É ruim ser ingênuo?

Por Isaias Costa

menina_com_uma_borboleta_no_nariz

Eu acho essa pergunta tão interessante, sabia? Talvez você se surpreenda com esse texto, pois ele traz uma perspectiva bem diferente da qual estamos acostumados.

Se eu fizer essa pergunta aqui no Brasil, creio que recebei um sonoro SIM de pelo menos uns 95% das pessoas!

Mas sabe o que eu digo a você? NÃO! NÃO É RUIM. Vou explicar!

Gosto de conhecer as raízes das palavras. Sabe o que significa “ingênuo”? Aquele que está de acordo com os genes. É a mesma raiz da palavra “Gêneses” da bíblia, ou “Genética” da Biologia!

Ou seja, significa princípio, início, criança, natureza primordial!

Bem bacana não é? As pessoas, de um modo geral, pensam que ser ingênuo é ser infantil, ser bobo, ou no modo mais popular ainda, “ser besta”.

Isso não tem nada, absolutamente nada a ver, com você ser ingênuo.

Ser ingênuo é você ter a coragem de ser você mesmo! Sem máscaras. Sem subterfúgios. Sem complexos de superioridade ou de inferioridade. Sem travas internas. Sem preconceitos ou julgamentos alheios, e por aí vai…

Será que é fácil ser ingênuo? Garanto a você que não! A gente paga um preço muito alto ao fazer essa escolha.

Realmente, como a nossa sociedade vive em um desequilíbrio sem medidas, muitos acham perigoso ser ingênuo. Eu não! Acho uma aventura! Faz a vida ter um gostinho especial! Rsrsrsrs

A ingenuidade está completamente atrelada ao AMOR. Lendo bastante sobre os grandes mestres, principalmente o mestre Jesus Cristo, consigo perceber que ele era ingênuo.

Eu tento, na medida do possível, me espelhar nele e na sua sabedoria. Essa é a grande questão. Para ser ingênuo de verdade, é preciso antes de tudo buscar o AMOR PRÓPRIO.

Quando você se ama, passa a ter o potencial para amar de forma plena as outras pessoas. Lembra a frase? “Amai ao próximo como a ti mesmo”?

Jesus queria falar sobre esse transbordamento em amor. Ele tinha um amor tão grande, tão imenso por ele mesmo, que ele espalhava esse encanto por onde andava. As pessoas olhavam para ele e se sentiam atraídas pela sua aura de paz.

Infelizmente, não foi isso que nós aprendemos sobre ele. As religiões ensinaram algo bem diferente. Elas vêm, em sua maioria, ensinando que devemos aprender com os sofrimentos, que eles são necessários, que o pecado se alastra e vem desde que nascemos, somos herdeiros do pecado de Adão…

Será que é isso mesmo? Quando leio as passagens bíblicas não vejo nada disso em Jesus. Quando leio sobre Buda, sobre Yogananda, o Eckhart Tolle, o Osho e muitos outros iluminados, nenhum deles, acredite! Nenhum fala sobre o sofrimento ser necessário.

Ele não é! Ele é uma criação nossa. Nós criamos os nossos sofrimentos e depois sempre tentamos encontrar culpados. Pode? Se quiser ler um pouco mais sobre isso, compartilho algumas palavras inspiradoras do místico Osho. Vale a pena dar uma lida…

Você cria seus próprios problemas

Esse é um ponto bem interessante. Ao contrário do que você pensa, quem é ingênuo não fica comprando sofrimento para si! Ficou chocado? É! Levei um tempo danado da minha vida para entender isso!

Aí que vem a sabedoria! A verdadeira ingenuidade nos faz sermos mais RECEPTIVOS. Nós passamos a observar mais as pessoas e a entrarmos nos seus mundos de uma maneira bastante sutil. Aí então, quando sentimos que a outra pessoa está de alguma forma invadindo a nossa individualidade, nessa hora dizemos! Espera! Não é por aí não! Vamos esclarecer as coisas?

Ser ingênuo requer um mergulho no autoconhecimento para você identificar bem quais são suas qualidades e defeitos, de forma a buscar melhorar as qualidades e se trabalhar quanto aos defeitos.

Jesus dizia: “Quem não se fizer como uma dessas criancinhas, não entrará no reino dos céus”.

Essas são palavras simbólicas. Ele não quis dizer para ser infantil, como muitos pensam, ele quis dizer ser INGÊNUO, que nas palavras mais bonitas que eu conheço, quer dizer o seguinte: VOCÊ ESTAR NA SUA ESSÊNCIA.

Agora você entende melhor porque as pessoas acham ruim ser ingênuo? Porque o número de pessoas que vive a partir da sua essência é mínimo. Nós temos várias crostas de medos, de traumas da infância, de condicionamentos, de crenças negativas adquiridas…

Enquanto não trabalharmos tudo isso dentro de nós, a ingenuidade se torna cada vez mais difícil ou até mesmo uma utopia!

Agora é engraçado que são poucas as pessoas que tem coragem de encararem a si mesmas para fazerem esse mergulho.

Eu vou lhe confortar, tá bem? Dá muito medo! Pode ter certeza. Às vezes fico com medo de mim mesmo ao olhar para as minhas sombras. Mas pense comigo! Se eu procuro jogar luz sobre as minhas sombras, nesse local sombreado passará pouco a pouco a existir luz, concorda?

Esse é o processo de iluminação! Que todos os mestres ensinam.

O caminho para ser ingênuo é o caminho da ILUMINAÇÃO. Eu quero seguir por ele! E você?

Sei que estou engatinhando nesse processo. Caio, levanto, caio de novo, levanto outra vez. Faço uma besteira aqui, outra ali, magoo alguém! Mas sei que tudo isso é para aprender, para me tornar alguém melhor.

Espero que tenha gostado dessas palavras e que você reflita com carinho sobre elas! Acredite! Ser ingênuo vai fazer de você um ser humano diferenciado nessa sociedade tão cheia de desequilíbrios…

 

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

3 Respostas para “É ruim ser ingênuo?

  1. Thaynara Moreira

    Ameiii ❤ 👏👏

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s