Não tenha dúvidas nem demais nem de menos

Por Isaias Costa

dúvidas

Eu tenho buscado cada vez mais atingir o equilíbrio nas coisas que faço, o que é um exercício bastante exigente e requer a busca constante e incessante pelo autoconhecimento.

Estava refletindo sobre a DÚVIDA e quero compartilhar com você uma visão bem interessante sobre o CAMINHO DO MEIO, ou seja, o ideal é que não tenhamos dúvidas nem demais e nem de menos. Vou explicar.

Se você foi uma pessoa que tem dúvidas demais, vai acabar sendo excluída do convívio com as pessoas, vai acontecer com você aquela palavra esquisita que quase ninguém sabe o significado, ostracismo.

Uma pessoa que duvida de tudo é alguém que não tem muita segurança. A dúvida até certo ponto é boa, denota sabedoria e discernimento, porém, quando ela se torna exagerada leva a pessoa a ficar travada e não fazer nada com consistência, entende?

Como é que eu posso fazer um bom trabalho, seja ele em que área for, se for tomado por uma dúvida imensa? Não vai funcionar, concorda? Eu vou ficar pensando no futuro: “E se?”, “Será?”… ou no passado: “Alguém já fez isso antes?”, “Eu me preparei bem para isso?”, “Tenho conhecimento suficiente?”…

A dúvida na medida certa faz você pensar no leque de possibilidades que tem e acabar escolhendo aquilo que será melhor, que dará menos trabalho e que beneficiará o maior número de pessoas. Esse é o ponto ideal, o ponto de equilíbrio, o caminho do meio, que só se atinge com bastante determinação…

O outro extremo são as pessoas que praticamente não duvidam de nada. Essas são aquelas pessoas cheias de certezas, com suas verdades absolutas. Quem me lê frequentemente já deve ter percebido que sou bem diferente disso. Uma das minhas maiores referências é o grande Raul Seixas: “Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo…”.

As pessoas que não tem dúvida de nada são as chamadas TEIMOSAS. Você conhece alguém assim? Eu conheço muitas! A teimosia só leva a pessoa a ter desgastes nos relacionamentos, a perder oportunidades de emprego, a não ser vista pelas pessoas como alguém confiável, a ter uma saúde física comprometida etc. Enfim, a teimosia é uma coisa séria e que precisa ser muito bem analisada e trabalhada para que a pessoa tenha mais equilíbrio na vida.

E você? Como está nessa balança? Está no grupo dos indecisos, que ficam adiando tudo para amanhã? Está no grupo dos teimosos, que acham que já sabem de tudo e fazem tudo da melhor maneira possível? Ou está buscando a sabedoria, para ficar no caminho do meio?

Eu estou buscando o caminho do meio e esse pequeno texto é apenas para lhe instigar a buscar isso também!

Boas reflexões…

* Sugestão de leitura

A arte da dúvida

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s