A comparação é uma armadilha do ego

Por Isaias Costa

balanco

O ego humano possui muitas armadilhas, dentre elas está a COMPARAÇÃO. Só há comparação com os outros quando o ego assume o controle.

Tenho escrito sobre isso constantemente por aqui, porque sei da importância de transcendermos o ego, o que definitivamente não é nada fácil, pois ele possui uma força imensa sobre nós. Porém, garanto a você que é possível e o caminho se dá pelo autoconhecimento.

Inclusive, recentemente escrevi um texto compartilhando um excelente vídeo da terapeuta Gisela Vallin falando sobre as várias armadilhas do ego, se você ainda não leu e assistiu ao vídeo, recomendo fortemente, o link está logo abaixo…

Você se acha mais espiritual que os outros?

Em nossa sociedade voltada para o materialismo e a competição, é muito fácil se comparar com os outros. É preciso um intenso trabalho das emoções e sentimentos para não se deixar dominar por esse sistema tão massacrante e desumano. Se aprendermos a não nos compararmos com os outros e vivenciarmos nossos dias com consciência e entusiasmo, certamente poderemos fazer diferença nesse mundo.

Esse é meu desejo para você e pra mim também, é claro!

Para refletirmos de forma profunda sobre isso, compartilho algumas sábias palavras do místico oriental Osho. Leia com bastante atenção!

Existe realmente algo como um complexo de inferioridade?

Não existe nada como um complexo de inferioridade, tudo o que existe é o fenômeno do ego. E, por causa desse fenômeno, duas coisas são possíveis.

Se você é egoísta, está fadado a comparar a si mesmo com os outros. O ego não pode existir sem a comparação; por isso, se quiser realmente abandonar o ego, pare de comparar. E você ficará surpreso: para onde ele foi? Compare, e ele estará lá; ele existe somente na comparação.

Por exemplo, você está passando por um jardim e encontra árvores muito grandes. Compare: a árvore é tão grande, e você é tão pequeno. Se você não comparar, desfrutará da árvore; não haverá nenhum problema. A árvore é grande, e daí? Deixe-a ser grande! Você não é uma árvore. E existem outras árvores que também não são tão grandes, mas elas não estão sofrendo de nenhum complexo de inferioridade. Eu nunca encontrei uma árvore que sofresse de complexo de inferioridade ou de complexo de superioridade. Mesmo a árvore mais alta, um Cedro-do-Líbano, mesmo essa árvore não sofre de complexo de superioridade, porque a comparação não existe.

O homem cria a comparação porque o ego só pode ser alimentado continuamente pela comparação. Mas então você terá duas alternativas: algumas vezes se sentirá superior, e outras se sentirá inferior. E a possibilidade de se sentir inferior é maior que a de se sentir superior, porque existem milhões de pessoas: alguém é mais bonito que você, alguém é mais alto que você, alguém é mais forte que você, alguém parece ser mais inteligente que você, alguém é mais culto que você, alguém é mais bem sucedido que você, alguém é mais famoso, alguém é isso, alguém é aquilo – se você continuar se comparando a milhões de pessoas, vai acumular um grande complexo de inferioridade.

Isso não existe; é criação sua. Os mais loucos sofrem complexo de superioridade. Eles são tão loucos que, quando comparam, não percebem que existem milhões de pessoas que são diferentes de muitas maneiras e superiores de muitas maneiras. Estão tão obcecados com o ego que permanecem fechados para qualquer coisa que seja superior: eles sempre olham para o inferior.

Dizem que as pessoas gostam de encontrar alguém que é, de alguma maneira, inferior a elas; isso as sustenta. As pessoas gostam que alimentem seu ego. Os mais loucos sofrerão de complexo de superioridade, porque sempre escolherão aquelas coisas que os fazem sentirem-se superiores. Mas eles sabem que estão pregando uma peça. Como enganar a si mesmos? Sabem que escolheram apenas aqueles pontos que os fazem sentir-se superiores; sabem o que não escolheram.

Isso está lá, à margem; e eles estão perfeitamente conscientes disso. Portanto, seu complexo de superioridade é sempre abalado. Está construído sobre a areia; a casa pode desabar a qualquer momento. Eles sofrem de ansiedade porque construíram uma casa sobre a areia.

Jesus diz: não construa sua casa sobre a areia; encontre uma rocha.

A pessoas sofrerá de complexo de inferioridade, porque olhará tudo à sua volta, estará disponível a tudo o que estiver acontecendo à sua volta e começará a colecionar ideias de que é inferior.

Mas ambos são sombras do ego, dois lados do ego. A pessoa superior, no fundo, carrega um complexo de inferioridade, e a pessoa que sofre de complexo de inferioridade, no fundo, carrega um complexo de superioridade; ela quer ser superior.

Apenas imagine que a terceira guerra mundial aconteceu e que todos desapareceram da Terra, e que você, que fez essa pergunta, foi o único a sobreviver, sentado no Koregaon Park, em Puna… Você é superior ou inferior? Você é simplesmente você mesmo, porque não haverá mais ninguém com quem se comparar.

O místico é um dos que simplesmente sabem disso, sabe que ele é ele mesmo. Vive sua vida de acordo com sua própria luz, cria seu próprio espaço, tem seu próprio ser. Ele está profundamente contente consigo mesmo, porque sem comparação você também não pode estar descontente. E ele não é egoísta, não pode ser – o ego necessita de comparação, o ego se nutre da comparação. Ele simplesmente faz suas coisas. A rosa é a rosa e o lótus é o lótus, e uma árvore é muito alta e outra é muito pequena – mas tudo é como é.

Apenas tente enxergar por um único momento sem comparação. E, então, onde está a superioridade e onde está a inferioridade? E onde está o ego, a fonte de tudo isso?

  • Breve reflexão em áudio sobre esse tema [link aqui]

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s