O lado positivo da inveja

Por Isaias Costa

envious-envious

Lendo as sábias palavras do místico oriental Osho, me veio uma inspiração para falar sobre um tema muito interessante e que talvez seja abordado por pouquíssimas pessoas, o lado positivo da inveja. Você sabia que existe algo de positivo nesse sentimento?

Mesmo que a vida inteira você tenha ouvido só condenações, hoje você vai ler uma perspectiva nova. Vamos?

*************

“A inveja é a comparação, e nós fomos ensinados a comparar, fomos condicionados a comparar, sempre comparar. Alguém tem uma casa melhor, tem um corpo melhor, tem mais dinheiro, tem uma personalidade mais carismática. Compare: compare-se com todos os outros e o resultado será uma grande inveja, pois ela é o subproduto do condicionamento da comparação. Por outro lado, a inveja desaparece se você abandona a comparação. Então, você simplesmente sabe que é você, que não é outro e que não há necessidade de ser.”

Osho

**************

A inveja tem uma relação direta com a comparação. Você se compara com outra pessoa quase sempre se menosprezando, e vendo a outra pessoa com um olhar extremamente projetivo e distorcido.

A palavra INVEJA tem origem no latim invidia, que significa “olhar torto”. Ou seja, quem sente inveja não está conseguindo enxergar a realidade dos fatos e das outras pessoas! E o que cura esse olhar? A não comparação! É você aprender a olhar para si mesmo como ÚNICO e com dons e qualidades ÚNICOS também.

Veja só! “A inveja desaparece se você abandona a comparação”Essa é uma grande verdade! E é nessa hora que venho lhe falar que existe sim um lado positivo na inveja exatamente porque a comparação não é de todo ruim.

Se você prestar bastante atenção, por que nós comparamos as coisas ou as pessoas? Porque nós queremos escolher algo que seja melhor ou queremos nos tornar melhores do que estamos naquele momento. Percebe como essa ideia é bacana?

Eu tenho consciência de que essa ideia de MELHOR ou PIOR vem do nosso EGO. Mas pense comigo! Como é possível que alguém se torne um iluminado sem ter passado por toda uma trajetória e tenha discernido uma série de coisas, aprendido outras tantas etc?

Enquanto não atingimos a sabedoria maior, a comparação se faz presente o tempo todo, não precisa ficar brigando com ela. Quanto mais a gente briga pior, porque ela se instala mais fortemente ainda dentro de nós!

Então esse é o segredo. Você olhar para si mesmo com carinho e amor, sabendo que é um ser único, com potencialidades únicas a serem desenvolvidas.

Aproveito esse texto para compartilhar um exemplo meu. Até esse momento tive receio de compartilhar isso porque não me sentia confortável. Pensava assim: “Como assim Isaias. Você vai escancarar pra todo mundo que você invejou alguém…”. Percebe como o ego é danado? Ele não larga do nosso pé! rsrsrsrs

Quando eu comecei o blog eu invejava demais um escritor que admiro muito, chamado Frederico Mattos (Fred Mattos), escritor do lindo blog “Sobre a vida”, porque ele escrevia textos muito bons diariamente. Eu pensava: “Caramba! Como é que esse cara consegue? De onde é que ele tira tantos insights, tantas ideias brilhantes?”. 

E ficava: “Caramba! Queria ser um pouquinho assim…”. 

Isso é inveja! Mas não foi completamente ruim, sabe por quê? Porque eu procurei DESPERTAR em mim esse lado mais CRIATIVO, assim como existe tão fortemente no Fred Mattos. Então, dentro de pouco tempo tirei de mim ilusões de que não seria um bom escritor, ou que não teria criatividade para escrever com frequência textos bacanas!

E foi o que aconteceu. Estou à mais de 4 anos escrevendo na internet e sempre me vem novas inspirações e textos interessantes!

Parei de me comparar não só com ele, mas com todos os escritores, porque eu sou único, eu tenho meu próprio jeito de escrever, minhas próprias ideias e experiências de vida que não se comparam com as de mais ninguém.

Portanto! que nesse dia você olhe para o sentimento de INVEJA com um pouco mais de carinho.

A Psicologia mesmo explica que quando sentimos inveja, estamos na realidade PROJETANDO nos outros alguma qualidade que já existe adormecida dentro de nós e só falta mesmo um “empurrãozinho” para ser colocada pra fora!

A inveja é um passo para você descobrir suas potencialidades e deixar de se comparar com os outros…

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A única forma de mudar os outros

Por Isaias Costa

mudar4-thumb-800x532-111011

Um dos livros mais conhecidos da grande escritora e palestrante norte americana Louise Hay se chama “Você pode curar a sua vida”. Um livro estupendo, magnífico, que recomendo fortemente a todos os leitores.

Um trecho em especial me chamou bastante atenção e farei uma breve reflexão a partir dele. Você provavelmente já se questionou sobre o que fazer e como fazer para mudar os outros. Como diz o próprio título do texto, só existe uma ÚNICA FORMA, e essa única forma se chama MUDAR A SI MESMO.

*************

Por um instante, analise uma pessoa de sua vida que o perturba. Descreva três características dela das quais não gosta, coisas que você quer que mudem.

Agora, analise-se profundamente e pergunte-se: “Onde sou exatamente da mesma forma, quando faço as mesmas coisas?”

Feche os olhos e dê-se tempo para trabalhar nisso.

Em seguida, pergunte-se se está disposto a mudar. Quando você remover esses padrões, hábitos ou crenças do seu modo de pensar ou comportamento, a pessoa mudará ou sair de sua vida.

Se você tem um chefe crítico e impossível de contentar, olhe para o seu interior. Seu comportamento, em algum nível é igual ao dele ou então você tem uma crença do tipo: Chefes vivem criticando e são impossíveis de agradar”.

Se você tem um empregado que não obedece ou não trabalha a contento, procure no seu interior para ver onde você age da mesma forma e elimine esse padrão. Lembre-se de que despedir alguém é fácil demais e não “limpa” o padrão.

Se você tem um colega que não coopera e se recusa a participar ativamente da equipe, procure no seu interior para ver por que atraiu alguém desse tipo. Onde você tem o hábito de não cooperar?

Se você tem um amigo desleal, que sempre o deixa na mão, olhe para dentro. Onde em sua vida você é desleal e quando costuma falhar com os outros? Essa, por acaso, é sua crença?

Se você tem um namorado pouco carinhoso, que até lhe parece distante, analise-se para ver se bem no seu interior não existe uma crença que se originou numa atitude de seus pais na sua infância, como: O amor é frio e sem demonstrações”.

Se você tem um cônjuge que está sempre reclamando e pouco o apóia, olhe de novo para suas crenças de infância. Um dos seus pais estava sempre reclamando e não dava apoio à família? Você é assim?

Se você tem um filho com hábitos que o irritam, garanto-lhe que são os seus próprios hábitos. As crianças aprendem imitando os adultos que as rodeiam. Ao esclarecer o que existe no seu interior, você descobrir seu filho mudando automaticamente.

Esse é o único modo de mudar os outros – modificando-nos primeiro. Mude seus padrões e descobrir que “eles” também estão diferentes.

A acusação é inútil. Acusar alguém é abrir mão de nosso poder. Mantenha o seu poder, pois sem ele não se pode fazer mudanças. A vítima indefesa não enxerga uma saída.

**************

Ela deu nessas poucas palavras diversos exemplos e tenho certeza que você se identificou com pelo menos um deles.

Realmente é assim que acontece e tenho constatado o tempo todo isso na minha vida! Tudo aquilo que de fato consegui mudar EM MIM, como numa espécie de ESPELHO, mudou em todos as pessoas que comigo se relacionam, de forma que cada vez mais atraio para minha vida apenas pessoas que vem para SOMAR, para me ajudar a ser uma pessoa cada vez melhor.

Um dos grandes segredos que fazem da Louise Hay essa mulher mundialmente respeitada e amada são suas AFIRMAÇÕES POSITIVAS.

Há anos venho aprendendo a fazer essas afirmações positivas, que são tão transformadoras quando levadas a sério e exercitadas.

Eu disse indiretamente uma das minhas afirmações positivas. Você conseguiu perceber? Repito diariamente diversas vezes.

“Na minha vida, todas as pessoas que se aproximam tem algo para me ensinar, para agregar valor ao meu ser, e contribuem para fazer de mim um homem melhor a cada dia…”.

Faça você o mesmo! Desenvolva as suas próprias frases afirmativas e repita-as diversas vezes ao dia, depois perceba a sua vida mudando gradativamente para melhor. Garanto que isso é real, desde que você esteja disposto a exercitar e modificar seus padrões mentais e emocionais.

Você sabia que a repetição tem um poder incrível na nossa vida? Ela tem o poder de transformar o que se repete num hábito. Então vou replicar aqui uma frase poderosíssima ligada à espiritualidade e à prosperidade que com a repetição fará milagres na sua vida.

“Eu não posso mudar ninguém, mas a minha mudança pode mudar todos ao meu redor”.

Repita essa máxima todos os dias e você em pouco tempo perceberá a revolução na sua vida!

Vou citar uma mudança real minha. Eu era extremamente tímido e inseguro, mas fui me trabalhando anos a fio para ganhar autoconfiança.

Nesse processo, pouco a pouco, todas as pessoas que de alguma forma se aproveitavam de mim, exigiam muito de mim ou achavam que eu era alguém fraco foram saindo da minha vida naturalmente e hoje, quem se aproxima vem apenas para agregar valor e para me ensinar grandes coisas! Não é incrível?

Essas foram as palavras mais impactantes da Louise Hay para mim, e sei que é uma imensa verdade:

“Pergunte-se se está disposto a mudar. Quando você remover esses padrões, hábitos ou crenças do seu modo de pensar ou comportamento, a pessoa mudará ou sair de sua vida.”

Se você estiver disposto a mudar! Tenha a mais absoluta certeza que uma das duas coisas vai acontecer: ou os outros mudarão a forma com que lhe tratam e se relacionam com você ou simplesmente essas pessoas vão embora.

Se algumas delas forem embora, sabe o que você faz? AGRADEÇA DO FUNDO DO CORAÇÃO por tudo que elas puderam lhe ensinar! Elas lhe ensinaram a se tornam uma pessoa melhor sabia disso?

Não é incrível mudar os padrões mentais para ter uma MENTE PRÓSPERA? Estou colocando para você como funciona a mente de uma pessoa próspera e que só atrai amor e coisas boas para a vida.

Agradeço imensamente à Louise Hay e tantos outros profissionais excelentes que tem me ensinado essas maravilhas e também pela possibilidade de compartilhá-las com você agora!

Desejo tudo de melhor para você e muitas mudanças positivas…

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A integração da sombra ao “si mesmo”

Por Isaias Costa

1537559_346502112157561_1296932436_o

Eu tenho estudado bastante os escritos e teorias do grande psicoterapeuta Carl Jung e a cada dia me encanto mais com a sua abordagem, pois é relativamente simples e extremamente profunda.

Farei uma breve reflexão sobre uma de suas teorias mais impactantes que é a SOMBRA e o SELF, chamado em português de “si mesmo”.

Certamente que esse é um assunto extremamente amplo e multifacetado. Sabendo disso, vou limitar a falar sobre esse processo levando apenas para o campo dos relacionamentos amorosos.

A sombra representa o nosso lado interno que procuramos não revelar para os outros, por medo, por receio, por vergonha e por aí vai. Porém, enquanto as sombras estiverem prevalecendo dentro de nós, teremos dificuldade de deixar emergir o nosso lado mais luminoso e divino.

=> Clique aqui para ler o texto completo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

O que eu compartilho prejudica alguém?

Por Isaias Costa

uev3aznu94juzcsxa5qyzsb8cxi-ev5kasbvbyth0meixog4bwhj5

Estava lendo um artigo incrível da “revista da cultura” que falava sobre o perigo de compartilhar pela internet notícias falsas e sensacionalistas. Era um artigo da Denise Godinho cujo título é “Me engana que eu gosto”. Deixo o link abaixo caso queira ler o artigo completo.

* Artigo “Me engana que eu gosto”

Um trechinho desse artigo lança alguns questionamentos que considero importantíssimos, nos quais farei uma breve reflexão.

“É preciso se perguntar: por que estou compartilhando algo que prejudica outra pessoa? Essa notícia não está com cara de mentira? Você não vai mesmo checar o que compartilha?…

É preciso uma autoanálise. O que eu compartilho interessa a alguém? Ajuda alguém? Estou sendo preconceituoso? Estou sendo machista? Se a resposta for sim, não publique nada. Você tem inteira responsabilidade por aquilo que compartilha.”

Pollyana Ferrari 

***************

Quanto mais o tempo passa, mais consciência e cuidado tenho com aquilo que compartilho. Esse blog, graças a Deus, está crescendo e tendo mais visualizações dia após dia, e sabendo que minhas palavras percorrem os 4 cantos do mundo, antes de publicar qualquer texto, sempre me questiono se ele fará bem aos que lerem, se as informações que foram transmitidas podem agregar valor e levar a uma boa reflexão etc.

É como a Pollyana  diz: “Você tem inteira responsabilidade por aquilo que compartilha”.

Infelizmente, hoje em dia, com o avanço da tecnologia, dos aplicativos de celulares, com a facilidade de navegar livremente pela internet, muitas pessoas estão se aproveitando para se utilizarem de mentiras e notícias sensacionalistas com o intuito cruel e mesquinho de conseguir cliques e mais cliques, ou para ganhar algum dinheiro com isso, ou para “bombar nas redes sociais”, como se diz popularmente!

Pra quê? Isso vale a pena mesmo que denigra a imagem de alguém? Mesmo que espalhe preconceitos? Mentiras? Calúnias?

Sempre que posso eu falo sobre as leis universais nos meus textos e uma delas é a LEI DO RETORNO. Tudo aquilo que fazemos, que lançamos no mundo, carrega uma energia, e essa energia sempre acaba voltando para nós, SEMPRE.

Se você espalha mentiras, notícias de ódio, de violência, de vingança e por aí vai, o que você está emanando para o universo e certamente retornará para você? Exatamente essa energia!

Agora se você espalha amor, empatia, amizade, misericórdia, compaixão, compreensão… O que retornará? Exatamente todos esses nobres sentimentos e virtudes!

Minha vida tem sido prova do que estou dizendo agora. Recebo diariamente mensagens e comentários com elogios aos textos. E muitas mensagens de incentivo para que continue escrevendo, porque minhas mensagens estão fazendo diferença na vida dessas pessoas!

Sempre que leio essas mensagens me vem um sentimento gostoso de alegria e de pertencimento! Tipo assim: “Que bom que essas reflexões fizeram bem a alguém e poderão contribuir para gerar mais consciência nos leitores…”.

Gostaria, a partir dessas poucas palavras, lhe levar a refletir sobre isso: “O que você tem compartilhado nas suas redes sociais? Você tem prestado atenção à veracidade do que é dito? Tem lido as matérias antes de compartilhá-las? Tem verificado se elas não estão carregadas de mensagens preconceituosas ou difamatórias?…”.

Essa autoanálise é fundamental, tanto para que o bem seja mais espalhado pela internet, quanto para que você não fique com a sua imagem deturpada.

Aproveito até para fazer um adendo. Estamos em período de eleições. E nesse período, só o que acontece são brigas e intrigas por causa dos compartilhamentos dos candidatos e suas propostas.

Será que não seria interessante optar por um pouco mais de SILÊNCIO? Não ficar discutindo com os amigos quem é melhor, quem é pior? Você sabe bem que essas discussões só geram desgastes e muitas vezes até mesmo o término de amizades que poderiam durar muito tempo! Pense um pouquinho sobre isso!

Em resumo. Tudo o que quero dizer é que você procure ser mais CAUTELOSO com o que lê, com o que escuta, com o que fala e com o que compartilha, para que o bem prevaleça e possamos juntos contribuir para a construção de uma sociedade melhor, onde o amor seja o ponto de partida e o ponto de chegada, seja o alfa e o ômega, o princípio e o fim, como tão bem nos ensinou o mestre Jesus Cristo!

Compartilho ao final uma linda música que resume tudo isso, chamada “Fale de amor”, do grande Jorge Camargo.

“Fale de amor, no espelho d’água de seus olhos. Abra os portais do teu abraço. Se for preciso use palavras…”

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Cuidado com a postura eufórica

Por Isaias Costa

alx_turismo-classificacao-sites-de-viagens-comentarios-20150113-07_original

Estava refletindo sobre um tema que até este momento ainda não havia escrito aqui no blog, a EUFORIA, e tive um insight simples, mas profundo, que venho compartilhar com você.

Se eu quebrar essa palavra em duas o que eu tenho?

EUFORIA = EU + FORIA = Meu eu está fora de mim

Não é interessante? A vida tem me ensinado isso muito mais do que os estudos e os conhecimentos adquiridos. Sempre que temos uma postura eufórica seja em que setor da vida for, tendemos a fazer com que as coisas deem errado e se encerrem.

Quando estamos na euforia o nosso eu superior fica desconectado do nosso coração, e acabamos mesmo fazendo um monte de besteiras!

Em outras palavras, a euforia é um DESCENTRAMENTO. E quando você fica nesse estado é preciso buscar o antídoto, que logicamente é o CENTRAMENTO.

E como fazer isso Isaias? Vou repetir mais uma vez. Eu não conheço forma mais eficaz e eficiente de nos centrarmos do que a MEDITAÇÃO. Faça uma respiração profunda e se acalme.

Veja só o sentido dessa palavra!

CALMA = COM ALMA

E outra ligada a ela!

SERENIDADE = viver de acordo com o ser, com o eu superior

Se você está fora do seu centro pode ter uma postura eufórica, que revela desequilíbrio, e no seu centro tem uma postura serena, que é a postura ideal e revela que você é uma pessoa equilibrada nas emoções.

A euforia é uma postura muito presente nas pessoas que tem o TRANSTORNO BIPOLAR, muito estudado e aprofundado pela psiquiatria. Quem tem esse transtorno sofre daquele ditado que todos nós conhecemos: “Quando não é 8 é 80…”.

Elas ora estão em um pico de euforia, e tudo parece estar às mil maravilhas, lindo e perfeito. Mas depois vem um pico de depressão no qual a pessoa não quer nem sair da cama.

Por que isso acontece? Porque há um enorme GASTO DE ENERGIA por estar fora do eixo, fora do equilíbrio.

Quando estamos no nosso eixo, centrados em si, todas as nossas atitudes são mais comedidas, desta forma não há um gasto excessivo de energia e consequentemente, não há desgastes pessoais ou nas relações com as outras pessoas.

Parte da minha inspiração para escrever esse texto veio a partir de um vídeo do professor e terapeuta Marcello Cotrim, que compartilharei no final. Gostei muito de uma de suas frases que dizia assim:

“Toda pessoa eufórica está no fundo desesperada, ou seja, sem esperanças. Com medo de que as coisas acabem ali e ela nunca mais possa ter aquela oportunidade.”

Marcello Cotrim

Essa frase é muito verdadeira. Perceba!

No ambiente de trabalho, se alguém é eufórico, está no fundo querendo “mostrar serviço”, e o que isso revela? Medo de perder o emprego!

Na família, a euforia revela estar pouco à vontade com os outros, e isso pode ter “n” motivos.

Nas finanças mostra que a pessoa pode ter carências, frustrações ou mesmo neuroses que foram adquiridas ao longo da vida.

Nos relacionamentos amorosos mostra que a pessoa está indo “com muita sede ao pote”, querendo meio que agarrar a outra pessoa, por causa de quê? Do medo de perdê-la!

No campo do lazer, a euforia revela que a pessoa tem uma ansiedade, achando que o passeio vai acabar antes do tempo, ou pode acontecer alguma coisa que atrapalhe esses momentos de diversão.

Percebe como o medo está presente em todos os setores da vida? Então mais uma vez retorno ao começo do texto!

Não deixe o seu eu fora de você! Busque o seu centramento através de meditação. Serenize o seu coração e a partir dessa mudança perceba a vida transcorrendo com muito mais alegria e serenidade!

E como prometido, abaixo compartilho o excelente vídeo do Marcello Cotrim para você continuar refletindo sobre esse tema tão importante…

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A sabedoria e o riso

Por Isaias Costa

sol

Recentemente, assistindo a uma aula do curso de formação em psicanálise que estou fazendo no momento, o professor compartilhou um insight que me deixou bem reflexivo e acabou me inspirando a escrever o texto que você lê agora.

Ele falou sobre a SABEDORIA e o sentido expresso por ela quando quebrada em partes.

SABEDORIA = SABER + DOR+ RIA = saber da dor e rir = transformar a dor em riso

Eu fiquei encantado com essa explanação e fiz questão de trazê-la para você porque sei que quase ninguém para pra pensar sob esse ponto de vista.

Pela etimologia da palavra sabedoria, ela tem a mesma raiz da palavra SABOR. Ou seja, só tem sabedoria a pessoa que consegue sentir o sabor que a vida proporciona.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Rubem Alves: o espremedor de furúnculos

Por Isaias Costa

rubemalves

Hoje, dia 15/09/16, o mestre Rubem Alves, por quem tenho uma imensa admiração, estaria completando 83 anos se estivesse por aqui!

Nesse dia especial, venho lhe prestar uma singela homenagem me inspirando em uma de suas lindas crônicas, chamada “Conversa com o diabo II”, extraída do seu livro “Pimentas”. O Rubem Alves era um grande “espremedor de furúnculos”, algo que pouco a pouco também estou aprendendo a ser! Quem sabe estou aprendendo um pouquinho com ele não é mesmo? hehehe

Vamos ao trechinho dessa crônica…

“No mundo de Deus tudo tem de ser perfeito. Vou visitar a sua casa, linda, lustrosa, perfumada. Um visitante normal ficaria na sala de visitas. Mas eu sou abelhudo: vou logo espiar debaixo da cama para ver se a vassoura fez a limpeza devida. Se está suja, eu dou um sopro forte e as pulgas começam a pular. Eu sou o culpado? Fui eu que criei as pulgas? Me acusam de malcheiroso, sulfuroso, expelidor de gases fétidos. Errado. Eu só cutuco. A fedentina não é minha. Perguntem a Freud. Os psicanalistas fazem o mesmo que eu. Freud diria que estou certo. Não sou eu que ponho demônios dentro dos homens. São eles, os homens, que chamam, alimentam e abrigam. Eu só abro os quartos e os demônios saem. Me digam: sou eu o culpado?

Um dos meus alunos mais brilhantes, Sigmund Freud, empreendeu uma tremenda tarefa de transformar a ‘arte do teste’ em ‘ciência do teste’. Ele pensava – e nisso está certo – que somos como os bordados. Bordados têm um lado direito bonito que se mostra às pessoas, e um lado avesso, que é uma barafunda de linhas. Temos um lado direito que mostramos para todo mundo, e um lado avesso, que escondemos. A ciência que ele criou, a que deu o nome de Psicanálise, análise da alma, é uma série de artifícios para se ver o lado do avesso da pessoa que ela tenta desesperadamente esconder. Quando lhe chegava um paciente todo produzido, ele logo lhe pedia: ‘Mostre-me o seu traseiro…’.

Essa é minha tarefa: mostrar o traseiro das pessoas…”

************************

Venho mostrar para você a partir desse texto esse lado incrível do Rubem que estou aprendendo aos pouquinhos a me tornar também, um “espremedor de furúnculos”. Só a título de informação, talvez você não saiba, mas o mestre Rubem Alves atuou por muitos anos também como psicanalista, por isso tanta fluência para falar sobre o Freud, o pai da Psicanálise.

Além disso, deixo claro também que ele escreveu essa crônica como um bate papo com o diabo e esse trecho é como se fosse o diabo falando!

Ele sabia melhor do que ninguém unir a Psicanálise com a Literatura e o bom humor. Em poucas palavras ele explicou como se dá o processo psicanalítico que venho aprendendo através de muitos estudos e leituras.

Psicanálise é o processo de espremer os furúnculos internos que estão cheios de pus. O interessante é que ele brinca com a concepção religiosa de que as pessoas têm demônios dentro de si. Esses demônios são simplesmente as dores emocionais que não foram trabalhadas e se somatizaram como doenças no corpo físico, na mente, ou na alma.

Então acontece isso. O psicanalista escuta longamente as queixas dos pacientes e se utiliza de diversas técnicas para que aquilo que está preso no INCONSCIENTE venha a se tornar CONSCIENTE. Nessa hora é que os demônios saem e começa a acontecer o que há de mais lindo no processo terapêutico, que é a RESSIGNIFICAÇÃO, o processo de retirar das experiências do passado toda a carga emocional pesada, negativa, apodrecida, que criou os furúnculos.

Sugestão de leitura => O que significa ressignificar?

Essa ressignificação os religiosos dão o nome de exorcismo. Interessante não é? Uma pessoa que foi exorcizada e retirou seus demônios internos nada mais fez que retirar parte do peso emocional doloroso, gerando um alívio momentâneo ou definitivo.

O Rubem em todos os seus escritos tinha esse poder de espremer os nossos furúnculos, para que a partir das suas leituras, fizesse surgir de dentro de nós nosso lado mais perfumado, bonito, poético, apaixonado.

Se você analisar bem, é assim que acontece. Retiramos os furúnculos para reestabelecer a saúde e depois que todos os furúnculos são retirados, o que resta são as CICATRIZES dos cortes para retirar o pus e o perfume da saúde plena do corpo, da alma e da mente.

Até mesmo as cicatrizes têm um simbolismo, elas servem para lhe dizer que houve um sofrimento e que esse sofrimento faz parte de você, faz parte da sua história de vida, e não adianta escondê-lo, porque as cicatrizes mostram que eles existiram, mas que foram superados.

Enfim! O mestre Rubem me ensinou, continua ensinando e certamente ainda vai me ensinar muito. Digo como todos os seus fãs. Ele apenas deixou esse corpo físico, mas continua vivo, como uma espécie de comida, em todos os seus escritos, escritos “antropofágicos”, como ele mesmo costumava dizer não é?

Um viva ao grande espremedor de furúnculos Rubem Alves! Que ele nos ilumine de onde ele estiver e traga o diabo para conversar muitas vezes com seus queridos leitores!!

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

 

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

O velho, o menino e o burro

Por Isaias Costa

o-velho-o-menino-e-o-burro-matraca-10-10-11

Outro dia eu li uma estorinha muito interessante e engraçada que me fez refletir bastante sobre a questão de QUERER AGRADAR A TODOS e APRENDER A LIDAR COM AS CRÍTICAS. Segue a estorinha abaixo:

**************

Um velho resolveu vender seu burro na feira da cidade. Como iria retornar andando, chamou seu neto para acompanhá-lo. Montaram os dois no animal e seguiram viagem.

 Passando por umas barracas de escoteiros, escutaram os comentários críticos; ” Como é que pode, duas pessoas em cima deste pobre animal !”.

 Resolveram então que o menino desceria, e o velho permaneceria montado. Prosseguiram…

 Mais na frente tinha uma lagoa e algumas velhas estavam lavando roupa. Quando viram a cena, puseram-se a reclamar; “Que absurdo ! Explorando a pobre criança, podendo deixá-la em cima do animal.” 

Constrangidos com o ocorrido, trocaram as posições, ou seja, o menino montou e o velho desceu.

 Tinham caminhado alguns metros, quando algumas jovens sentadas na calçada externaram seu espanto com o que presenciaram; “Que menino preguiçoso ! Enquanto este velho senhor caminha, ele fica todo prazeroso em cima do animal. Tenha vergonha !”

 Diante disto, o menino desceu e desta vez o velho não subiu. Ambos resolveram caminhar, puxando o burro.

Já acreditavam ter encontrado a fórmula mais correta quando passaram em frente a um bar. Alguns homens que ali estavam começaram a dar gargalhadas, fazendo chacota da cena; ” São mesmo uns idiotas ! Ficam andando a pé, enquanto puxam um animal tão jovem e forte !”

 O avô e o neto olharam um para o outro, como que tentando encontrar a maneira correta de agir.

 Então ambos pegaram o burro e o carregaram nas costas !!!

 Além de divertida, esta fábula mostra que não podemos dedicar atenção irracional para as críticas, pois estas acontecerão sempre, independente da maneira em que procurarmos agir.

Link: o velho, o menino e o burro

**************

É sinal de maturidade aprender que ninguém em hipótese alguma conseguirá agradar a todos. É como diz a conhecida frase: “Nem Jesus Cristo agradou a todos…”. Já pensou? Um homem iluminado que só exalava amor por todos os seus poros não conseguia agradar a todos, quanto mais nós, seres tão imperfeitos e errantes…

Essa estorinha é muito significativa, porque por mais que você se esforce para ser bom, para ser justo, para ser honesto, sempre aparecerá alguém que vai lhe criticar. SEMPRE

O que fazer então Isaias? Pode parecer clichê o que vou dizer e admito que é mesmo! hehehe. Mas quem sabe com a repetição você compreenda mais facilmente não é?

Sempre siga aquilo que o seu coração disser.

Eu sempre repito isso nos meus textos porque sei que esse é o caminho. Pense comigo! Todos nós estamos num processo contínuo e ininterrupto de aprendizado e evolução. Se eu sigo o meu coração, mesmo que em algum momento eu erre (e certamente isso acontece e acontecerá muitas vezes…), eu tomarei esse erro como um APRENDIZADO, e dessa forma estarei ampliando o meu repertório de vida.

Gosto de dizer isso, grave bem essas palavras: um erro cometido através de uma atitude que veio do coração não é um erro grave, pois nos traz uma conscientização. Mas algum erro cometido apenas pela mente racional ou mesmo conscientemente, esse sim pode ser um erro grave, pois não eleva a nossa consciência.

Portanto, que esse inspiradora estória e essa breve reflexão lhe ajude a aprender que ninguém agrada todo mundo e que as críticas são uma constante na nossa vida e sempre seremos criticados por alguém, não importa o quão bons sejamos ou quão bem desempenhemos o nosso trabalho.

Para mais aprofundamentos nesse tema tão fascinante, compartilho dois importantes textos do blog, um que fala sobre o agradar a todos e outro que fala sobre aprender a lidar com as críticas, além de um áudio sobre o mesmo tema. Seguem os links abaixo. Paz e luz…

O risco de querer agradar a todos

Como aprender a lidar com as críticas?

Áudio: “Aprendendo a lidar com as críticas

 

 

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

4 anos do blog “Para além do agora”

Por Isaias Costa

4toaniversario

Esse bolo está uma delícia!!

É com uma imensa alegria e gratidão que escrevo esse texto comemorando os 4 anos de existência do blog “Para além do agora”. Tanta coisa boa aconteceu ao longo desses 4 anos e venho compartilhar principalmente as que ocorreram nesse último ano.

Já falei algumas vezes nos textos que estou nesse momento fazendo um curso de formação em Psicanálise e essa, provavelmente, foi a maior mudança nesse último ano. Quem acompanha o blog deve ter percebido que os textos estão com uma vibe mais psicológica, e não é pra menos!

Tenho mergulhado fundo nas teorias psicológicas e psicanalíticas e aprendido principalmente com dois dos maiores psicanalistas da história: Sigmund Freud e Carl Jung. Vários textos foram inspirados nas suas palavras e isso me deixa muito feliz, porque prezo pela clareza e simplicidade nas mensagens, então tenho falado de teorias complexas com uma linguagem bastante acessível, que qualquer pessoa pode ler, compreender e colocar em prática na vida imediatamente.

Quero compartilhar principalmente as mensagens de duas leitoras que conversaram comigo pela fanpage e por e-mail e que sem perceberem serviram como um mega combustível para que eu continue firme e forte com esse projeto do blog.

A primeira me disse que fazia terapia há um tempo, mas que estava aprendendo e aplicando na vida os ensinamentos que passava no texto muito mais do que o que aprendia com a sua psicóloga. Nossa! Fiquei lisonjeado com esse elogio, pois consegui ter alguma noção do alcance que os textos estão tendo. Agradeço de coração a ela e fico imensamente grato por ter contribuído de alguma forma com o seu crescimento humano.

A segunda foi bem recentemente. Ela me confidenciou que em alguns anos que fazia terapia, a sua psicóloga jamais tinha lhe falado sobre conceitos e ferramentas básicas da Psicologia para a mudança de vida e cura das dores emocionais. Fiquei encantado e até mesmo um pouco surpreso com isso, mas sei que é verdade, porque, infelizmente, boa parte dos psicólogos não investigam as dores emocionais dos seus pacientes até o seu âmago mais profundo, o que dificulta a cura definitiva, entende?

Eu estou me preparando para ser terapeuta e desde já tenho esse propósito de ser uma luz que orienta os pacientes a por conta própria também descobrirem a luz que existe dentro deles para que através dessa mudança contribuam para a construção de um mundo melhor! Sempre defenderei essa causa de que as grandes mudanças começam individualmente, para só depois atingirem a coletividade.

São mensagens como essas que me enchem de entusiasmo e força para continuar a escrever e compartilhar as muitas coisas que venho aprendendo ao longo dos anos. Continuem acompanhando que virão muitos textos bacanas nesse 4º ano do blog!

Também quero fazer um agradecimento especial aos meus amigos que contribuíram escrevendo textos que foram publicados no blog em parceria comigo, o Thiago Rebouças, o Thalis Castro e o Diego Garcia, grandes amigos que o blog e a minha vida fizeram com que se aproximassem de mim agregando valor à minha vida e à de muitas pessoas através dos textos que foram publicados aqui.

Aproveito para relembrar que o blog está sempre de portas abertas para quem quiser escrever e publicar textos que tenham essa mesma vibe dos textos que escrevo, ou seja, textos voltados para a Psicologia humana, Psicanálise, Filosofia, Relacionamentos amorosos e afetivos, espiritualidade etc. O link para você saber como faz para escrever e publicar no blog é esse aqui embaixo, caso tenha interesse!

Escreva no blog “Para além do agora”

Outra novidade que me deixou muito feliz foi a republicação de alguns textos meus em sites com milhões de leitores como “O Segredo”, “Conti Outra” e “Verdade Mundial”. Ter textos publicados em sites tão incríveis fez com que as visualizações do blog disparassem como nunca vi igual! Agradeço às equipes desses sites por terem contribuído não só comigo, mas com o bem de milhares de leitores espalhando mensagens interessantes de textos meus! Muito obrigado, de coração!

Outra novidade que no meu caso, considero uma verdadeira superação pessoal, foram os áudios livres, ou no dito mais moderno, os podcasts que comecei a fazer em abril desse ano, tem sido uma aventura e tanto. Tenho falado sobre os mais diversos temas e de lá pra cá já foram quase 150 áudios gravados, dos quais dou uma ênfase à uma série de 40 áudios que gravei sobre a “Linguagem do corpo”, inspirado na Cristina Cairo, que o tempo todo cito nos meus textos.

Se você ainda não ouviu os áudios, convido a ouvir. Também tenho recebido um excelente feedback com relação a eles. E pode ter certeza que continuarei gravando diversos áudios nesse 4º ano do blog e fique à vontade para explorá-los e aprender um pouquinho a partir dessa outra ferramenta tão interessante e impactante também!

Os links do canal do Soundcloud e da série de áudios sobre a Metafísica da Saúde estão logo abaixo!

* Todos os aúdios

* Áudios Metafísica da Saúde

Enfim! Essas foram as principais novidades ao longo do 3º ano do blog e tenho certeza que muitas coisas maravilhosas virão daqui pra frente…

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

O amor é alado

Por Isaias Costa

coracao-alado

Quanto mais o tempo passa e vou amadurecendo, mais eu tenho percebido que o amor profundo e verdadeiro tem uma relação estrita com a LIBERDADE. É por essas e outras que o grande Raul Seixas cantava: “O amor só dura em liberdade”…

Farei uma breve reflexão sobre o amor que dá asas e deixa a outra pessoa livre para seguir seu caminho inspirado numa frase magnífica do mestre Rubem Alves. Veja!

“Aprendo que o amor nada tem a ver com apego, segurança ou dependência, embora tantas vezes eu me confunda. Não adianta querer que seja diferente: o amor é alado.”

Rubem Alves

*************

Infelizmente, a grande maioria das pessoas confunde amor com esses três sentimentos que são destrutivos: APEGO, SEGURANÇA e DEPENDÊNCIA.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized