Arquivo da tag: comportamento

Ser mentalmente flexível – habilidade essencial no século XXI

Por Isaias Costa

Bulding a new creative idea

O historiador israelense Yuval Noah Harari é uma das mentes mais brilhantes da atualidade. Ele esteve no Brasil nesse mês de novembro de 2019 participando de congressos e diversas entrevistas. No programa da TV Cultura “Roda Viva”, sua participação foi brilhante e super inspiradora.

Quero convidar você a refletir comigo sobre a flexibilidade mental a partir de suas palavras nessa entrevista, que você pode assistir na íntegra clicando [nesse link].

********

“Pela 1ª vez na História não fazemos ideia de como estará o mercado de trabalho daqui a 30 anos e de que habilidades as pessoas precisarão. Por toda a História, prever o futuro tem sido difícil, é claro – o que vai acontecer na política, e assim por diante – mas no tocante às habilidades básicas de que as pessoas precisam, a mudança era muito mais lenta, então você sabia o que ensinar à próxima geração.

Mas agora não fazemos ideia de que habilidades as pessoas vão precisar em 2040 ou 2050. A única coisa de que temos certeza é que elas vão precisar continuar aprendendo e continuar se reinventando por toda a vida. Não é uma questão de aprender uma profissão aos 20 e poucos anos e trabalhar naquela profissão pelo resto da vida. Não; você terá que mudar várias vezes.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Ter interesse em várias áreas é falta de foco?

Por Isaias Costa

15248514405ae362f0ce4e7_1524851440_3x2_md

O foco é um assunto que a cada dia é mais valorizado. No entanto, quero nesse texto lhe levar a refletir sobre um ponto no qual milhares de pessoas têm dúvidas, que são os múltiplos interesses. O que acontece se eu me interesso por áreas diferentes ao mesmo tempo e de alguma forma quero trabalhar nelas?

Respondo de imediato: você pode sim fazer isso, e saiba que essa atitude está longe de representar falta de foco.

A definição de foco vem da Física e, na realidade, é bastante compreensível essa dúvida, pois o foco é justamente direcionar raios de luz num único ponto, tipo o que acontece com uma lupa, que concentra a luz do sol num único ponto se você assim o fizer.

O que considero mais importante e que muitas vezes não é levado em consideração é o que chamo de estado de presença. O verdadeiro foco nada mais é do que o estado de presença. Significa eu estar 100% envolvido com o que estou fazendo no momento presente, no aqui e agora. Inclusive existe um termo que se popularizou e se refere a isso, chamado “Mindfulness”, termo do inglês que significa “atenção plena”.

=> Clique aqui para ler o texto completo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

O Que é Minimalismo?

Por Juan O’Keeffe

minimalismo

O tema do minimalismo é fascinante e nunca escrevi aqui no blog diretamente sobre ele. Compartilho então esse texto do meu amigo Juan O’Keeffe que exprime de forma simples e objetiva essa filosofia. Espero que gostem!

**************

A palavra minimalismo tem ganhado bastante popularidade recentemente. Muitos tem promovido o minimalismo como um estilo de vida que vale a pena ser seguido.

Eu particularmente achei fantástico esse conceito. Me pegou e já está fazendo parte do meu dia a dia faz um tempo.

Então achei que seria legal escrever sobre isso para deixar claro do que se trata e como podemos nos beneficiar.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

É de pouco valor aquilo que primeiramente tem de se provar

Por Isaias Costa

_105136827_mural

Mural na Universidade do Bío-Bío no Chile retratando Paulo Freire Link: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-46830942

“Coisas de respeito, como homens de respeito, não trazem assim na mão os seus motivos. É indecoroso mostrar os cinco dedos. É de pouco valor aquilo que primeiramente tem de se provar.” – Nietzsche, “Crepúsculo dos ídolos”

O Nietzsche tinha muita sabedoria e profundidade em praticamente tudo que escrevia. Esse pensamento me levou a refletir sobre várias questões e quero compartilhar com você nesse texto.

Uma das principais mensagens que ele transmite é sobre a humildade em contraposição ao orgulho e a vaidade. As pessoas mais bonitas, no meu entendimento, são aquelas que sabem trabalhar em silêncio em prol do bem, do amor, da paz, da união, da partilha etc.

Já comentei em outros textos, mas não custa retomar. A vaidade é um comportamento muito deletério e autodestrutivo. Ela em sua raiz significa “vacuidade” ou “vazio”. Ou seja, alimentar a vaidade é alimentar os nossos vazios interiores. Percebe o quanto isso é forte?

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Vdc não é “Vai dar certo”, é Vontade – Determinação – Comprometimento

Por Isaias Costa

como-fazer-planejamento-de-viagem-hospedagem-passagem-seguro-roteiro

As minhas férias de julho desse ano (2019) foram bastante intensas. Passei mais de duas semanas viajando, e ao voltar pra casa, conversando com meu irmão e meus pais, levantamos muito do que foi a organização dos momentos para que desse tudo maravilhosamente certo e nos divertíssemos ao máximo.

Fiquei lembrando da expressão que a garotada adota utilizar nas redes sociais, o “vdc”, que teoricamente significa “Vai dar certo”. Mas sabe de uma coisa interessante? É extremamente comum essa expressão ser usada por quem não coloca tanto a mão na massa para que de fato as coisas deem certo.

=> Clique aqui para ler o texto completo

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Aprenda a plantar o que deseja colher

Por Isaias Costa

dar-amor

“Aquele que alcança um real conhecimento da lei da vida tem motivos sólidos para confiar no futuro, porque aprende a plantar o que deseja colher”.

Carlos Cardoso Aveline

*********

Nos últimos dias estava conversando sobre a vivência do momento presente com vários amigos, até porque escrevo esse texto no meio das minhas férias de julho. Não canso de repetir nos textos que aprender a viver bem o momento presente faz com que tudo que vivenciemos seja mais intenso e fique guardado na memória.

Se preocupar demais com o futuro é algo que não faz sentido, porém, a maioria das pessoas insiste nisso. Essa lei da vida que o Carlos Aveline nos diz é essa do plantar e colher. Nós sempre colhemos aquilo que plantamos, não adianta querer que seja diferente.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A gula não se resume a comer muito

Por Isaias Costa

b2bb99_de2489ed172349efa12329d7e661960b_mv2_d_1772_1336_s_2

Quando se fala em gula o primeiro pensamento que nos vem é comida não é mesmo? Mas uma coisa que a grande maioria das pessoas não sabe é que a gula não se resume apenas a comer muito, vai muito mais além, e quero nesse texto ampliar a reflexão.

A palavra gula é praticamente um derivado da palavra goela, que por sua vez é sinônimo de garganta, que faz conexão com o esôfago, canal que leva os alimentos até o estômago. É por isso também que tentemos a pensar na gula como o ato de comer em excesso.

Uma análise psicológica profunda necessariamente nos remete à infância e nossos primeiros anos de vida. A vontade de comer demais sempre está ligada a alguma carência afetiva. Até os 2 ou 3 anos a criança se encontra no que Sigmund Freud denominou de fase oral, na qual experimentamos o mundo e as sensações de prazer e desprazer através da boca.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Os diferentes níveis de inveja

Por Isaias Costa

A-inveja-de-um-amigo-é-pior-que-o-ódio-de-um-inimigo-696x399-696x398

A inveja é um tema bastante espinhento, porque diversos estudos comprovam que quase a totalidade das pessoas sente inveja, mas na hora de reconhecer, também não perdem tempo em dizer que não são invejosas! Algo está errado nessa equação não é mesmo?

De uma forma direta e simplificada, inveja é querer algo que o outro tem, ou ser igual a outra pessoa em alguns aspecto do seu comportamento ou personalidade. Em resumo, o foco é sempre o outro. Só aí já se pode perceber que se trata de um problema psicológico e emocional que precisa ser trabalhado.

É comum pensar que a inveja se restringe a querer mais dinheiro igual ao fulano, ou ter mais fama ou status igual a ciclano ou beleza física igual a beltrano. De forma alguma! A inveja vai muito mais além, e quero enumerar diversos outros níveis de inveja.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Quem come do fruto do conhecimento, é sempre expulso de algum paraíso

Por Isaias Costa

58461156_2832284000178548_8172779790227472384_n

Às vezes algumas imagens falam mais do que mil palavras. Quem mora em São Paulo capital sabe que existem os bairros “Liberdade” e “Paraíso”, sendo bem próximos um do outro. A imagem acima mostra que se você for para um lado se distancia do outro e vice-versa.

Mas você sabia que levando para a realidade isso também é verdade? Quanto mais liberdade você tem, mais se afasta do paraíso religioso, que é a concepção mais comum que se tem de paraíso. E o contrário também se verifica. Quanto mais você se coloca nesse paraíso religioso, mais aprisionado se torna, ficando a anos-luz de distância da liberdade.

Depois que eu aprendi a etimologia da palavra paraíso, nunca mais olhei pra ela da mesma maneira. Ela significa “jardim murado”. Ou seja, os que estão no paraíso pertencem a uma espécie de prisão cheia de flores, mas que não entram em contato com a diversidade das pessoas, suas origens, suas realidades, suas virtudes e defeitos etc.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O poder da escuta atenta

Por Isaias Costa

escuta6-1024x683

“Uma das mais sinceras formas de respeito é ouvir o que o outro tem a dizer, sem interromper.”

Não consegui encontrar a autoria dessa frase lindíssima, mas quero a partir dela refletir com você sobre o poder da escuta atenta.

Eu trabalho como professor e psicanalista e aprendo imensamente com os pacientes que acompanho. Recentemente atendi a uma mulher já idosa e com ares de cansada. Fiquei tão comovido com seu relato que digo com sinceridade que as poucas palavras que dirigi a ela quase não saíram.

Ela passou quase a vida inteira cuidando de um filho que foi diagnosticado com esquizofrenia ainda na adolescência e a doença foi se agravando com o passar dos anos, de forma que ele se tornou totalmente dependente dela para tudo, desde a alimentação até a higiene mais básica. Não entrarei em detalhes por conta do sigilo profissional.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized