Arquivo da tag: perspectivas

Você acredita em destino?

Por Isaias Costa

2175190

Essa é uma pergunta que todos nós nos fazemos em algum momento da vida ou outras pessoas também nos fazem. Como eu sou um rapaz que gosta de pensar com profundidade sobre as coisas que questiono, pesquisei a etimologia desta palavra, que é belíssima.

Destino vem do latim stinare, e tem o prefixo de, que é um intensificador da mesma. Juntando os termos significa: “aquilo que é firmemente estabelecido para uma pessoa”.

Continuar lendo

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Confiança é bem diferente de fé

Por Isaias Costa

10-citações-que

É interessante perceber que a maioria das pessoas tem um imensa confusão com relação a fé e confiança. Pensam que é a mesma coisa, mas não são! São absurdamente diferentes, e nesse texto falarei um pouco sobre isso, inspirado nas lindas palavras do mestre Osho, extraídas do seu livro chamado “Confiança”.

**************

“A fé é apenas uma sobreposição. É como beijar uma pessoa que você não ama. Do lado de fora é tudo igual, você está fazendo o gesto de beijar. Nenhum cientista vai encontrar nenhuma diferença. Se você beijar uma pessoa, a cena, o fenômeno fisiológico, a transferência de milhões de germes de um lábio para o outro, é tudo exatamente igual se você ama ou não. Se um cientista observar e investigar, qual será a diferença? Nenhuma diferença, nem um pingo de diferença, o cientista vai dizer que ambos são beijos e idênticos. Mas você sabe que, quando você ama uma pessoa, então algo do invisível passa entre vocês que não pode ser detectado por nenhum instrumento. Quando você não ama uma pessoa, então você pode dar um beijo, mas nada passa entre vocês. Nenhuma comunicação de energia, nenhuma comunhão acontece.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Não engane a si mesmo

Por Simone Oliveira

triste e feliz

Está em alta na atualidade o modelo de “desconstrução”. Seja lá do que for, pode ser da figura feminina ou da figura masculina, do ideal de corpo e beleza, do significado de riqueza e de felicidade, enfim, qualquer modelo pré-concebido está posto a prova pelos revolucionários dos dias de hoje.

Vemos muitas pessoas lutando para que cada um se aceite do jeito que é, liberte-se das prisões que a sociedade nos colocou e viva conforme imagina ser o correto. Aliás, não existe mais o certo e o errado, tudo é relativo.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Nós somos como diapasões

Por Isaias Costa

3MegaCam

Essa semana eu li um texto muito bonito do escritor Gustavo Gitti intitulado “Whatsapp sutil” e que foi publicado na Revista “Vida Simples”. Nesse texto ele falava sobre o quanto nós influenciamos as pessoas que nos rodeiam a partir de uma comparação com o aparelho de afinação de instrumentos musicais chamado diapasão. Segue abaixo o trecho no qual ele falava sobre isso.

**********

“Uma vez ouvi do Lama Padma Samten que somos como diapasões: você bate em um e o outro vibra junto. As qualidades que cultivamos dentro de nós acabam ressoando dentro dos outros.”

Gustavo Gitti

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A vida não é só isso!

Por Simone Oliveira

Serenidade

Recentemente caí na real em relação a maneira sobre a qual estava levando a minha vida. Há tempos sentia que algo não estava bem, mas eu não entendia direito o que era; apenas me incomodava demais ter que tolerar algumas atitudes e, como sempre fui muito pacífica nas discussões, me estranhava que agora eu me irritasse tanto por apenas ouvir palavras (realmente impróprias ou desagradáveis) nos meios que eu frequento. Palavras estas que nem eram dirigidas a mim, mas que iam diretamente contra aquilo que eu acredito, ou coisas que não precisaríamos ter que lidar.

Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Os três tipos de doação

Por Isaias Costa

552604_397124710337132_1745815012_n

Doar nosso tempo é uma das maiores doações…

Nesse momento estou lendo um livro maravilhoso da monja budista Jetsunma Tenzin Palmo chamado “No coração da vida” e a cada página estou aprendendo mais coisas e mudando algumas perspectivas. Ele tem também me inspirado bastante a escrever. Farei uma breve reflexão sobre os três tipos de doação, que ela explica com bastante didatismo nesse livro. Abaixo está transcrito o trecho no qual ela fala sobre isso…

**************

“Na linguagem budista, existem três tipos de doação. Em primeiro lugar, a doação de presentes materiais. Em segundo lugar, a doação do Darma. Isso significa estar ao lado das pessoas ouvindo-as, tentando ajudá-las de alguma maneira, até mesmo clareando um pouco suas mentes, oferendo conselhos. E depois há também a doação do destemor, de ser um meio de proteção e ajudar os outros a descobrirem a sua própria coragem – esse é um presente que não tem preço.”

