Escravos do medo

Por Isaias Costa

medicos-cubanos-brasil

Hoje eu serei bem duro com as palavras e não me importo se alguém discordar de mim ou se ofender. Ontem eu li uma reportagem que me deixou absolutamente indignado, ela falava sobre os médicos cubanos que vieram para o Brasil e foram recebidos com vaias e xingamentos por parte de um pequeno grupo de médicos de Fortaleza, no Ceará. Esta é a reportagem, escrita pelo jornalista Aguirre Talento:

Médicos cubanos foram vaiados, hostilizados e chamados de “escravos” por médicos brasileiros que fizeram um protesto na saída do primeiro dia do curso para o programa Mais Médicos, do governo federal, em Fortaleza.

Liderado pelo Simec (Sindicato dos Médicos do Ceará), o grupo de brasileiros se reuniu a partir das 18h na saída da Escola de Saúde Pública com uma faixa exigindo a aplicação de prova para a revalidação de diploma dos estrangeiros.

Foi no mesmo horário marcado para uma solenidade de acolhimento dos médicos estrangeiros, com a presença de representantes do Ministério da Saúde. Havia no local 96 médicos estrangeiros, sendo 79 cubanos.

Houve um princípio de confusão quando os médicos brasileiros tentaram entrar no prédio da escola e seguranças trancaram a porta. Durante a solenidade dentro do auditório, era possível ouvir os gritos dos manifestantes, que cercaram todas as saídas do prédio.

“Fecharam as portas para os médicos do Brasil e abriram as portas para os médicos de Cuba”, afirmou José Maria Pontes, presidente do Sindicato dos Médicos.

Quando a solenidade terminou, por volta das 20h, os manifestantes continuavam do lado de fora da escola e começaram a bater com força nas paredes de vidro do prédio, ameaçando quebrá-las. O grupo de médicos estrangeiros ficou preso dentro do prédio, sem poder sair para os alojamentos. O governo convocou reforço policial e carros da Polícia Militar chegaram ao prédio.

Os cubanos se mostravam assustados e ficaram parados próximo à porta, sem poder sair. Por fim, representantes do Ministério da Saúde resolveram sair do prédio e enfrentar os manifestantes, acompanhados pelos médicos estrangeiros.

A saída foi tensa. O grupo foi recebido com gritos de “revalida” e os cubanos foram chamados de “escravos”. Os médicos gritavam ao pé do ouvido dos estrangeiros que saíam do prédio e exibiam semblante assustado.

Os ânimos se exaltaram quando o secretário de gestão estratégica e participativa do Ministério da Saúde, Odorico Monteiro, que representava o ministro Alexandre Padilha, saiu do prédio. Foi recebido aos gritos de “traidor” e recebeu alguns leves tapas de alguns médicos, que o seguiram até ele entrar no carro que o tirou do local.

Havia também um pequeno grupo, de cerca de 20 pessoas, que se manifestava a favor de Cuba, com a bandeira do país. Eles criticavam os médicos brasileiros, chamando-os de mercenários.

Esse grupo de médicos chamou os médicos cubanos de “escravos”. Será que eles sabem o significado dessa palavra? Ela significa: Que ou quem está sob o poder absoluto de um senhor que o aprisionou ou o comprou.
Que ou quem está na dependência de outro.
Que ou quem é presa de um sentimento, de um princípio
.

O significado perfeito para esses médicos medíocres é o último: Que ou quem é presa de um sentimento, de um princípio. Esses médicos que xingaram os cubanos são exatamente isso, presas de seus próprios sentimentos de medo, insegurança, desequilíbrio psicológico etc, são escravos do medo. Por que? Muito simples! Somente agride e destrata uma pessoa quem não tem plena consciência de suas virtudes, seus talentos e suas competências.

