Entendendo a solidão

Por Isaias Costa

Nós estamos vivendo o século da solidão. Nunca a tecnologia avançou tanto e ao mesmo tempo o ser humano nunca se sentiu tão vazio interiormente. O tema da solidão é de uma complexidade muito grande e o que eu vou falar hoje levei muito tempo para começar a entender.

solidao-1

Vou iniciar com uma passagem de um escritor australiano que fala sobre a dimensão da solidão, o escritor Morris L. West. A passagem diz o seguinte: “Custa tanto ser uma pessoa plena, que muito poucos são aqueles quem têm a luz ou a coragem de pagar o preço… É preciso abandonar por completo a busca da segurança e correr o risco de viver com os dois braços. É preciso abraçar o mundo como um amante. É preciso aceitar a dor como condição da existência. É preciso cortejar a dúvida e a escuridão como o preço do conhecimento. É preciso ter uma vontade obstinada no conflito, mas também uma capacidade de aceitação total de cada consequência do viver e do morrer…”.

Esta passagem é de uma profundidade extrema. Sabe uma palavra que praticamente resume o que ele está querendo dizer? MÁSCARAS. O nosso mundo moderno está cada vez mais infeliz porque as pessoas vivem com as suas máscaras, mostrando uma faceta diferente em cada local que adentra. Ter muitas máscaras é algo muito doloroso para o coração, porque você vai perdendo o que tem de mais precioso, VOCÊ MESMO, a sua IDENTIDADE. As pessoas olham para você, mas não sabem com quem estão lidando, porque você cria consciente ou inconscientemente uma barreira para elas. Isso é a solidão lá na sua raiz meus amigos. A maior solidão que existe é esta de você já não saber mais nem quem é, aquela solidão que lhe faz perder a identidade. É muito triste isso, mas tem se tornado cada vez mais comum. Estamos vivendo como estranhos e essa é a principal mensagem que quero deixar, levei muitos anos para poder compreendê-la. A solidão pode ser curada a partir do momento em que você cria VÍNCULOS SINCEROS E PROFUNDOS com alguém. Quando você se mostra tal qual é, sem nenhuma máscara e nenhum fingimento. Quando você olha para esta pessoa e ela já sabe de todos os seus defeitos e qualidades e mesmo assim não desiste de você. Eu acredito que o principal remédio para curar a solidão se chama SINCERIDADE. Eu quero convidá-los a buscar a verdadeira sinceridade, a não ser como um camaleão. O mundo já tem camaleões demais. O que eu mais quero nessa vida é poder assumir as minhas misérias e mazelas e mesmo assim ter alguém para olhar para mim com olhos de amor e de aconchego. Eu tenho pessoas assim na minha vida, mas elas não caíram do céu. Eu tenho essas pessoas porque me mostro para elas como sou, sem máscaras.

solidao (1)

Outra frase que li vem explicar porque as pessoas são tão solitárias. Uma frase de um escritor brilhante chamado John Powell que diz: Tenho medo de lhe dizer quem sou porque, se eu lhe disser quem sou, você pode não gostar e isso é tudo o que tenho”. Eu me identifiquei demais com essa frase e posso afirmar que ela é muito verdadeira. Agora vou falar uma coisa pessoal para mostrar a realidade dessa frase. Eu tenho amigos, mas eu não tenho tantos amigos assim. Hoje eu entendo porque existem tantas pessoas que não me querem por perto. Elas não querem porque não conseguem conviver com a minha sinceridade. Eu sempre fui muito sincero e se tiver que dizer alguma coisa que possa chegar a ferir alguém eu sou capaz de dizer por causa da minha sinceridade. Inclusive eu já perdi amigos por causa disso. Eu mexi nas suas feridas apodrecidas e eles vieram me dar coice. Tudo bem! Não me importo com isso. Pouquíssimas são as pessoas que se mostram humildes e abertas ao diálogo para falarem das suas mazelas. Eu tenho procurado não ser assim. Não tenho medo de falar dos meus erros e defeitos, sei que tenho muitos. E isso me faz viver de um jeito muito melhor. Eu sempre posso contar com as pessoas que me são mais chegadas, porque elas conhecem a minha realidade e estão dispostas a me ajudar.

solidao

Esse tema é extremamente vasto, o que eu falei aqui, acho que pode ser comparado até com a relação entre o núcleo atômico e o átomo em si, existe infinitamente mais a ser falado sobre ele. Vamos nos tornar mais transparentes e sinceros. Essa atitude na vida pode ajudar a dar um basta em toda essa solidão que vem se alastrando pelo mundo…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s