=> Clique aqui para ler o texto completo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Os dois lados da liberdade

Por Isaias Costa

shutterstock_303723392

Já falei em diversos textos anteriores que uma das coisas mais essenciais entre as minhas buscas é a LIBERDADE. Eu sou absolutamente encantado por essa palavra.

Lendo as palavras do místico oriental Osho, que era inspiradíssimo para falar sobre essa temática, refleti bastante sobre os dois lados que estão intrínsecos nela e nem paramos para refletir. Farei uma breve reflexão a partir delas. Confira…

**************

A liberdade tem dois lados e se você tem somente um lado dela, um único lado, você sentirá liberdade misturada com tristeza. Então você tem que entender toda a psicologia da liberdade.

O primeiro lado é liberdade de: nacionalidade, de uma certa igreja, de uma certa raça, de uma certa ideologia política. Esta é a primeira parte da liberdade, a base da liberdade. Sempre é de algo. Uma vez que você tenha alcançado esta liberdade, você se sentirá muito leve, muito bem e muito feliz. E pela primeira vez você começará regozijar-se em sua própria individualidade, porque sua individualidade estava coberta de todas aquelas coisas das quais você se tornou livre.

=> Clique aqui para ler o texto completo

 

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

O papel do professor é limitar e libertar ao mesmo tempo

Por Isaias Costa

sociedade-dos-poetas-mortos-thumb-800x529-124698

Filme “Sociedade dos poetas mortos”

Eu sou fã de carteirinha da genial Viviane Mosé, que tem um currículo de deixar qualquer um de queixo caído: jornalista, filósofa, escritora, poetisa, psicanalista, psicóloga, professora e palestrante. Além de ser mãe e outras coisitas mais…

Estava assistindo a uma de suas palestras cujo título é: “Estrada para a Cidadania”, na qual ela falava sobre diversos assuntos, todos voltados para a educação nos tempos atuais.

Eu, sendo professor e estar o tempo todo procurando me renovar e ganhar novas formas de atuar como professor, fiquei encantado com suas palavras.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma pequena mudança de perspectiva

Por Isaias Costa

© Copyright 2012 CorbisCorporation

Na semana em que escrevo esse texto, participei de uma maravilhosa palestra com o grande Psiquiatra e Escritor Adalberto Barreto, mundialmente conhecido por ter desenvolvido um método de “terapia comunitária” simples e eficaz.

Ele tem como uma de suas maiores especialidades, um conhecimento profundo da Metafísica da Saúde, que constantemente abordo aqui nos textos do blog.

Nessa palestra ele deu alguns exemplos simples, porém muito impactantes, do poder que uma pequena sugestão pode dar a uma paciente quando ele está em uma consulta terapêutica. É como intitulei esse texto, apenas uma pequena mudança de perspectiva leva a uma mudança gigantesca na qualidade de vida dessas pessoas!

Ele deu dois exemplos que vou transcrever para cá de forma quase idêntica ao que ele falou.

Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Saber pouco não te faz menor que ninguém

Por Simone Oliveira

Acho que ainda não entendi como funciona a dinâmica do mundo. Por exemplo, eu não sei explicar como os alimentos saem da lavoura e da fazenda de criação de gados para vir parar na embalagem do mercado; também não sei dizer em detalhes como são feitas as negociações entre os fabricantes e as indústrias, e depois entre a indústria e os distribuidores, passando desses para os vendedores em atacado e enfim para varejistas até chegar ao consumidor final. Então, toda vez que eu vejo alguém explicando como as coisas de fato acontecem, eu fico olhando maravilhada igual ao gatinho “pidoncho” do Shrek.

o-gato-de-botas

Mas isso, acredito eu, não faz mal. O que faz mal é pensar que, por não ter todo esse conhecimento do processo, sou inferior a quem tem ou apresentaria menores chances de influenciar nessa cadeia produtiva, como se fosse ficar inerte enquanto a história acontece, só por não ter uma visão geral dessa coisa.

Isso foi uma conclusão magnífica e cheia de racionalidade à qual cheguei e uso toda vez que meu tipo doentio resolve aflorar gritando desesperadamente “Alerta! As suas informações sobre esse assunto são insuficientes.” É perfeitamente leve e agradável e tira minha preocupação. E isso vale para tudo, qualquer evento em que eu me sinta desconfortável e mentalmente desprotegida.

Não é exclusividade, não é monopólio. Está aí, à disposição, para você usar também, se quiser. Afinal de contas, estamos aí na vida para aprender e transformar o cotidiano.

euSimone Oliveira. Santos-SP. Bacharel em Engenharia Civil por formação e escritora por gosto. Estuda para concursos e se dedica às aulas particulares de exatas, ao namorado, à família e às suas atividades na igreja. Ainda não descobriu seu propósito na vida, mas tem certeza de que tem um. Pede que Deus a guie por esse caminho até a sua volta.

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized