Arquivo da tag: perspectivas

Ler muito é um dos caminhos para a originalidade

Por Isaias Costa

Cortella

Há poucos dias recebi um comentário de um leitor e que me deixou encafifado. Ele estava criticando o filósofo Mario Sergio Cortella porque nas suas falas ele cita um montão de filósofos e escritores da literatura brasileira e mundial. E nessa crítica ele disse que o Cortella é “mais do mesmo”, não traz nada de novo em suas reflexões!

Nossa! Tive que responder esse comentário discordando veementemente de sua visão, porque a realidade é exatamente o contrário do que ele disse. O Cortella é um homem que dedicou toda a sua vida aos estudos e pesquisas em Educação. Sua obra é um bálsamo de cultura e, como gosto de comentar de vez em quando, ele se apoiou nos ombros de gigantes.

Continuar lendo

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Conselho muito bonito de Roberto Shinyashiki ao pais

Por Isaias Costa

Filhos crescidos

Hoje, 12/08/18, é o dia dos pais e venho trazer uma breve reflexão em homenagem a todos os pais.

Esses dias ouvi um programa de radio excelente com o grande escritor e palestrante Roberto Shinyashiki. Trata-se do programa “O sucesso é ser feliz” na Radio Mundial de São Paulo [link do podcast aqui].

Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

A beleza aumenta com a transitoriedade da vida

Por Isaias Costa

Estações do ano

Esses dias estava lendo um belíssimo ensaio escrito pelo pai da Psicanálise Sigmund Freud intitulado “Sobre a transitoriedade” e fiquei refletindo bastante sobre o quanto a beleza está relacionada com o tempo.

Nesse ensaio, Freud argumenta que o fato de o tempo ser algo limitado aumenta a beleza das coisas. Leia com bastante atenção esse pequeno recorte do ensaio citado.

**********

“Não deixei, porém, de discutir o ponto de vista pessimista do poeta de que a transitoriedade do que é belo implica uma perda de seu valor.

Pelo contrário, implica um aumento! O valor da transitoriedade é o valor da escassez no tempo. A limitação da possibilidade de uma fruição eleva o valor dessa fruição. Era incompreensível, declarei, que o pensamento sobre a transitoriedade da beleza interferisse na alegria que dela derivamos. Quanto à beleza da Natureza, cada vez que é destruída pelo inverno, retorna no ano seguinte, do modo que, em relação à duração de nossas vidas, ela pode de fato ser considerada eterna. A beleza da forma e da face humana desaparece para sempre no decorrer de nossas próprias vidas; sua evanescência, porém, apenas lhes empresta renovado encanto. Uma flor que dura apenas uma noite nem por isso nos parece menos bela.”

Sigmund Freud

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Para que serve a escola?

Por Isaias Costa

Merlí grande professor

Série “Merlí”

A maior parte de nós brasileiros passa no mínimo 14 anos da vida dentro da escola até concluir o ensino médio. Isso sem contar com as milhares, talvez até milhões de pessoas, que adentram nos cursos superiores e ficam mais 4, 5 ou mais anos estudando.

Tem algumas perguntas que chegam a parecer hilárias, porque aparentemente são simples, mas nem um pouco simples de responder. Essas aqui:

O que é a escola? Para que ela serve?

Nessa hora talvez você me contraponha dizendo: “Essas perguntas são muito simples Isaias! A escola é o local onde as crianças e adolescentes vão para estudar a aprender uma série de conteúdos que elas podem precisar ao longo da vida…”.

Será? Será que é simples assim?

Como eu amo conhecer as raízes das palavras, vou aprofundar essa questão a partir das palavras do filósofo e escritor Mario Sergio Cortella, extraídas do seu livro “A escola e o conhecimento – fundamentos epistemológicos e políticos”, um dos seus livros mais antigos, datado de 1998.

=> Clique aqui para  ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Olhe de novo para ver o que não foi visto

Por Isaias Costa

banhistas-na-grenouilliere

Obra “Banhistas na Grenouillière” de Monet

Um tema interessantíssimo voltado acima de tudo para o campo das ARTES, mas que certamente pode ser levado para todos os campos da vida é a PERCEPÇÃO, tema que abordei poucas vezes aqui no blog.

Percepção é a capacidade de aprender através dos nossos cinco sentidos (ou seriam mais?…). O que me inspirou a escrever esse texto foram algumas palavras do grande escritor português José Saramago. Leia com bastante atenção…

*********

“A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o visitante sentou na areia da praia e disse: “Não há mais o que ver”, saiba que não era assim. O fim de uma viagem é apenas o começo de outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite, com o sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre. O viajante volta já.”

José Saramago

=> Clique aqui para ler o texto completo 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Sempre analise o contexto de tudo

Por Isaias Costa

leitura-1000x400

Cada vez mais eu tenho me interessado em conhecer com profundidade o sentido das palavras, porque elas podem levar a infinitas interpretações.

Falarei de obviedades nesse texto, mas de tão óbvias, às vezes chegam até a espantar. Vou junto com você questionar o CONTEXTO das palavras. Essa palavra significa literalmente “junto do texto”, ou seja, o que está no texto, mas muitas vezes nem percebemos direito, ou porque é complicado de entender, ou por descuido, desatenção etc.

Vou citar alguns exemplos para que você perceba o quanto é importante analisar o contexto de tudo.

Quando falamos a palavra SALDO, a primeira coisa que nos vem em mente é dinheiro não é mesmo? Essa palavra tem uma conotação bem positiva. No entanto, se eu disser: “saldo negativo”, tudo muda de figura. Mostra que eu estou pendurado até o pescoço financeiramente!

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O verdadeiro indicador da pessoa “certa”

Por Isaias Costa

amor-reciproco

Nós, seres humanos, parece que somos apaixonados por ilusões. Sem ilusões é como se a vida fosse um “preto no branco” para muita gente! Só pra você ter uma noção do quanto somos desequilibrados!

Quase todos os dias lembro com alegria da ideia proposta pelo querido Prof. Hermógenes, de que a religião que ele queria fundar era o desilusionismo, porque a cada vez que nos desiludimos nos aproximamos mais da nossa verdade, e estando mais próximos da verdade, estaremos mais humanizados, e por consequência, mais divinizados também. Estaremos um passinho mais perto da iluminação! Não é interessante essa ideia?

Venho nesse texto falar sobre ilusões e desilusões sobre o amor. Está preparado para ser confrontado consigo mesmo? Vamos lá…

O que me inspirou a escrever esse texto foram as sábias palavras do filósofo suíço Alain de Botton, extraídas do seu magnífico livro “O curso do amor”. Segue abaixo um trecho no qual ele fala sobre a ilusão de encontrarmos a pessoa “certa” para casarmos!

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

E se os votos de casamento fossem mudados, como seríamos?

Por Isaias Costa

img_831409_20150925

Há um bom tempo tinha a vontade de escrever sobre o importante tema do casamento e os votos que são feitos pelo casal. Não precisa ser nenhum especialista para saber que hoje em dia, cada vez menos as pessoas estão interessadas em se casar e as ilusões sobre casamento estão caindo por terra, o que é algo difícil de dizer se é bom ou ruim, pois a perspectiva muda para cada pessoa.

Quero fazer uma interessante crítica à forma estabelecida para os votos, mostrando que de certa forma, são eles que afugentam muita gente de assinar papéis e subir em altares…

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Faça para o outro aquilo que ele necessita

Por Isaias Costa

criana_vive_demais_no_mundo_da_imaginao-just_real_moms

Nós vivemos em um mundo onde reina o egoísmo, a arrogância, a prepotência, a vaidade, entre tantos comportamentos e posturas negativas. Venho a um bom tempo estudando e aprendendo mais sobre o que é a verdadeira EMPATIA, esse nobre sentimento de você se colocar no lugar da outra pessoa, tentando ver a partir da sua ótica, sem autocentramento.

Quero nesse texto questionar um ditado que está entranhado na sociedade e só prova o quanto ainda não sabemos o que é empatia. Ele tem duas versões, a do SIM e a do NÃO, mas a ideia é a mesma.

“Faça para o outro aquilo que gostaria que fizessem para você”.

“Não faça para o outro aquilo que não gostaria que fizessem para você”.

As duas são frases absurdamente egocêntricas! Você já parou pra pensar com carinho nelas?

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A singularidade pesa como uma cruz

tumblr_lmar88Tf3k1qgygmqo1_1280

Esses dias estava lendo alguns trechos do livro “A era do ressentimento”, do grande filósofo brasileiro Luiz Felipe Pondé e refletindo sobre o que virou um mega cliclê, o tal do “Saia da Matrix…”. Nesse livro ele mostra de diversas formas o quanto é uma baita ilusão acharmos que conseguiremos “sair da Matrix”.

Eu escrevo constantemente sobre a importância de sermos autênticos, sinceros, verdadeiros etc. Isso de fato é maravilhoso, mas o preço que se paga para consegui-lo  é bem alto, e pouquíssimas são as pessoas dispostas a gastarem energia, tempo e dinheiro investindo no que deveria ser o mais importante, a busca por uma melhoria interna. É muito mais fácil e pouco doloroso ser o que o Pondé chama de “mimadinho” do que arregaçar as mangas e dar o melhor de si para ser autêntico.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized