Arquivo da tag: espiritualidade

Quem come do fruto do conhecimento, é sempre expulso de algum paraíso

Por Isaias Costa

58461156_2832284000178548_8172779790227472384_n

Às vezes algumas imagens falam mais do que mil palavras. Quem mora em São Paulo capital sabe que existem os bairros “Liberdade” e “Paraíso”, sendo bem próximos um do outro. A imagem acima mostra que se você for para um lado se distancia do outro e vice-versa.

Mas você sabia que levando para a realidade isso também é verdade? Quanto mais liberdade você tem, mais se afasta do paraíso religioso, que é a concepção mais comum que se tem de paraíso. E o contrário também se verifica. Quanto mais você se coloca nesse paraíso religioso, mais aprisionado se torna, ficando a anos-luz de distância da liberdade.

Depois que eu aprendi a etimologia da palavra paraíso, nunca mais olhei pra ela da mesma maneira. Ela significa “jardim murado”. Ou seja, os que estão no paraíso pertencem a uma espécie de prisão cheia de flores, mas que não entram em contato com a diversidade das pessoas, suas origens, suas realidades, suas virtudes e defeitos etc.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Nessa Páscoa, dedico minha solidariedade aos irmãos africanos

Por Isaias Costa

No final de março deste ano (2019) o ciclone Idai devastou áreas imensas de 4 regiões da África: Moçambique, Zambábue, Malawi e Madagascar. Foram mais de mil pessoas mortas, mais de um milhão que tiveram prejuízos financeiros e emocionais gigantescos, além de isso tudo ter contribuído para um surto de cólera com mais de mil casos.

É muito triste, eu diria até desolador, saber de tudo isso. E quero a partir desse pequeno texto refletir com você sobre o sentimento de SOLIDARIEDADE, que é um sentimento forte no ser humano, mas que percebo no Brasil não ter um impacto tão profundo quando se trata dos nossos irmãos africanos.

=> Clique aqui para ler o texto completo 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Como Carl Jung via a transformação da humanidade?

Por Isaias Costa

Carl-Jung-1400x788

Li um pequeno trecho do livro “Presente e Futuro” de Carl Jung e fiquei refletindo sobre a evolução da humanidade, que se trata de um processo constante e gradual extremamente lento. Quero com essa reflexão trazer um olhar psicológico profundo, para que você mantenha a esperança e acima de tudo, mantenha seus princípios éticos, sempre buscando evoluir como ser humano. Segue as suas palavras…

*******

“A transformação espiritual da humanidade ocorre de maneira vagarosa e imperceptível, através de passos mínimos no decorrer de milênios, e não é acelerada ou retardada por nenhum tipo de processo racional de reflexão e, muito menos, efetivada numa mesma geração. Todavia, o que está a nosso alcance é a transformação dos indivíduos singulares, os quais dispõem da possibilidade de influenciar outros indivíduos igualmente sensatos de seu meio mais próximo e, às vezes, do meio mais distante. Não me refiro aqui a uma persuasão ou pregação, mas apenas ao fato da experiência de que aquele que alcançou uma compreensão de suas próprias ações e, desse modo, teve acesso ao inconsciente, exerce, mesmo sem querer, uma influência sobre o seu meio.”

Carl Jung

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A honestidade dos estúpidos é mil vezes mais perigosa que a mentira dos inteligentes

Por Isaias Costa

financas-comportamentais-efeito-manada-exemplo

Li algumas palavras do mestre Rubem Alves presentes no seu livro “Ostra feliz não faz pérola” que me deixaram bastante pensativo sobre a realidade atual não só do Brasil, mas de muitos países pelo mundo afora. Leia com bastante atenção.

*******

“A honestidade dos estúpidos é mil vezes mais perigosa que a mentira dos inteligentes. É da honestidade dos estúpidos que surgem os fanáticos. Os fanáticos são pessoas honestas que acreditam nos seus pensamentos e nada os dissuade do seu caminho. E porque acreditam na verdade dos seus pensamentos tudo fazem para destruir aqueles que têm ideias diferentes.”

Rubem Alves

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Nós atraímos as amizades de forma semelhante aos algoritmos do facebook

Por Isaias Costa

algoritmo-do-facebook-o-que-é-o-que-mudou-como-aumentar-seu-alcance

Esses dias estava conversando com um casal de amigos meus e falávamos sobre o quanto é comum ver pessoas que antes eram muito próximas, eram boas amigas, e de uma hora pra outra de repente elas somem da nossa vida e nós não ficamos tristes, ou magoados, ou ressentidos etc. Nós simplesmente aceitamos e vamos seguindo nossas vidas.

Isso me levou a refletir com eles sobre a nossa vibração, sobre a energia que a gente emana para as pessoas, que vai mudando ao longo do tempo e também com o nosso amadurecimento.

Hoje em dia muitos espiritualistas e terapeutas holísticos explicam isso de uma forma elegante e simples. Tem a ver com a lei universal do semelhante atrai semelhante. Ela se aplica a todos os campos da vida: amizade, relacionamento amoroso, família, trabalho, espiritualidade etc. Não abordarei esses campos todos para não deixar esse texto muito extenso.

=> Clique aqui para ler o texto completo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma interpretação da música “Faça, fuce, force” a partir de Tomás de Aquino

Por Isaias Costa

São-Tomas-de-Aquino

No momento em que escrevo esse texto estou lendo um texto bastante complexo do filósofo e teólogo da Idade Média Tomás de Aquino. O texto “Suma Teológica”.

Em determinado trecho que li foi impossível não associar a ideia ao Raul Seixas. Fiquei pensando: “Será que ele leu o Tomás de Aquino?”. Confira!

********

“Se o gosto somente sente a própria paixão, quem, tendo-o são, julgar que o mel é doce, julgará com verdade; e semelhantemente, quem, tendo o gosto corrompido, julgar que o mel é amargo, julgará com verdade. E ambos julgarão de acordo com o modo pelo qual o próprio gosto é afetado. Donde resulta que todas as opiniões serão igualmente verdadeiras.”

Tomás de Aquino – Suma Teológica Questão 85- Art.2

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Aprender a amar para então perdoar

Por Isaias Costa

perdão

Não canso de repetir nos textos que muitas vezes são as palavras mais simples que tocam mais profundamente o nosso coração.

Li uma pequena citação da escritora Rita Delamari e fiquei refletindo sobre o quanto ainda precisamos aprender sobre o PERDÃO. Farei uma breve reflexão a partir de suas palavras. Confira!

**********

“Perdoar não é tarefa assim tão fácil. Para conseguires tal façanha tens que possuir o dom de amar, mesmo que doa a lembrança atroz que angustia. Deves exercitar a conjugação deste verbo. 
E guardar no coração, quando dele precisares.”

Rita Delamari

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A filantropia é uma forma de santidade

Por Isaias Costa

voluntariado_1-600x353

Estou publicando esse texto exatamente no dia de todos os santos (01/11). Ouvindo o quadro Academia CBN, com o filósofo Mario Sergio Cortella eu fiquei refletindo sobre a profundidade da palavra santidade. [link aqui].

Até escrevi um texto bem interessante no ano passado falando sobre a palavra santidade a partir da sua etimologia, que é conhecida por pouquíssimas pessoas. Ela significa “todo”, “inteiro”, “universal”. O que destoa imensamente do que entendemos convencionalmente.

Na nossa cabeça, ser santo é ser abnegado, é ser um mega religioso que passa a vida inteira ajudando os outros e, de preferência, promovendo milagres. Eu discordo de quem pensa assim e acho essa visão extremamente limitante.

Não vou me alongar nessa questão porque já deixei bastante explicado nesse texto…

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O apocalipse é o modus operandi da sociedade

Por Isaias Costa

Discussões Redes Sociais

Estamos muito próximos de mais uma votação para presidente da república e outros cargos públicos importantes. Na semana em que escrevo esse texto, parece que “o circo pegou fogo” nas redes sociais, e fica muito difícil não se envolver nas inúmeras discussões e comentários que surgem.

Procuro ser bastante seletivo e não saio dando curtidas ou descurtidas pra todo lado. Li um pequeno texto do querido amigo João Vale Neto, professor de Yoga do CEBB (Centro de Estudos Budistas Bodisatva), e fiquei refletindo sobre o caos em que estamos, que aparentemente aumentou, mas na realidade já está assim há muito mais tempo! Leia com bastante atenção.

**************

As mulheres já estão sendo mortas pelos seus companheiros, os povos tradicionais já estão sendo exterminados, expulsos ou colonizados, o povo LGBT continua sendo perseguido e assassinado, o povo pobre e negro continua sendo discriminado, criminalizado, sub-valorizado e assassinado.

O apocalipse não está vindo não.
Para muitas pessoas, o apocalipse é o modus operandi da sociedade.
O chocante agora é que o apocalipse ganha corpo e fala em alto e bom som.
Mas ele já vinha atuando em plena atividade e agora podemos vê-lo falar e ver o seu raciocínio.

Por isso, não é só sobre alguém enlouquecido mas é sobre o tempo que o construiu. Tempo que nos construiu.
E cá estamos.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Não sacies a minha sede com as lágrimas de meus irmãos

Por Isaias Costa

15031761055998a5a972876_1503176105_16x9_md

Estava lendo um dos livros mais incríveis de política e educação do mestre Paulo Freire chamado “Pedagogia do oprimido” e me peguei absolutamente reflexivo em uma citação que está logo no primeiro capítulo. Essa reflexão perece que nunca esteve tão atual como no momento em que vivemos, no qual estão escancaradas imensas corrupções e falcatruas.

A citação que ele coloca é do teólogo e escritor cristão São Gregório de Nissa. E pasme! Ela foi escrita no ano de 330 d.C, ou seja, há quase 1700 anos. Leia com bastante atenção…

***********

“Talvez dês esmolas. Mas, de onde as tiras, senão de tuas rapinas cruéis, do sofrimento, das lágrimas dos suspiros? Se o pobre soubesse de onde vem o teu óbulo, ele o recusaria porque teria a impressão de morder a carne de seus irmãos e de sugar o sangue de seu próximo. Ele te diria estas palavras corajosas: não sacies a minha sede com as lágrimas de meus irmãos. Não dês ao pobre o pão endurecido com os soluços de meus companheiros de miséria. Devolve a teu semelhante aquilo que reclamaste e eu te serei muito grato. De que vale consolar um pobre, se tu fazes outros cem?”

 São Gregório de Nissa – Sermão contra os Usurários

=> Clique aqui para ler o texto completo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized