Palavras convencem! Testemunhos arrastam!

Por Isaias Costa

É com muito orgulho que hoje vou contar uma bela história de superação de um grande amigo, que de vez em quando visita a minha casa. Não vou citar o seu nome para não expor a sua individualidade na internet.

Ele veio de uma família que nunca zelou pelo amor e cuidado. Ele cedo foi jogado nas ruas. Seu pai era separado da mãe. Ela não tinha condições financeiras, muito menos emocionais de manter os filhos, então resolveu abandoná-los. Nessa época ele deveria ter em torno de uns 8 anos. Ele ficou completamente sem chão. Pedia ajuda nas casas para comer, pedia roupas, calçados, o mínimo para não morrer de fome. Foi nessa época que ele conheceu a minha mãe e a minha família. Minha mãe o acolheu como um filho e pouco a pouco fomos conhecendo o ser humano especial que tinha acabado de entrar nas nossas vidas.

Ele não queria passar a vida inteira vivendo como um Zé ninguém. Não queria depender da boa vontade de alguns poucos em ajudá-lo, então teve a sua primeira experiência profissional. Foi ser engraxate. Com alguns poucos trocados que ele conseguiu, comprou um caixote, uma lata de graxa, uns dois ou três lenços e foi para as ruas ganhar o seu sustento. Ele vestia roupas usadas minhas e dos meus irmãos e conseguia o mínimo para sobreviver. Nessa época aconteceu uma grande tragédia. O seu irmãozinho mais novo, que também o ajudava a engraxar sapatos, morreu atropelado. Mais uma vez o mundo desabou sob os seus pés. Ele precisou de muita força interior para vencer isso. Agora ele estava só no mundo. Tudo que viesse a enfrentar teria que enfrentar sozinho…

Sua primeira experiência profissional

Sua primeira experiência profissional

Em questão de pouco tempo foi ficando difícil pra ele continuar como engraxate, porque outros garotos também competiam no mesmo espaço que ele. Então resolveu vender amendoins na praia. No início foi ótimo, ele conseguiu faturar algum dinheiro e pôde comer com mais dignidade. Mas aconteceu o mesmo que antes. Vários outros garotos também apareceram para competir com ele.

Na sua adolescência ocorreu um fato que é uma verdadeira lição de vida. Ele estava tão desesperado, achando que não ia sobreviver, que então pela primeira vez na vida resolveu roubar. Mas nesta primeira tentativa foi apanhado por policiais, levou uma grande surra deles e foi liberado. Ele sentiu uma vergonha inimaginável e com o corpo coberto de hematomas concluiu algo muito sábio e que compartilhou comigo e minha família. Ele disse: “Eu não nasci para ser ladrão. Nasci para ser alguém na vida, e é isso que vou ser!”. Esta foi a primeira e a última vez que ele tentou roubar. Deste dia em diante seguiu somente o caminho da retidão completa…

Depois ele foi trabalhando em bicos e mais bicos para se sustentar. Trabalhou como almoxarife, auxiliar de mil e uma coisas, e por aí vai. Nunca teve oportunidades de crescer nos estudos. Mas o tempo foi passando e ele foi crescendo, sempre com aquele sonho de se superar e conseguir crescer na vida. Trabalhou em supermercados, e chegou até a trabalhar como serviços gerais em uma escola particular.

No almoxarifado

No almoxarifado

Quando ele estava na faixa dos 22 anos, conversando com a minha mãe ele disse para ela que tudo que queria era encontrar uma mulher que o ajudasse a crescer na vida, que o amasse e estivesse do seu lado para o que desse e viesse. Minha mãe disse a ele o que sempre disse para mim: “Meu filho! Coloque nas mãos de Deus e confie! Que na hora de Deus ela vai aparecer!”. Ele acolheu esse ensinamento em seu coração e em pouco tempo começou a namorar uma garota que veio a se tornar a sua esposa. Ela veio como que “por encomenda”, veio com todas as qualidades que ele tanto sonhava em ver na garota dos seus sonhos.

Eles se casaram como no dito popular, “com a cara e a coragem”. Não tinham nada. Foram morar de aluguel em um casebre minúsculo. Tinham apenas uma cama velha e rangente, dada como doação de um amigo. Depois de pouco tempo ele teve que jogar a cama fora e ficou apenas com o colchão. Ele juntou a sua renda com a da esposa e começou a pensar em se estruturar. Nesse tempo ela engravidou e veio o filho deles. Os dois lutaram muito para se manter e manter o seu filho. Ele sempre vinha até nossa casa com muita alegria pelo seu filho. O amor que ele não recebeu dos pais foi totalmente transformado em um amor infinito pelo seu filho. Eu acho muito emocionante isso.

Hoje em dia ele está trabalhando por conta própria, está aprendendo a cozinhar diversas coisas e vende por encomenda, ou sai nas ruas para vender, ou em eventos públicos, etc. Está fazendo cursos oferecidos pelo governo e está pagando uma escola particular para o seu filho que tem apenas dois anos. Ele disse para minha mãe: “Eu quero dar para o meu filho a educação que eu nunca tive!”. Isso é muita sabedoria minha gente! Sabedoria real. Eu sou prova disso. E ele tem vários planos para o futuro, pensa em abrir sua própria lanchonete com o nome do seu filho e eu acredito que muito em breve ele vai conseguir isso.

A lanchonete que virá em breve...

A lanchonete que virá em breve…

Acompanhei a sua história desde sempre. Eu era só um garotinho brincalhão quando ele surgiu na minha casa, e posso afirmar que aprendi a ser muito mais humano com o seu exemplo de vida. Um jovem como ele é muito raro de se ver no mundo de hoje. Poderia ter se perdido no mundo do crime ou da marginalidade, mas bateu na porta que se abriu como um céu e o ajudou a encontrar um sentido maior para sua vida.

Enfim amigos. Eu contei apenas pequenos trechos de sua vida cheia de grandes lutas e vitórias. Se a sua história fosse contada na íntegra daria um livro enorme.Vamos aprender a agradecer pela nossa vida. Nós temos tudo e ainda assim continuamos a reclamar. Quero ressaltar que não inventei uma única palavra neste texto, é tudo real, conta a história de vida de um rapaz que superou todos os seus limites para conseguir chegar aonde chegou. Sempre que ele vem a casa da minha mãe, não é para pedir nada, mas para agradecer por sermos tão importantes na sua vida. Vamos aprender com essa história real. Palavras convencem! Testemunhos arrastam!…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s