Depressão e Suicídio – meu primeiro livro em coautoria

Por Isaias Costa

Lançamento oficial do livro na Assembleia Legislativa de Fortaleza dia 16/09/2021. Da esquerda para a direita: Riso Rodrigues, Anny Chirley, Monica Ferreira e eu.

Há muitos anos eu venho nutrindo um sonho com bastante energia e amor e nesse mês de setembro de 2021 finalmente ele se tornou realidade, a publicação de um livro.

Escrevo na internet desde 2012, e o que acho bárbaro é que existe uma profunda ligação entre o início do blog “Para além do agora” e a temática do livro, que está centrada na campanha mundial do mês de setembro, o chamado “Setembro Amarelo” que levanta as questões de prevenção ao suicídio e outros transtornos mentais.

Meu primeiro texto no blog foi publicado no dia 10/09/2012, há 9 anos, e esse é exatamente o dia mundial de prevenção ao suicídio. Achei perfeito associar meu primeiro livro em coautoria com meu primeiro texto no blog!

O livro se chama “Depressão e Suicídio”, que reúne 9 autores que são alguns psicanalistas e outros psicólogos, todos com ampla experiência clínica e bagagem de conhecimentos. Além de mim estão participando da obra os autores e autoras: Anny Chirley Soares, Monica Maria Ferreira, Adriano Araújo Alves, Caroline Pontes de Castro, Riso Rodrigues, Marilac Anselmo da Silva, José Ernane Pereira Ferreira e Carlos Renato Cunha Monte.

Todos atuam clinicamente em Fortaleza, porém, devido ao isolamento social causado pela pandemia, também atuam de forma online.

Esse breve texto é para compartilhar essa bela notícia e também divulgar dentro das minhas possibilidades esse livro que certamente poderá ajudar muitas pessoas a lidarem melhor com a delicada temática da ideação suicida, da depressão nos seus mais diversos graus e também ampliar seus conhecimentos.

Além desse texto, fiz questão de gravar um vídeo curtinho e que publiquei no meu canal do Youtube explicando em detalhes como que faz para adquirir esse livro. Não deixem de assistir a ele ok? Nele eu contei uma surpresinha bem bacana, que é um bônus especial para as pessoas que quiserem adquirir e que morem na cidade de Fortaleza!

Gratidão profunda a cada um que me acompanha e que tenha lido esse texto. Sem os leitores, nada do que faça teria a menor graça, porque é exatamente para compartilhar com o máximo de pessoas que eu puder que coloco aqui muito amor e energia, sempre pensando no bem que eu posso agregar em cada texto, em cada palavra compartilhada… Sigamos juntos!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Os colecionadores colecionam dores

Por Isaias Costa

Conversando com um querido amigo pelo facebook ele me inspirou a desenvolver uma temática bem profunda e multifacetada. De antemão quero dizer que um texto breve como esse está longe de encerrar as possibilidades de reflexões sobre o tema, que é o ato de colecionar.

Se pegarmos a palavra colecionador e a quebrarmos temos: coleciona + dor. Ou seja, a pessoa que simplesmente coleciona pelo mero ato de colecionar, está na verdade encobrindo muitas dores, que quase sempre estão ligadas à infância, aos primeiros anos de vida.

Aproveito pra abrir o coração nesse texto e contar do que estou vivenciando nesse exato momento e quero compartilhar com você que me lê. Eu também me tornei um acumulador em relação a algo que eu amo, mas que estava certamente descompassado, que é o prazer de ler em livros físicos, de papel, que você sente a textura, o cheiro, você pode grifar com lápis ou com pincel marca-texto. É uma delícia pra mim ler nessa configuração, ainda não consegui me adaptar bem à leitura de e-books.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Somos todos pecinhas de um imenso quebra-cabeça

Por Isaias Costa

Recentemente, assistindo a uma live do empreendedor Pedro Superti no Instagram, fiquei refletindo bastante sobre uma linda metáfora que ele trouxe e quero compartilhar com vocês. Ele comentava que somos todos como pecinhas de um imenso quebra-cabeça chamado humanidade!

Desde criança sempre amei os quebra-cabeças, ficava às vezes horas montando e desmontando. E veja que interessante! Quanto menos peças ele tem mais fácil e rápido para montá-lo, porém, quando aumentamos o número de peças vai ficando cada vez mais difícil e demorado para montá-lo!

Agora imagine que você tem um quebra-cabeça com quase 8 bilhões de peças. Uau! Você tem ideia do tempo que iria se levar para montá-lo completamente? Foi essa a proposta que o Pedro levantou.

Cada um de nós como seres humanos encarnados viemos para o planeta Terra com uma missão de vida muito clara, sendo esta missão única e insubstituível. E me utilizando da linguagem reencarnacionista, se nesta encarnação não conseguimos dar conta daquilo que viemos para manifestar, é como se repetíssemos de ano e teremos que retornar quantas vezes forem necessárias para que finalmente recordemos nossa missão e assim não mais percamos tempo…

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Leitura comentada de “A arte da prudência”

Por Isaias Costa

Há algumas semanas eu já vinha matutando de iniciar no meu canal do youtube um novo projeto trazendo uma leitura comentada da belíssima obra “A arte da prudência” de Baltasar Gracian. Um livro que traz 300 aforismos repletos de ensinamentos e sabedorias.

Venho através desse breve texto convidar a todos vocês para essa bela jornada de 75 vídeos no qual veremos essa obra do começo ao fim com grandes aprofundamentos!

Estou super feliz e empolgado com mais esse novo projeto e tenho certeza que essas reflexões vão ajudar muita gente!

Nesse 1º vídeo falei sobre a transformação do conhecimento em sabedoria e outros temas como a busca pela perfeição e sobre desenvolvermos nosso caráter! Em cada novo vídeo veremos 4 aforismos contextualizando com a nossa época, com a pandemia e com outras áreas do conhecimento! Será simplesmente espetacular!

Abaixo está o link do primeiro vídeo no qual vimos dos aforismos 01 ao 04. Aproveito também para compartilhar esses aforismos já aqui pra você ter noção da profundidade e beleza desses ensinamentos!

******

  1. Tudo alcança a perfeição, e tornar-se uma verdadeira pessoa constitui a maior perfeição de todas.

Fazer um sábio no presente exige mais do que se exigiu para fazer sete no passado. E atualmente é preciso mais habilidade para se lidar com um só homem do que antigamente com todo um povo.

  1. Caráter e Inteligência

São os pólos que fazem luzir os predicados. Um sem a outra é apenas meia felicidade. Não basta ser inteligente; é preciso também ter o caráter apropriado. O tolo fracassa por desconsiderar sua condição, posição, origem, amizades.

  1. Manter o suspense

O êxito inesperado ganha admiração. O que é obvio não é nem inútil, nem de bom gosto. Não se declarar de imediato atiça a curiosidade, em especial se a posição é importante o bastante para causar expectativas. O ministério, por sua característica arcana, provoca a veneração. Mesmo ao se revelar, evita a franqueza total e não permite que todos venham a franquear o seu íntimo. É no silencio cauteloso que a sensatez se refugia. As decisões, uma vez declaradas, nunca granjeiam estima e expõem à censura. Se desacertadas, estará duplamente desgraçado. Se quiser atenção e desvelo, imite a divindade.

  1. Conhecimento e coragem se alternam na grandeza

Sendo imortais, imortalizam. Você é um tanto quanto sabe, e se for sábio é capaz de tudo. Homem sem saber, mundo às escuras. Discernimento e força; olhos e mãos. Sem valor, a sabedoria é estéril.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O despertar da consciência é apenas o primeiro passo da jornada

Por Isaias Costa

“Despertar é só o primeiro passo. Depois que os olhos se abrem para a nova realidade, vislumbram os incontáveis degraus que conduzem à realização final. Então tem início o custoso progresso, construído pelos sucessivos convites ao desapego, pela constante observação das manifestações da vida, pela eterna vigília dos pensamentos. Cada provação que é vencida constitui um passo a mais na íngreme subida que sucede o despertar. E cada tropeço da sua humanidade se oferece como oportunidade de correção. Na escuridão, uma voz silenciosa aponta o caminho.

Prossiga montanha acima, mas acautele-se para não se julgar superior aos que caminham contigo. Serão inúmeras as batalhas ao longo da senda, todas habilmente elaboradas pelos seus aspectos mais rasteiros, que seguirão lutando para sobreviver. Mergulhe profundamente nos oceanos do desconhecido, ainda que te seduzam as superfícies, pois as pérolas mais preciosas habitam as regiões que poucos se dispõem a explorar. Não negligencie as mensagens das dores, mas não as confunda com a mensagem final, para não se perder no paralisante sofrimento.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Os grandes sábios estão muito à frente do seu tempo

Por Isaias Costa

“Os sujeitos de qualidades extraordinárias dependem do tempo em que vivemos. Nem todos tiveram a época que mereciam, e muitos que tiveram não souberam aproveitá-la. Alguns mereceram tempos melhores, pois nem tudo o que é bom triunfa sempre. Todas as coisas têm suas estações, até os valores estão sujeitos à moda. Mas o sábio tem uma vantagem: é eterno. Se este não é seu século, muitos outros serão.”

Baltasar Gracian

Essas belas palavras do lindo livro do Baltasar Gracian chamado “A arte da prudência” me trouxeram ótimas reflexões e insights que venho compartilhar com todos vocês aqui.

=> Clique aqui para a ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Onde está a minha esperança?

Por Isaias Costa

“Se eu souber onde mora a minha esperança, terei razões para viver e razões para morrer. E a vida ficará bela mesmo no meio das lutas.

Sei muito bem onde minha esperança não está. Não está também nas elites, sejam ricos ou doutores, intelectuais ou empresários. Não está em partido político algum, de direita ou de esquerda. E nem nos poderes legislativo, executivo, ou judiciário. Também não está nas igrejas nem nos movimentos religiosos.

Não coloco minha esperança em coisa alguma que seja definida por categorias sociais. Olho para todas elas com profundo desinteresse. Jamais comprometeria a minha vida com qualquer delas.

Onde está a minha esperança? A minha esperança está numa multidão de indivíduos, independentemente do seu lugar social ou econômico, que vivem possuídos pelo sonho da vida, da beleza e da bondade. A esperança de Camus estava no mesmo lugar que a minha:

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Degraus de Luz

Por Sonia Argon

É com imensa alegria que venho compartilhar com todos vocês um lindo poema da querida Sonia Argon, que conversou comigo pelo e-mail e comentou sobre seu amor à escrita, à arte, à música, à poesia… Todos esses universos que são a cara do blog “Para além do agora”.

Então é claro que foi um prazer ler seu poema e saber que ela está com um lindo projeto de vídeos para o Youtube com o canal “Degraus de luz”. Deixarei o link do seu canal mais embaixo para que se inscrevam, curtam os vídeos, comentem, compartilhem com os amigos etc.

Seja muito bem vinda minha amiga! Que seja o primeiro de muitos outros textos!

******************

Degraus de Luz  (Sonia Argon)

Se não pudermos ser Frutos para nutrir a Terra,

Que possamos ser Sementes.

Se não pudermos ser Flores para enfeitar as janelas,

Que possamos ser Vasos.

Se não pudermos ser Canção para embalar os sonhos,

Que possamos ser Silêncio.

Se não pudermos ser Discurso para encorajar os corações,

Que possamos ser Escuta.

Que tenhamos um Sorriso doce,

Quando faltar Esperança.

Que tenhamos um Olhar sereno,

Quando faltar Doçura.

Que tenhamos uma Palavra terna,

Quando faltar Companhia.

Se não pudermos ter a Segurança da terra firme,

Que possamos ter a Singeleza do grão de areia.

Se não pudermos ter a Valentia do vento,

Que possamos ter a Suavidade da brisa.

Se não pudermos ter a Força dos mares,

Que possamos ter a Simplicidade de uma gota d’água.

Que não almejemos ser Estrelas, mas que possamos ser a menor centelha de luz a iluminar a Escuridão.

Que não precisemos fazer grandes Obras, mas que consigamos ser uma pequena onda de calor a dissipar a Solidão.

Que não intencionemos fazer Sucesso, mas que tentemos plantar uma minúscula partícula de Esperança em cada Coração.

Se não pudermos ser Elogio sem restrição,

Que possamos ser Paciência.

Se não pudermos ser Parceria sem questionamento,

Que possamos ser Respeito.

Se não pudermos ser Atenção,

Que possamos ser Gentileza.

Se não pudermos ser Escada de transformação,

Que possamos ser, apenas, “Degraus de Luz”!

**********

Segue abaixo o link do vídeo com a leitura desse poema na voz da Sonia Argon!

Sonia Argon é Bacharel em Direito. Pós-Graduanda em Filosofia. Locutora, Roteirista e Narradora de Audiodescrição. Eterna Aluna de Canto! Atuou como Professora de Educação Infantil por longo período, em sua cidade natal, Petrópolis, situada na região serrana fluminense. Confessa ser encantada pela Comunicação e pelo enriquecimento proveniente da troca de ideias e da interação entre as pessoas. É Petropolitana de nascimento e alma, mas, pelo fato de viver na cidade do Rio de Janeiro há um bom tempo, já se considera Carioca de coração!

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Antes de a morte chegar, ainda vamos abrir muitas portas

Por Isaias Costa

Esses dias li um texto no facebook do meu amigo João Vale Neto, tutor do CEBB (Centro de Estudo Budistas Bodisatva) que considero necessário pra esses tempos tão sombrios e de tantas incertezas quanto ao futuro. Leiam com toda a atenção!

*******

Todos passamos por algum momento da vida onde achamos que as coisas não vão ter jeito. Geralmente acontece na infância, quando percebemos que por mais fortes ou poderosos sejam nossos pais, eles não sabem de tudo. Olhamos para isso e vemos que não vamos ter condições de resolver “o que não tem jeito” justamente porque somos pequenos, sem muita capacidade ou recursos. Então, a impotência surge e, com ela, a falta de energia do corpo. Uma sensação de porta trancada e não sabemos onde está a chave. É assim que vão surgindo outras partes de nós: impotentes, depreciadas, melancólicas. Todas elas vem nos socorrer diante daquilo que “não tem jeito”. Quanto mais eu não tiver necessidades, menos vou precisar dar um jeito. Por isso, melhor ser incapaz, sem valor, logo, já que nada tem jeito. E assim a impotência se torna uma constância na nossa vida.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O poder transformador de uma terapia

Por Isaias Costa

“A minha educação emocional começou no fim da adolescência, quando vi a minha mãe quebrar todos os tabus da nossa família e começar a fazer terapia. A nossa família era como tantas que eu conhecia – implodíamos discretamente.

Estávamos no início da década de 1980 e por mais sombria e difícil que a situação se tornasse, nunca se discutia como estávamos nem o que sentíamos, até que a minha mãe começou a fazer terapia. Quanto mais curiosa ela se tornava a respeito da sua vida e dos seus sentimentos – e das nossas vidas e dos nossos sentimentos – pior a situação se tornava. As intermináveis escavações da dor e da mágoa pareciam não ter fim. Eu não tinha certeza se valia a pena. Mas minha mãe via esse reconhecimento emocional como uma situação de vida ou morte.

Então, contra todas as probabilidades, minha mãe começou a recuperar suas forças depois de uma longa e lenta queda que começou quando eu tinha cerca de 12 anos. Durante os anos seguintes, ela ia nos ensinando tudo o que aprendia na terapia, e essa pequena centelha deu início a uma transformação inextinguível na nossa família. Também deu origem a vários anos de desconforto e dor tremenda, e incinerou muito daquilo que conhecíamos – incluindo o casamento dos meus pais.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized