Arquivo da tag: superação

Eu honro e aceito toda a minha vida até aqui

Por Isaias Costa

“Você já parou para refletir sobre essa frase? Ela tem a força de ativar a gratidão por tudo que você já viveu e propiciar ricos ensinamentos de tudo isso que já passou!
Lembre-se de honrar e agradecer seu passado. Aprenda com cada experiência e siga adiante, sem ficar julgando, condenando ou culpando alguém ou alguma coisa, ou até você mesma de alguma coisa que não aconteceu como se esperava. Honre e aceite seu passado. Aprenda com tudo que já aconteceu. Veja o passado com olhos de amor e compaixão, honrando e aceitando, para fazer escolhas cada vez melhores e uma vida cada vez mais maravilhosa de se viver!”
Taci Carvalho

*********

A frase que intitula esse texto tem um poder de nos conectar com a gratidão de uma maneira imensa! Ela me fez refletir bastante e decidi escrever esse breve texto com o intuito de também levar você a refletir sobre sua vida até aqui.

É muito compreensível nós termos mágoas e arrependimentos sobre as muitas besteiras e decisões erradas que tomamos na vida. Mas ficarmos nos chicoteando por causa das nossas más escolhas é uma estupidez, só vai nos fazer mal e nos colocar cada vez mais pra baixo.

Cada vez mais eu vejo as nossas escolhas e decisões ruins na vida a partir do nível de consciência que tinhamos na época entende? O Isaias de 1 ano atrás, 2 anos atrás, 5 ou 10 anos atrás, é muito diferente do Isaias de hoje, e quanto mais experiências eu vou tendo e mais vou absorvendo, melhores vão naturalmente se tornando minhas novas escolhas!

A Taci Carvalho costuma dizer nas suas palestras e lives que tudo vem para nossa vida como aprendizado e lições para evoluirmos e que a maior de todas as nossas missões nesse planeta Terra é a evolução como ser humano. Eu concordo 100% com ela e cada vez mais tenho levado essa gratidão para o meu dia a dia!

Inclusive eu vejo com bastante clareza hoje que várias das escolhas que me fizeram sofrer no passado me ajudaram a moldar o Isaias que sou hoje. Uma das experiências mais marcantes foi ter tido depressão em 2009 enquanto cursava Física na UFC.

Ter vivido na pele essa dor excruciante me fez desenvolver muito mais a sensibilidade e hoje em dia consigo me conectar de alma pra alma com as pessoas que sofrem de depressão e consigo trazer para elas palavras de conforto e amor que ajudam a superar aos poucos tanta dor e sofrimento que a depressão causa!

Tudo o que li, ouvi, assisti, conversei etc. Hoje me ajudam a ter mais repertório e consigo levar adiante muito desse aprendizado às vezes pelas textos do blog, mas acima de tudo, a partir das conversas que tenho com as pessoas!

Eu honro, agradeço e aceito tudo o que vivi até agora. Honro e aceito todas as escolhas e decisões boas e ruins. Todas elas me levaram até onde estou hoje e me iluminam para que as escolhas que faço e continuarei fazendo daqui pra frente me conduzam para uma versão melhor e mais ampliada de mim mesmo!

Essa é a dinâmica da vida. O processo de evolução constante. Espero que essas breves palavras tenham suscitado boas reflexões e alimentado em você a GRATIDÃO. Esse sentimento tão nobre e revolucionário…

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Toda adversidade é um convite à mudança

Por Isaias Costa

“A realidade pode ser uma droga, se quisermos que seja diferente, ou nós podemos aceitar a realidade como ela é, e agradecer por isso. Isso leva prática, por que é difícil ficar grato quando você sente que está sendo tratado mal, ou quando você perde um emprego, ou perde alguém querido, ou quando está lutando contra uma doença. Mas essa é a realidade que você tem e não o ideal que você queria ter. E é uma realidade que possui beleza, se escolhermos vê-la. Essa habilidade nos deixa muito mais em paz com qualquer coisa que precisemos lidar.”

Leo Babauta

**********

É muito verdadeiro o que o Leo está trazendo nessas poucas palavras e todos nós em diversos momentos da vida passamos por crises e dificuldades que nos tiram o ânimo, o vigor, a autoconfiança e por vezes até a esperança de um futuro melhor.

É fundamental sabermos que nada na nossa vida acontece por acaso. São cada uma das nossas escolhas diárias e acima de tudo o que nutrimos dentro de nós que vai plasmando a nossa realidade.

É por isso que eu sempre insisto por aqui em buscarmos nos alimentar de coisas boas não apenas em termos de alimentos físicos, mas também tudo o que alimenta nossa mente e nossas emoções.

O Leo trouxe as principais aflições da maioria das pessoas em momentos de crise. Quando nos sentimos mal tratados é porque os nossos relacionamentos interpessoais estão em crise. Nessa hora, uma pergunta que devemos nos fazer é: “O que eu preciso mudar em mim mesmo para atrair melhores relacionamentos na minha vida?”. E a partir de muita reflexão e busca pelo autoconhecimento, descobrir o que levou a termos essas dificuldades.

Muitas vezes é a nossa baixa autoestima que nos leva a nos conectarmos com pessoas que não nos respeitam e admiram. É preciso resgatarmos nosso poder pessoal e autoestima para assim atrairmos pessoas que de fato vão nos respeitar e agregar valor à nossa vida!

Ele trouxe a perda de um emprego. Isso também é algo que mexe conosco profundamente, pois coloca em risco a nossa sobrevivência material. Disso decorre muita ansiedade e cenários catastróficos que na imensa maioria das vezes não se concretizam. A perda de um emprego pode ser vista como uma bela oportunidade para nos reinventarmos, aprendermos coisas novas, fazermos algum curso de nosso interesse e por aí vai. Eu, particularmente, gosto de pensar assim: “Se eu saí desse emprego agora, é porque certamente muito em breve virá uma oportunidade de trabalho melhor do que este último emprego…”. Só de pensar assim já vem uma paz e uma serenidade, além de um confiança no melhor para o futuro…

O outro exemplo é a perda de alguém, que pode vir ou pela morte ou por alguma separação ou afastamento. Com relação a isso eu sempre gosto de pensar em relação aos ciclos da vida. Tudo, absolutamente tudo, tem começo, meio e fim no mundo físico. E os relacionamentos são todos assim. Se alguém partiu, seja qual foi o motivo, é porque o tempo que ela deveria estar na nossa vida se encerrou. O que nos leva a ter dificuldade de aceitar isso são nossos apegos. Nós nos apegamos demais às pessoas e as situações nas quais nos conectamos. Mas tem zilhões de coisas que fogem completamente ao nosso controle.

Por exemplo, se uma pessoa querida morre devido à uma doença grave, não temos culpa sobre isso. Gostaríamos que ela se curasse e continuasse conosco, mas isso não aconteceu. É preciso vivenciar o luto e seguir a vida sem ela. Honrando e agradecendo tudo o que ela vivenciou conosco.

Se alguém nos deixa porque precisou se mudar de cidade, é simplesmente a impermanência fazendo o seu trabalho. Nós agradecemos por tudo que pudemos dividir, as alegrias e as tristezas, além das muitas histórias que ficarão para sempre guardadas na memória. Desejamos tudo de melhor para essa pessoa e seguimos nossa vida! É simples assim…

O último exemplo é sobre as doenças que nos acometem. Quase sempre o primeiro pensamento que nos vem é: “Poxa! O que eu fiz para merecer isso? Estar adoentado dessa maneira?”. A grande realidade é que nosso corpo carrega uma sabedoria milenar e que pode ser acessada a qualquer momento, basta que queiramos. Estou falando sobre o que chamamos de Metafísica da Saúde ou Linguagem do corpo. Todas as doenças sinalizam desequilíbrios que começam no nosso campo mental e emocional e depois acabam descendo até o corpo físico. Se conseguirmos compreender o porquê daquela doença ter se instalado em nós, agradecemos pela oportunidade de a transcendermos através da consciência, sairemos dela muito maiores e mais fortalecidos.