Eu fiquei refletindo sobre esse acontecimento e lembrando as palavras do grande Renato Russo: “O sol nasce pra todos, só não sabe quem não quer…”. Essa frase é de uma profundidade incrível, mas poucos são os que param para refletir a seu respeito. O que o Renato quis dizer com ela é que todos nós temos as mesmas oportunidades e as mesmas condições de crescer na vida e ser bem sucedido, só não sabe disso quem vive no seu mundo coberto de medos, ressentimentos, complexos de inferioridade etc. A outra mensagem que ele quis transmitir é sobre os talentos individuais de cada um. Esse sol se chama talento e todos têm esse brilho próprio e único, só não descobri e desenvolvi esse brilho quem não quer. E para finalizar, como o sol nasce para todos, não precisa ninguém apagar o brilho de ninguém, porque isso só mostra pequenez de alma e de consciência. É por essas e outras que sou fã do Renato Russo. Um homem extraordinário e com uma sensibilidade extremamente aguçada.

É preciso falar também sobre um mal que ainda faz parte da vida de muitos brasileiros. A xenofobia. O que isso significa? É a aversão aos estrangeiros, e ligado a isso está um enorme racismo, preconceito e discriminação. Atitudes e comportamentos de gente pequena e inconsciente. Esses médicos com certeza não sabem o grande valor da EMPATIA, que é você se colocar na posição do outro e ver também sobre a sua perspectiva. Pense em você? Você gostaria de ser bem recebido em um país estrangeiro? Imagine-se chegando e sendo chamado de escravo, de incompetente? Como você se sentiria? Foi isso que fizeram com nossos irmãos cubanos! Meus amigos! Já está passando da hora de desenvolvermos atitudes e comportamentos mais nobres, de pessoas mais conscientes. Chega de tantos preconceitos! Isso macula as pessoas e o nosso país, que é tão rico e ao mesmo tempo cheio de pobrezas de ordem política, administrativa, psicológica e social. Para que você reflita um pouco mais sobre esse preconceito velado que assola o nosso país, deixo a bela música “Racismo é burrice” do grande Gabriel, o Pensador!

Também me lembrei de um dos meus mentores. O empresário Flávio Augusto. Eu tenho certeza absoluta que ele abominou a atitude desses médicos medíocres, porque ele sabe melhor do que ninguém que, se você é muito bom no que faz, seu emprego é mais do que garantido e você não precisará bajular nem se humilhar para ninguém para consegui-lo, nem ficar com medo de perder a sua vaga ou não ser contratado, porque seu brilho, seu sol, sua luz interior, brilhará tão forte, que absolutamente ninguém tomará o seu lugar. Eu já falei aqui que todos nós podemos ser empreendedores, e me considero um empreendedor. Não sou rico nem tenho uma conta bancária cuspindo dinheiro, mas procuro ser um cidadão ético e respeitoso. Quer se juntar ao grupo dos GV’s? O grupo das pessoas que pensam fora da caixinha? Vou lhe fazer o convite para entrar para a página “Geração de Valor”. A melhor página do facebook, na qual eu me alimento todos os dias de pensamentos elevados de um grande ser humano chamado Flávio Augusto!

https://www.facebook.com/CanalGeracaodeValor

https://paralemdoagora.wordpress.com/2013/06/11/empreender-e-para-todos/

Enfim! Esses médicos têm o meu repúdio! Eu espero que se algum médico chegar a ler esse texto não fique com raiva de mim, mas pare e pense fora da caixinha! Faça uma lavagem cerebral e se livre dos preconceitos, da xenofobia. Procure ser o melhor profissional possível, e acima de tudo, seja ético e respeitoso…

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “Escravos do medo

  1. Maravilhosamente bem dito!!!! Tudo dito!!!! Tanto na musica do Gabriel como na sua reflexão, Isaias!! Gosto muito! Infelizmente, isto são sinais, não do fim do mundo, mas do mundo do fim!!!! O mundo precisa de tomar consciência de que precisamos de uma mudança total da nossa mente! Saber que, se não amarmos e respeitarmos o nosso próximo, também não seremos amados e respeitados por ele!…

    • Muito obrigado Margarina! O mundo precisa voltar o seu olhar para as coisas belas e simples. Esse é o caminho para a elevação do nível de consciência global e da libertação de todo tipo de preconceito! Eu acredito muito nessa sociedade e isso me motiva a escrever e levar algumas pessoas a refletirem sobre esses grandes temas! Abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s