Desenvolva o prazer de ler e não o hábito

Por Isaias Costa

lendo

Quem me acompanha aqui no blog, sabe que sou fã de carteirinha do mestre Rubem Alves, que tanto me inspira a escrever.

Lendo seus textos, me deparei com um pensamento que concordo plenamente e farei uma breve reflexão a partir dele.

*************

“Lê-se pelo prazer de ler. Por isso, refugo quando pessoas falam sobre a importância de desenvolver o hábito da leitura. Hábitos são comportamentos automatizados que nada têm a ver com prazer. Lê-se pelo mesma razão que se dá um beijo amoroso: porque é deleitoso, porque dá prazer ao corpo e alegria à alma…”

Rubem Alves

*************

Eu concordo plenamente com ele. Hoje em dia se fala exaustivamente sobre os hábitos, tem até um livro best-seller sobre isso: “O poder do hábito”, de Charles Duhigg. Mas hábitos estão relacionados com a nossa PRODUTIVIDADE, com nossas responsabilidades, ou seja, nossa capacidade de gerar respostas!

É preciso dissociar tudo isso da leitura, porque dessa forma ela pode se transformar em algo mecânico, em algo robotizado. Infelizmente, muitas pessoas já transformaram o prazer da leitura em um hábito, assim não conseguem sentir esse prazer e pior, não conseguem ser CRIATIVAS.

Eu gosto sempre de brincar com essa palavra: CRIATIVIDADE = CRIA + VIDA. Ou seja, quem é criativo cria vida para si mesmo e para os outros. Não age como um autômato, como um robô!

Cada vez mais eu quero criar vida, e só se cria vida tendo PRAZER no que se faz. E como trabalho com a escrita, preciso ter prazer com as leituras, para que elas me inspirem a escrever de uma maneira que toque o coração dos leitores, entende?

Aproveito essa colocação para fazer uma crítica ao nosso sistema educacional ainda tão arcaico. As escolas colocam os tais “livros paradidáticos” com o objetivo de estimular a leitura nos estudantes, mas elas fazem uma verdadeira ditadura: “No 1º bimestre é livro tal, no 2º aquele outro…”.

Como pode um sistema desses contribuir para que os alunos amem a leitura? Nessa hora é comum haverem as generalizações. Já ouvi tanta gente dizer assim, você nem faz ideia…

“Mas TODO MUNDO gosta de ler o Julio Verne, o Jorge Amado, a Clarice Lispector, o Drummond, o Machado de Assis?”.

Será? Eu tenho minhas dúvidas! Veja só os nomes que citei! Todos eles são de fato INCRÍVEIS e já li diversos livros de todos eles. São lindos e inspiradores!

O problema está no TODO MUNDO. Isso não existe! Sempre vai haver as pessoas que não vão gostar dos livros desses ou de outros autores famosos e não há problema nenhum nisso! Muito pelo contrário! É bom que seja assim, afinal, é muita pretensão achar que alguém pode agradar a todos, não é mesmo? Lembra o ditado popular: “Nem Jesus agradou a todos…?”. É óbvio que esse ditado pode ser estendido para a literatura.

Aproveito esse texto para propor esse exercício de HUMILDADE. Seja você quem for ou no que trabalhe, NUNCA QUEIRA AGRADAR A TODOS. Não force a barra de ninguém para fazerem o que você quer ou o que pode lhe trazer alegria e satisfação!

Digo isso me colocando! A vida me ensinou isso com maestria! Não obrigo ninguém a ler os meus textos. De jeito nenhum. Eu sempre SUGIRO. Digo mais ou menos assim: “Olha! Eu tenho um blog bem bacana no qual escrevo sobre Psicologia, autoconhecimento, espiritualidade, relacionamentos etc. Se você tiver interesse nesses assuntos é só colocar no google: ‘Para além do agora’”. E fim de papo! O assunto morre aí mesmo!

Quem se interessa de ler, simplesmente acessa e pronto. Alguns leem e gostam, outros leem uma vez depois vão ler outras coisas, outros leem metade de um texto, acham chato e nunca mais retornam e por aí vai!

Eu acho isso lindo! A educação como um todo deveria ser assim. A gente precisa ler e estudar aquilo que engrandece o nosso ser, aquilo que dá brilho aos nossos olhos, prazer ao corpo e iluminação à nossa alma.

Nessa hora é fundamental a BUSCA. Se você ainda não despertou para o prazer da leitura, eu não tenho dúvidas disso, é porque você ainda não encontrou um autor ou autora que despertasse esse prazer no seu corpo, ainda não encontrou um texto tão erótico assim!

Continue procurando, quando menos esperar você encontrará algo que vai lhe deixar super excitado ou excitada e dali pra frente a leitura será puro gozo!

Constantemente cito nos meus textos autores que com seus textos despertam esse prazer em mim. O Rubem é um deles! Ele escrevia com o desejo de ter o seu texto “comido” pelos leitores!

Descubra os autores que despertam esse desejo em você, então verá que não precisará desenvolver o hábito da leitura, porque o prazer é muito superior ao hábito…

 

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s