Enfim! Esse breve texto é apenas para lhe relembrar que as crises surgem na nossa vida para que a gente cresça como seres humanos e nos tornemos mais sábios e experientes. Aprendamos a ver dessa maneira que assim a vida se torna divertida e cada vez mais significativa…

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

As oportunidades nunca deixam de surgir a cada momento

Por Isaias Costa

Opportunity – Walter Malone

Ofendem-me os que dizem que não voltarei,

Porque bati à tua porta e não te encontrei;

Porque todas as noites permaneço à tua porta,

E ordeno que despertes e te ergas para lutar e vencer.

Não chores pelas preciosas chances que passaram;

Não chores pela idade de ouro que se foi;

Todas as noites queimo o registro do dia;

Ao erguer do sol, todas as almas nascem de novo.

Ri como um menino aos esplendores que passaram.

Às alegrias que se esvaíram, sê surdo e mudo.

O meu julgamento sela o passado que morreu,

Mas nunca prende um momento ainda por vir.

Mesmo afundado na lama, não torças as mãos nem chores.

Dou o meu braço a todos os que dizem: “Eu posso!”

Nenhum pária algum dia caiu tão baixo

Que não pudesse erguer-se e ser um homem novamente!

Lastimas a mocidade perdida?

Hesitas em desfechar um golpe merecido?

Volta-te então dos arquivos apagados do passado,

E encontrarás as brancas páginas do futuro.

Choras por uma pessoa amada? Liberta-te da magia;

És um pecador? O pecado tem perdão;

Cada manhã te dá asas com que voar do inferno,

Cada noite uma estrela para te guiar aos céus.

********

Eu fiquei absolutamente encantado com a leitura desse poema de Walter Malone que encontrei num famoso livro chamado “A lei do triunfo” de Napoleon Hill. O poema encarna a “oportunidade” e lhe dá voz como se fosse uma personagem.

Sempre que escrevo sobre isso gosto de primeiro ir à raiz da palavra oportunidade, que é belíssima. Ela remonta à navegação em tempos longínquos no qual existiam diversos tipos de ventos e para cada um deles eram dados nomes provenientes do latim. Um desses ventos era chamado de “ob portus”, que significa “vento que leva para o porto”. E oportunidade deriva dessa palavra. Ou seja, ela é como um vento que leva até o porto, que é um local de segurança e conforto. Interessante não é mesmo?

O que acho mais incrível é que os ventos nunca param. Depois que um vento sopra vem outro e outro e outro… Porém, vale destacar que o mesmo vento nunca sopra duas vezes e no mesmo lugar. Em outras palavras, uma vez que perdemos uma oportunidade, devemos aceitá-la e partirmos para outra. E aqui faço o link com esse belo poema. Logo na primeira linha a oportunidade diz:

Ofendem-me os que dizem que não voltarei

E ela continua dizendo:

Porque bati à tua porta e não te encontrei;

Porque todas as noites permaneço à tua porta,

****

Então só cabe a cada um de nós estar atento à passagem desse vento sutil e suave. As oportunidades surgem de “n” formas possíveis: através de uma conversa inspiradora com um amigo, de uma pessoa que esbarra com você no meio de um evento, de alguém que passa boa parte de uma viagem de avião conversando e dali se inicia uma amizade, um vídeo que você assiste despretensiosamente e tem um insight que revoluciona sua vida…

Ou mesmo de formas aparentemente tristes e decepcionantes como a perda de um emprego, a perda de uma grande amizade, a viagem para o exterior de alguém que você ama muito, a morte de uma pessoa significativa etc. Tudo isso são oportunidades disfarçadas para que nós tenhamos experiências que vão proporcionar o nosso crescimento como seres humanos nas mais diversas áreas da vida!

São extremamente inspirados esses versos:

Mesmo afundado na lama, não torças as mãos nem chores.

Dou o meu braço a todos os que dizem: “Eu posso!”

****

Aqui ele fala sobre as oportunidades disfarçadas nas experiências de sofrimento. Elas servem pra que nos fortaleçamos interiormente, principalmente no sentido espiritual. E se dizemos: “Eu posso!”, com firmeza e propósito, maravilhas vão surgir dessa determinação!

É como diria o mestre Chico Xavier numa de suas frases mais famosas: “Isso também passa!”. Momentos de dor, tormentas, sofrimentos, também vão passar, assim como momentos de glórias e grandes alegrias também dão lugar a novas experiências de dor, tristeza e sofrimento.

A vida tem esse movimento pendular o tempo todo e quanto mais cedo compreendemos isso melhor!

E os dois versos finais também são estupendos:

Cada manhã te dá asas com que voar do inferno,

Cada noite uma estrela para te guiar aos céus.

*****

Aqui é incrível a analogia com o olhar para cima, pra frente e para o alto, como muitos dizem. Lendo esse trecho até lembrei da querida profa. Cristina Cairo, que em todos os seus vídeos sempre começa dizendo: “Levanta a cabeça!”, pois essa é uma atitude que a própria neurociência já comprovou que faz com que nos sintamos automaticamente mais motivados e ativos.

Está passando por um momento infernal? Levante a cabeça e acione as suas asas que estão aí meio escondidas mas prontas para que você alce grandes voos! Está com a mente enovelada com a escuridão da noite? Então olhe para as estrelas e se deixe ser guiado por elas…

Que esse poema inspire você tanto quanto me inspirou, e que se for possível, escreva em algum lugar para ser relido em outros momentos ou salve esse texto para utilizá-lo como uma injeção de ânimo e força!

Vamos juntos aproveitar as belas e inúmeras oportunidades que a vida nos traz todos os dias…

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Antes de a morte chegar, ainda vamos abrir muitas portas

Por Isaias Costa

Esses dias li um texto no facebook do meu amigo João Vale Neto, tutor do CEBB (Centro de Estudo Budistas Bodisatva) que considero necessário pra esses tempos tão sombrios e de tantas incertezas quanto ao futuro. Leiam com toda a atenção!

*******

Todos passamos por algum momento da vida onde achamos que as coisas não vão ter jeito. Geralmente acontece na infância, quando percebemos que por mais fortes ou poderosos sejam nossos pais, eles não sabem de tudo. Olhamos para isso e vemos que não vamos ter condições de resolver “o que não tem jeito” justamente porque somos pequenos, sem muita capacidade ou recursos. Então, a impotência surge e, com ela, a falta de energia do corpo. Uma sensação de porta trancada e não sabemos onde está a chave. É assim que vão surgindo outras partes de nós: impotentes, depreciadas, melancólicas. Todas elas vem nos socorrer diante daquilo que “não tem jeito”. Quanto mais eu não tiver necessidades, menos vou precisar dar um jeito. Por isso, melhor ser incapaz, sem valor, logo, já que nada tem jeito. E assim a impotência se torna uma constância na nossa vida.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Um dos segredos do sucesso profissional de Fernando Scherer

Por Isaias Costa

Assistindo a uma Live especial do Pedro Superti no Instagram, na qual ele entrevistava o Fernando Scherer, mais conhecido por Xuxa, um homem que se tornou famoso aqui no Brasil por ter sido medalhista olímpico de natação. Nessa Live ele conta muita da sua trajetória de sucesso profissional e pessoal.

De uns anos pra cá ele fez uma verdadeira revolução na sua vida e vem trabalhando principalmente como palestrante e instrutor de meditação. Foi uma mudança quase que da água pro vinho. Ele falou muitas coisas interessantíssimas, porém uma em especial me tocou profundamente e quis compartilhar com todos vocês nesse texto.

Trata-se de uma baita lição sobre humildade e consciência dos campos sistêmicos familiares. Posso estar enganado, mas tenho a impressão de que o Fernando conhece vários princípios da Constelação Familiar, área terapêutica desenvolvida por Bert Hellinger.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Quanto mais preciso você for, mais precioso se tornará

Por Isaias Costa

1469008498147

No português há duas palavras com a escrita muito parecida e com significados absolutamente diferentes, as palavras PRECISO e PRECIOSO. Estava refletindo sobre elas e o quanto se complementam em diversos contextos. Se você pensar nas mais diversas áreas de atuação, quanto mais preciso você for, mais precioso se tornará.

Nos mais diversos esportes podemos verificar isso. No basquete, quanto mais preciso for o seu arremesso, melhor você é avaliado como jogador. No futebol, quanto mais preciso for o chute, maior a possibilidade de se tornar um goleador e ser convocado pra jogar nos mais disputados times. Na natação, quanto mais precisa for a sua técnica de nado e condicionamento físico, mais rápido você se torna. Nas corridas de fórmula 1, quanto mais preciso e concentrado for seu modo de dirigir, maiores as possibilidades de você ser um campeão etc.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A fé é a âncora da alma

Por Andreia Carvalho 

Fé

Todos nós em algum momento de nossas vidas tivemos a sensação de não saber mais o que fazer, de ver sonhos sendo desfeitos ou de situações saindo do nosso controle. Talvez por assim dizer “perdendo o controle” de nossas vidas literalmente. Ouvi uma pessoa falando outro dia que só lembrava de Deus quando não tinha mais saída, e comecei a imaginar que quando criança sempre lembrávamos da mãe quando as coisas não iam bem, sabíamos que a mãe sempre tinha colo, consolo e auxílio, seja para um machucado na perna ou para nos defender quando o amiguinho era mais forte. A mãe era a primeira coisa que vinha na cabeça, servia como uma “arma secreta”. Era nosso amparo, porque era mais forte que nós.

Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Lições de Psicologia do filme “Grandes Olhos”

Por Isaias Costa

big-eyes-5

Assisti essa semana a um filme no Netflix que me deixou muito reflexivo. Um filme biográfico que conta resumidamente a história de Margareth Keane, pintora norte-americana que está hoje com 91 anos.

O filme se chama “Grandes Olhos” e tem esse título por causa do estilo da artista de pintar crianças com olhos grandes e bastante expressivos.

Quero de antemão dizer que contarei spoilers desse filme. Portanto, se você ainda não o assistiu, por favor, assista e leia o texto em seguida, até pra facilitar o entendimento ok?

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A melhor forma de ouvir um não

Por Isaias Costa

Cabeça erguida

Um dos programas de radio que escuto com mais assiduidade se chama “O sucesso é ser feliz”, na Radio Mundial de São Paulo, com o grande escritor e palestrante Roberto Shinyashiki.

Em um programa recente ele falou uma frase que achei bárbara. Essa frase, se bem acolhida, pode lhe ajudar a ter mais coragem, determinação e, acima de tudo, desenvolver mais a RESILIÊNCIA, que considero uma das virtudes mais importantes a serem integradas ao nosso ser. Se quiser ouvir esse programa basta clicar [aqui].

Enfim! A frase que ele disse foi a seguinte.

“É muito melhor ouvir um não diretamente no seu ouvido do que ouvir um não no cérebro”.

Roberto Shinyashiki

=> Clique aqui para ler o texto completo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Ter um firme propósito amplia nosso tempo de vida

Por Isaias Costa

Florais de Bach

Esses dias estava ouvindo um dos diversos podcasts que acompanho, que é o da Ordem Rosacruz AMORC, no qual o tema eram os “Florais de Bach”, que são essências naturais provenientes de diversas flores e tem um imenso potencial de cura de doenças e promoção de equilíbrio energético.

No podcast [link aqui], a moça que foi entrevistada contou um pouquinho da história dos Florais de Bach, que é fascinante. É tão bonita que me inspirou a escrever esse texto que você está lendo.

Ela conta que o Dr. Edward Bach, que era um médico britânico do final do século XIX, em determinado momento da sua vida, teve uma doença muito grave. Ele teve que passar por uma cirurgia delicada, na qual os cirurgiões lhe estimaram apenas um tempo de vida de 3 meses.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized