No espaço sideral

Por Isaias Costa

images

O mestre Dalai Lama sempre me surpreende com a sua imensa sabedoria e simplicidade. Estava lendo um trecho de seu livro Uma ética para o novo milênio que me chamou bastante atenção!

Pense no mundo como é visto do espaço, tão pequeno e insignificante, e ainda assim tão belo. Haveria realmente alguma coisa a ganhar fazendo mal a alguém durante a nossa estada aqui? Não seria preferível e mais razoável divertir-se e aproveitar a ocasião tranquilamente como se estivesse visitando um lugar diferente? Portanto, se em seu passeio pelo mundo você dispuser de um momento, tente ajudar, mesmo que de forma modesta, aqueles que são oprimidos ou que por alguma razão não podem ou não querem ajudar a si mesmos. Tente não dar as costas àqueles cuja aparência é perturbadora, aos maltrapilhos e enfermos. Procure nunca pensar neles como se fossem inferiores. Se puder, não se considere melhor do que nem mesmo o mendigo mais humilde. Vocês dois terão a mesma aparência depois da morte.

Essa passagem é de uma profundidade impressionante. Ele está tratando de diversas coisas, vou comentar apenas algumas.

Ele está falando primeiramente sobre as PERSPECTIVAS. Pensar no mundo sob a perspectiva por ele tratada pode apurar a nossa consciência e nos tornar mais felizes e serenos. Além de influenciar diretamente o nosso EGO, que é extremamente exacerbado. Sua reflexão serve para nos mostrar o quão insignificantes somos frente à imensidão do universo e de Deus. Ver o planeta Terra do espaço sideral é maravilhoso, com seus mares azuis, as nuvens da atmosfera e os continentes espalhados. Aparentemente é muito harmonioso, mas quando se pisa em sua crosta constatamos que não é exatamente como no espaço. O que o Dalai Lama está sugerindo é que ampliemos os nossos horizontes para além da crosta terrestre. Perceba o peso dessa palavra: CROSTA, ela dá a ideia de algo duro, imutável. O significado dessa palavra é: camada espessa e dura de um corpo. Vamos aos poucos eliminar essa crosta espessa que cobre os nossos pensamentos, o nosso coração, as nossas escolhas e nossos comportamentos. Vamos aprender a ser mais compassivos, bondosos e generosos! Esse é o caminho para o equilíbrio do planeta.

Ele também fala sobre levar a vida com leveza. O mundo moderno tem levado as pessoas a se estressarem em demasia e perderem esse brilho por viver as pequenas coisas da vida, em um ritmo calmo e harmonioso. Há uma corrida contra o tempo que parece não ter fim e tal corrida faz com que muitos percam o sentido da vida e a felicidade.

Ele também fala sobre EMPATIA, que é você ver o mundo e as pessoas também pelo lado delas. “Tente não dar as costas àqueles cuja aparência é perturbadora, aos maltrapilhos e enfermos. Procure nunca pensar neles como se fossem inferiores. Se puder, não se considere melhor do que nem mesmo o mendigo mais humilde. Vocês dois terão a mesma aparência depois da morte”. Empatia é olhar para um mendigo ou um enfermo com olhar de igualdade, sem se achar superior. Eu acho até incômodo falar o que vou falar agora, mas sei que não é ilusão, diversas vezes as maiores atitudes de empatia e compaixão vêm das pessoas que menos esperamos. Muitas nem mesmo seguem alguma religião ou seita e vivem a empatia de forma bem mais verdadeira em suas vidas. Eu já vi muita gente que se diz religiosa ou engajada na igreja que não demonstra em seu dia a dia a empatia e a compaixão, se vestem com uma roupa de religiosas e espiritualizadas, mas na prática da vida não agem com compaixão, não vivem a misericórdia, têm dificuldade de perdoar, julgam com facilidade, etc. O Dalai Lama também está falando indiretamente dessas pessoas. É por essas e outras que eu digo e repito, mais importante do que seguir uma religião é ser um cidadão ÉTICO, essa é a base da doutrina budista e pode ser levada para todas as pessoas do mundo e que sigam qualquer religião, pois trata-se de um ensinamento universal, ou seja, transcende as religiões.

Há muito mais nas entrelinhas e nos escritos deste mestre. Reflita sobre essas poucas palavras, vendo o mundo sob a perspectiva do espaço sideral, levando a vida com leveza, e praticando a empatia e a compaixão no dia a dia…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s