Arquivo da tag: sentimentos

Tente outra vez

Por Isaias Costa

bicicleta

Esses dias estava lendo textos no facebook e acabei me deparando com uma crônica lindíssima da querida escritora gaúcha Martha Medeiros. Na mesma hora que li a primeira pessoa que me veio em mente é claro que foi ele: Raul Seixas! Eu não duvido nada que ela tenha ouvido essa música no dia que escreveu essa crônica! hehehe

Farei uma breve reflexão a partir de um trecho dessa crônica linkando com a linda música do Raulzito.

**************

Ainda dá tempo pra tudo. 

Pode o céu estar fechado neste instante, mas uma hora abre, não falha. Pouco importa sua idade: você está vivo. Então ainda dá tempo para você reatar, dá tempo para você terminar uma relação ruim e começar outra, dá tempo de pedir perdão ou de colocar uma pedra sobre o assunto que incomoda, dá tempo de ter um relacionamento mais leve e prazeroso, e indo além das questões amorosas: dá tempo de conhecer a Ásia, de escrever suas memórias, de mergulhar no mar à noite, de aprender a cozinhar, de falar italiano, de fazer diferença, de começar uma coleção. Se me permite uma sugestão: colecione inúmeras ”primeiras vezes”. Todas as primeiras vezes que você tem evitado porque não simpatiza com mudanças.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

5 dicas para melhorar os relacionamentos em grupo

Por Simone Oliveira

O ser humano, quando em grupo, vai gerar brigas.

Brigas no trabalho

Isso é um fato. Não há o que se discutir. Estando em dois ou mais, uma hora vai rolar desentendimento.

E por quê? Bem, parece que o grande motivo é: somos diferentes.

Pessoas são diferentes

E nós somos mesmo autênticos, cada qual tem um conjunto completamente único de pensamentos e opiniões a respeito de cada minúscula coisa nesse universo.

Olhando por esse lado, não somos de fato maravilhosos? Fomos criados ANÁLOGOS, porém, não idênticos. Se fossemos totalmente iguais, seríamos robôs.

Nascemos com a capacidade de deduzir e induzir pensamentos de forma que cheguemos a compreensões díspares de nossos semelhantes, ainda que criados na mesma casa, participando das mesmas experiências de vida, comendo a mesma comida e compartilhando dos mesmos momentos!

Continuar lendo

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Quem controla os sentimentos segue a verdade

Por Isaias Costa

Controle-da-vida

Um dos mestres que mais me ensina a ser uma pessoa melhor e sentir a presença de Deus em tudo é o grande Paramahansa Yogananda. Inspirado nas suas palavras, venho nesse texto refletir um pouco com você sobre seguirmos a verdade e o bem que fazemos à humanidade com essa postura.

As palavras que transcrevi abaixo foram extraídas do seu livro “O Romance com Deus”. Leia-as com bastante atenção…

********************

“É bom ser agradável e simpático, se seu comportamento for sincero. Mas concordar com todos, o tempo todo, porque tem receio de dizer a verdade para não desagradar não pode ser chamado de controle dos sentimentos. Quem o possui segue a verdade, difundindo-a onde pode, mas evitando irritar desnecessariamente os que não são receptivos. Esta pessoa sabe quando falar e quando calar, mas nunca compromete seus próprios ideais nem sua paz interior, sendo uma grande força para elevação do bem maior no mundo.”

Paramahansa Yogananda

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Todas as dores são trazidas do lado de fora

Por Isaias Costa

mujer-libertad

Nós vivemos em um mundo onde, infelizmente, ou talvez seja até felizmente, o SOFRIMENTO está presente na vida de todas as pessoas, em maior ou menor grau. Porém, muitos parece que optam por permanecerem no sofrimento a vida inteira, alimentando-o como se fosse um animalzinho de estimação!

Farei uma breve reflexão inspirado nas sábias palavras do místico oriental Osho. Leia-as com bastante atenção…

*******************

Se você puxar para fora da terra as raízes de uma árvore, elas morrerão. Elas necessitam da escuridão, elas vivem na escuridão, na escuridão está a vida delas. Assim como as raízes, o sofrimento também vive na escuridão.
Exponha os seus sofrimentos e você descobrirá que eles morreram. A infelicidade tem de ser expressada. Compreenda uma coisa mais: foi de fora que você pegou as dores e as trouxe para dentro de si. Por favor, volte com elas para o lado de fora. A dor não é interna; todas as dores são trazidas do lado de fora. Na medida em que você joga fora a dor, que a envia de volta para fora, de onde ela veio, a alegria começa a brotar dentro de você. A alegria está dentro. Ninguém a traz de fora. Ela não vem de fora, ela é a sua natureza, ela é você. Ela é a sua alma.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Não vá a um terapeuta se você não gosta dele

Por Isaias Costa

50-50-Theatrical-Still-Anna-Kendrick-Joseph-Gordon-Levitt

Filme “50%”

Já contei em textos passados que estou começando a atuar como psicanalista e tem sido uma experiência riquíssima e ao mesmo tempo desafiadora. Quanto mais pacientes eu recebo, mais eu confirmo e reforço o quanto é preciso estudar mais, se qualificar mais e desenvolver também cada vez mais a empatia durante o processo e a intuição, para conseguir captar bem quais são as queixas verdadeiras dos pacientes. Não tem jeito, tudo isso só se aprende pra valer na prática, no dia a dia.

Neste momento no qual escrevo esse texto, estou lendo um livro que, sem sombra de dúvidas, está entre os melhores livros do mundo para falar sobre o complexo e multifacetado tema da DEPRESSÃO. Trata-se do livro “O demônio do meio dia” de Andrew Solomon, que tenho dito constantemente aos amigos assim: “Se você for um terapeuta, essa é uma leitura obrigatória…”.

Farei uma breve reflexão sobre a importância de escolhermos um bom terapeuta, porque o processo de cura passa de forma incontestável pela escolha de um bom terapeuta.

Extrai as palavras abaixo desse livro, na pág. 101, caso algum leitor adquira o livro e queira conferir. Leia com bastante atenção…

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Lições da história de Agar e de seu filho

Por Simone Oliveira

Paciência

(baseado no livro de Gênesis da Bíblia, nos capítulos 16 e 21).

Certa vez eu ouvi uma reflexão a respeito de Agar, a serva de Sara, o que me fez pensar e escrever este texto.

Para quem não conhece os fatos, a Bíblia relata que Agar era egípcia e havia se tornado escrava na casa de Abraão, servindo a Sara, sua esposa (uma prática muito comum na época).

Deus havia dado uma promessa à Abraão: mudou o seu nome, que antes era só Abrão, para que ele lembrasse que seria pai de uma grande nação. O nome de sua esposa também mudou, no caso, de Sarai para Sara.

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

A vida e as emoções

Por Simone Oliveira

Emoções

Nossa vida é repleta de momentos. Somos seres racionais, porém, é bem verdade que tudo ao nosso redor está extremamente relacionado ao que sentimos.

Hoje, devido aos esforços para a maior compreensão do comportamento humano, sabe-se inclusive o que desperta tipos diferentes de sensações em cada indivíduo, favorecendo o consumismo desenfreado, a busca por padrões, enfim, a sociedade da forma como ela foi construída e se apresenta na atualidade.

E, talvez, a maneira como nos sentimos seja o que há de mais sincero em nós. Ainda assim, somos obrigados a muitas vezes esconder ou camuflar em nossas ações aquilo que nos incomoda ou nos faz sentir vulneráveis diante do próximo.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Nós temos muito a oferecer

Por Isaias Costa

140220114075031

Esses dias eu li um texto muito lindo e profundo de um escritor que admiro muito, que é o Gustavo Gitti! Sua forma simples e poética de escrever cativa quem tem sensibilidade logo nas primeiras linhas.

Era um texto falando sobre as infinitas possibilidades que temos de oferecer e não de simplesmente sugar dos outros!

Segue abaixo esse texto na íntegra, leia-o com bastante atenção e sem nenhuma pressa ok?

*****************

Oferecer – Gustavo Gitti

Quando você for para o trabalho, para a faculdade, para uma balada, não vá com uma postura de buscar algo, conseguir algo, sugar algo do local ou das pessoas. Vá para oferecer, vá para gentilmente entregar às pessoas as qualidades de sua simples presença. Ofereça qualquer coisa. Um olhar profundo já é muito hoje em dia. Vá para os lugares e apenas treine olhar tudo com um olhar de abismo. Muitas pessoas precisam só disso: serem olhadas, contempladas suave e lentamente, reconhecidas em sua manifestação mais sutil, tocadas de alguma forma e conectadas com um outro que as transcende e reacende o mistério que as faz viver. Continuar lendo

8 Comentários

Arquivado em Uncategorized

A negligência do brasileiro em geral

Por Simone Oliveira

Há muito tempo tenho estado a analisar o comportamento das pessoas ao meu redor de modo mais profundo e tenho notado que a grande maioria tem potencial para demonstrar diversos sentimentos bons através de ações. É aí que encontrei a extroversão e o calor do nosso povo. Porém, um traço ainda mais forte é essa tal da negligência, vista de longe e que chega a incomodar, causando aversão.

Parei para pensar o porquê de ninguém falar sobre isso. Preferimos fechar os olhos e fingir que ela é apenas parte da cultura, ou pior, que não é um defeito propriamente dito, e sim meras falhas pertencentes a TODO SER HUMANO. Nunca assumimos a culpa pelos nossos erros, sempre nos escondemos na multidão usando o pronome “nós” ou o sujeito “raça humana”.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O efeito dominó do medo

Por Isaias Costa

shutterstock_272625332-810x540

O Brasil está atravessando um longo período de crises, e a esperança das pessoas tem ido por água abaixo de forma bem evidente.

Lendo as palavras do terapeuta holístico Prama Shanti, fiquei refletindo sobre as causas de tudo isso! Você sabia que não é por causa da política simplesmente? Ela apenas contribui, mas a causa é muito mais embaixo. Confira!

***************

“É necessário uma crise para instaurar o medo coletivo e manter o controle. O medo torna-se uma grande egrégora, uma potente forma pensamento que entra pelos chacras e contamina a todos que se harmonizam com ela. Seus receios tornam-se medos com muito mais facilidade. O medo corta sua ligação com o Todo e lhe prende a matéria. Achata você no chão. E o medo gera mais medo.

As pessoas com medo falam de seus medos aos amigos, que ficam receosos e com medo. O espiritual se afasta da mente das pessoas e o material passa a ser o mais importante. A crise passa a ser o assunto de todas as rodas. O medo derruba a ética e a moral, aumenta o consumo de álcool, os excessos e a busca pela inconsciência. E todos são entregues de bandeja às forças trevosas, que passam a manipular corações e mentes cada vez com mais facilidade. O medo é gerado pela ansiedade com relação ao futuro. O oposto do medo é a confiança. Confiar no seu caminho, no seu Deus. Pensar no agora, que é a única coisa que nós temos, o futuro não é nosso.”

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized