Pessoas e lugares kriptonitas

Por Isaias Costa

Acho que todos devem saber o que acontece com o Clark Kent quando ele se aproxima de kriptonita, não é mesmo? Ele perde todos os seus poderes. Na vida real acontece a mesma coisa. Só que ao invés da kriptonita, o que causa o mesmo efeito são algumas pessoas e alguns lugares.

Quem nunca passou pela situação de estar super bem humorado e de uma hora para outra mudou totalmente o seu estado? Muitos não entendem porque isso acontece, mas existe uma explicação. Essa explicação está na ENERGIA. Tudo no universo é energia. Como o próprio Einstein provou, tudo que tem massa tem energia. Essa energia tem muita influência sobre nós, positiva ou negativamente.

Cada um, de acordo com sua própria individualidade, vai reagir de modo diferente em determinado lugar. Todos nós conhecemos lugares que nos deixam incomodados. Isso é normal, isso acontece porque esse lugar tem uma energia que não tem compatibilidade com a sua. Se isso acontecer, o ideal é ficar o máximo distante deste local possível, mas sei que, por muitas vezes, pode ser quase impossível. O que fazer então nesse caso? Tentar criar o seu espaço, de um jeito que ele tenha a sua energia, mesmo que seja um cubículo minúsculo, isolado dos outros. Caso seja no seu local de trabalho, tente fazer isso. Se não for possível, pense seriamente na possibilidade de trabalhar em outro lugar. Isso é sério. Você trabalhar em um local que faz se sentir mal, só quem sai perdendo é você mesmo. É só questão de tempo para que fique doente e com depressão, e cuidar disso vai ser muito mais difícil e trabalhoso do que trocar de emprego.

Algumas pessoas também nos afetam profundamente, tanto para o bem quanto para o mal. O conselho é simples e óbvio. Fique o máximo possível perto das pessoas que te fazem se sentir bem, útil, importante, valorizado. E o máximo possível longe das pessoas deletérias. Que te fazem se sentir um lixo, que invejam a sua felicidade, que te dizem palavras grosseiras. Você, definitivamente, não precisa dessas pessoas por perto. Não importa quem seja. Pode ser um parente seu. Se ele não te faz se sentir bem e feliz, fique longe dele. Você não vai estar cometendo nenhum pecado, nem sendo desrespeitoso, nem nada parecido. Você vai estar dando uma bela oportunidade a si mesmo de viver feliz e sereno.

Vou falar de uma coisa que aconteceu comigo. Foi a junção das duas kriptonitas (pessoas e lugares), que vieram até mim em doses cavalares. Quando estava cursando Física, eu convivia com pessoas totalmente diferentes de mim. A grande maioria tinha valores e sonhos totalmente diferentes dos meus. Os professores eram muito diferentes do que eu imaginava antes de entram para o curso e eu sentia uma energia pesada no ar. Com o passar do tempo isso foi me afetando muito, até chegar ao ponto de explodir e eu dizer. “Não aguento mais! Já chega!”. Foi aí que decidi sair da Física. Claro que eu me formei, quando passei por essa experiência estava muito perto de concluir o curso. Não ia “jogar tudo pro ar”. Pensei na possibilidade de me formar e fazer mestrado em outra área, em outro curso. Foi justamente o que fiz. Mudei para a Engenharia Mecânica, e hoje me sinto infinitamente melhor. Estou em um ambiente legal e com pessoas legais.

É essa a mensagem que quero deixar a todos hoje. Procurem sempre estar em lugares que lhes façam bem, e com pessoas que lhes façam bem. A sua vida será plena, e você vai sempre acordar pela manhã com aquele sorriso no rosto. Vai estar sempre muito disposto a estudar ou trabalhar. Porque seu trabalho te deixa feliz, faz você se sentir em paz, leve, realizado.

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

3 Respostas para “Pessoas e lugares kriptonitas

  1. Físico bebo, mas normal

    manda esse seus amigos tomar cachaça que ele vão ficar tudo normal.
    nós já testamos na UECE e funcionou.

  2. Lúcia

    Muito oportuno esse texto! Muito verdadeiro!
    Eu,mesma senti na pele,todas estas energias ruins,à minha volta,durante um período grande de minha vida,dentro de minha própria família.
    Até que amadureci e resolvi me afastar de quem não me fazia bem.
    Como você bem colocou,melhor nos afastarmos do que viver com a presença constante de quem só nos faz mal.
    Afinal,como consta em outro texto de outra página: Temos que ser o milagre em nossa vida! Nossa felicidade só depende de nós!
    Abraços e obrigada pelos belos textos!…

  3. Lúcia

    Corrigindo: Obrigada,pelos belos textos!…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s