no escuro com as mãos, mas com a consciência expandida!

Antes de concluir, quero apenas repetir algo que já disse em textos anteriores. Deus se manifesta na nossa vida de “n” maneiras, mas acima de tudo pelas pessoas! Eu sou uma pessoa e estou utilizando esse mecanismo da internet para chegar até você e atingir o seu coração se você der abertura para isso!

Ou seja, eu posso ser uma dessas ideias que estão pelo chão chamado internet para lhe ajudar a acender uma luzinha de consciência no seu quarto escuro e que você precisa tatear as paredes para poder andar!

Abra sua mente e seu coração que desta maneira você vai concluir que TUDO FALA, você só não sabia ouvir. Mas pode aprender, a chave é essa, e uma das melhores formas de virar essa chave no subconsciente é tendo HUMILDADE. Sendo humilde e se colocando como um eterno aprendiz, você vai crescer enormemente na vida e vai poder levar muita gente junto com você!

E para fechar com chave de ouro, compartilho também uma pequena parábola que já li dezenas de vezes, mas sua mensagem sempre será atual! Pense sobre isso OK?

*****************

Deus vai me salvar – Autor desconhecido

Durante uma grande enchente que houve, um homem muito religioso, porém fanático, não sai de casa de forma alguma. Quando a água chegou a seus pés, um senhor numa canoa passou e o convidou para embarcar, e a resposta foi:
– Não, obrigado. Deus vai me salvar.
Quando a água já estava na cintura, vieram dois jovens num barco oferecendo ajuda. E a resposta foi a mesma:
– Não quero. Deus vai me salvar.
Quando a água ia chegando no pescoço, passou um helicóptero resgatando as últimas pessoas, e alguém gritou para que o homem subisse na corda para salvar a vida. E mais uma vez o teimoso respondeu:
– Já disse que não quero. Deus vai me salvar.
Mas a água subiu e o homem se afogou. Chegou ao céu e foi logo reclamando com Deus:
– Puxa… eu confiava no Senhor. Por que me deixou morrer?
E Deus respondeu:
– Meu filho, mandei-lhe uma canoa, um barco e um helicóptero… O que mais você queria que eu fizesse?

 

 

 

 

 

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Por que existem tão poucas pessoas iluminadas?

Por Isaias Costa

meditation

Outro dia eu li um pequeno texto falando sobre a sabedoria do Buda Gautama e resolvi compartilhar uma breve reflexão sobre ele com você. Vamos?

************

“Uma vez perguntaram ao mestre Buda porque tão poucas pessoas iluminadas existiam. Será que é tão difícil assim perceber a própria iluminação?

Buda respondeu: “Faça uma experiência. Vá ao vilarejo mais próximo e durante todo o dia pergunte a diversas pessoas o que elas mais querem na vida”. Eis que o discípulo foi e voltou no fim do dia para falar com o mestre.

“Conversei com muitas pessoas. Muitas respostas. Algumas querem um bom casamento, outras desejam muito dinheiro, outras almejam fama e poder, e ainda outras querem prestígio, reconhecimento…”

Então Buda respondeu: “Já tens tua resposta. Muito poucas pessoas desejam a iluminação, que é simplesmente uma vida natural e simples. Tão natural que a paz que procuram já está no vento que sopra, no ar que respiram, na nuvem que passa, no sol que aquece, e na chuva que molha”.

***************

Esse texto fala sobre uma grande verdade. Pouquíssimas pessoas estão comprometidas em buscarem a iluminação. Quero antes de mais nada lhe afirmar com todas as letras que eu erro muito e tenho muitos medos que preciso vencer, por saber disso sou incapaz de me considerar um iluminado.

Mas posso lhe dizer com relação a mensagem do Gautama Buda, talvez esteja dentro de uma minoria de pessoas que busca a SABEDORIA e a FELICIDADE autêntica antes de qualquer outra coisa, e isso faz absolutamente toda a diferença.

Já falei inúmeras vezes que a busca por fama, títulos, poder e coisas materiais não pode NUNCA levar ninguém à felicidade e iluminação, porque tudo isso pertence ao mundo da MATÉRIA, do EGO. A única forma de se tornar iluminado é buscando o que é espiritual.

Inclusive acho incrível a perspectiva do Osho sobre isso, ele considera o lado material e o espiritual como duas dimensões na vida, uma horizontal e outra vertical. Compartilhei suas palavras nesse texto abaixo, vale a pena dar uma lida…

As duas dimensões da vida

Quem já leu um pouco sobre o Gautama Buda e tantos outros iluminados certamente já deve ter percebido que eles eram bastante SILENCIOSOS e MEDITATIVOS. Por quê? Exatamente porque só podemos acessar o que há de mais profundo dentro de nós através do silêncio. Iluminação não combina com barulho e dispersões…

Talvez com essa afirmação você esteja começando a compreender porque existem tão poucos iluminados no mundo de hoje, não é mesmo?

Com toda a evolução tecnológica e aceleração do trabalho, quase ninguém consegue mais silenciar e olhar para dentro de si mesmo.

Toda essa distração e dispersão só tem levado a mais desequilíbrios e perda do sentido da vida.

Precisamos nos reconectar com a nossa essência e esse texto é um apelo a isso. Leia com atenção e carinho essas palavras. Será que você não anda correndo demais atrás daquilo que não é o essencial? Será que todo esse estresse que você vem sentindo não é porque você tem medo de parar e confrontar as suas sombras?

Apenas essas duas perguntas são suficientes para longas reflexões. Já escrevi bastante sobre a 1ª, mas se fosse escrever com detalhes sobre a 2ª esse texto ficaria imenso.

O silêncio profundo atemoriza a todos nós, porque no silêncio somos levados a mergulhar dentro de nós mesmos, e nesse mergulho acabamos encontrando todo aquele lixo que vive guardado desde a nossa infância.

Porém, digo a você sem medo! Se quiser ser plenamente feliz, você precisa vencer esse medo de vasculhar o seu passado e todas as dores antigas que você foi jogando para debaixo do tapete, ou seja, para as suas sombras…

Veja o Buda! Ele se tornou um iluminado aos 35 ou 36 anos, após muitos anos de total entrega a isso. Jesus Cristo também passava temporadas e temporadas em retiro, sozinho, para retirar de dentro de si todo medo que ainda existisse. Jesus sentia medo sabia? Ao contrário do que muitos pensam, ele venceu os seus medos porque teve CORAGEM e GARRA, e por isso se tornou um iluminado, talvez o maior avatar da história da humanidade.

Vendo todos esses exemplos, são neles que me miro, o meu ser mais profundo almeja ser pelo menos um pouquinho do que esses avatares foram. Sei que a estrada é longa e tortuosa, mais seus frutos são doces e as sementes lançadas para as pessoas também.

Sigamos juntos essa jornada para dentro de nós mesmos e façamos um check-up geral das nossas prioridades. Só assim poderemos nos tornar, quem sabe um dia, iluminados!

Concluo com esse questionamento. Quais têm sido atualmente as suas PRIORIDADES? A resposta sincera a essa pergunta pode com certeza acender uma luzinha lá dentro do seu coração e lhe fazer se conectar com o seu espírito…

Paz e luz…

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Use as palavras para chegar ao coração das pessoas

Por Isaias Costa e Thiago Rebouças

cronica-duas-palavras-um-corac3a7c3a3o-mil-sentmineots

Nesses últimos dias eu estive refletindo bastante sobre o poder imenso que as nossas palavras têm, tanto para o bem quanto para o mal. O fato de o nosso país estar passando por uma crise leva muita gente a ter um astral mais pessimista, o que muitas vezes acaba se revelando na forma de falar e se comunicar.

Lendo as mensagens no facebook, encontrei um pequeno texto muito bonito do meu querido amigo Thiago Rebouças que falava sobre esse poder das palavras. Eu penso de forma muito parecida com ele em relação a isso, então fiz questão de compartilhar com vocês…

*****************

“As palavras podem ter um efeito muito maior do que se possa imaginar. Da mesma forma em que elas abençoam, poetizam, e tornam melhor o estado de alguém, do contrário, elas podem ferir, magoar e em dimensões mais profundas, pode destruir por completo a autoestima de uma pessoa.

Saiba que toda palavra que não é precedida de amor, é cortante no coração e geralmente causa a dor mais aguda que existe. Não ache que dizer tudo que vem a sua mente, ou não ficar calado diante das situações, é algum tipo de vantagem. Não é que não possa ser dito, a questão gira em torno de como é dito.

Você (e eu me incluo nisso) precisa aprender a abordar as pessoas, não é gritar, é conversar. Não é julgar, é mostrar como pode ser o certo. É não esquecer que muitas brincadeiras acabam machucando. Utilize o recurso da palavra para aproximar, para atravessar mares e chegar ao coração de alguém.

As pessoas que se amam, se entendem muito melhor, portanto, se o seu coração estiver cheio de raiva e em tempestade, escolha o silêncio. O silêncio tem o poder de filtrar o veneno do que pode ser dito. Não cuspa ou vomite as palavras, tenha zelo e responsabilidade por elas, pois é nessa hora que as balas se transformam em flores.”

 Thiago Rebouças

*****************

Meu desejo é de cada vez mais chegar ao coração das pessoas em tudo o que fizer e em tudo o que escrever. As palavras escritas têm esse poder e por saber disso, vejo o quanto faz sentido essa frase do final do seu texto: “tenha zelo e responsabilidade por elas, pois é nessa hora que as balas se transformam em flores”.

Eu tenho recebido feedbacks muito bonitos dos leitores do blog muito por causa disso, tenho muito cuidado com todas as palavras que escrevo e antes de publicar um texto novo, sempre penso em como as pessoas do outro lado da tela vão recebê-lo, mesmo quando tenho que escrever sobre temas mais pesados, busco escrever de uma forma que não venha a ferir ninguém, isso faz toda a diferença, porque é desta forma que criamos conexão, mesmo com pessoas tão distantes e que nunca me verão ou conversarão diretamente comigo. Percebe como isso é fantástico?

No nosso dia a dia pode ser da mesma forma ou até muito melhor. Antes de abrirmos a boca para falarmos qualquer coisa, precisamos nos questionar se tais palavras vão atingir o coração de alguém, se sabemos que não vão, nessa hora a melhor coisa é a busca do SILÊNCIO.

O silêncio é um dos grandes aliados da sabedoria. Nós só podemos desenvolver a sabedoria se soubermos identificar quando é hora de falar e quando é hora de silenciar, mas não se trata de silenciar como uma omissão, nada disso, é o silenciar para não criar nenhum tipo de divisão.

Esse foi um detalhe muito interessante do texto do Thiago, o silêncio que decorre da omissão é fruto do MEDO e da FUGA. Se você prestar muita atenção, quem silencia quando precisa falar algo que seja importante são as pessoas que, ou tem muito medo no coração, ou não querem se responsabilizar pela situação na qual estão inseridas.

Mais uma vez eu volto ao ponto do CAMINHO DO MEIO. Falar é muito importante, mas falar na hora certa, para a pessoa certa e do jeito certo.

Nós só poderemos agir dessa maneira na maioria das nossas situações se buscarmos essa sabedoria que decorre do processo de AUTOCONHECIMENTO.

Portanto, busque crescer em amor e consciência, que desta forma, garanto a você, as palavras que brotarão do seu interior serão cada vez mais cheias de luz e de verdade. E certamente atingirão o coração de pelo menos uma pessoa. Não tenha dúvidas disso! Experimente e você será prova viva do que estou colocando aqui…

1 comentário

Arquivado em Uncategorized