A mediocridade das pessoas

Por Isaias Costa

Eu estava refletindo sobre a mediocridade. Você sabe o que é ser medíocre? Muitos pensam que ser medíocre é não ter senso das coisas, ou não gostar de coisas boas e de qualidade, ou não ter sonhos e projetos de crescimento pessoal, etc. Tudo isso tem um pouco a ver sim, mas a definição de mediocridade na sua essência é: Estar no meio de alguma coisa, ou estar entre o bom e o mal. Infelizmente, a maior parte da população, não só no Brasil, mas no mundo todo, pode ser considerada medíocre. Por quê? A própria definição da palavra já diz isso. Eu adoro a forma como Aristóteles a coloca. Ele define o ser humano em três tipos: SÁBIOS, MEDIOCRES E CRETINOS. É uma definição um tanto quanto pesada, mas gosto dela. Leia esta frase dele! “Os sábios buscam a verdade, os medíocres gostam de fatos, os cretinos falam de si”. Reflita sobre essa frase…

O que caracteriza uma pessoa medíocre? Algumas características compõem os medíocres, são: imitação, rotina, viver em grupos de outros medíocres e ser submissos a chefes e patrões. Vou explicar um pouco cada uma dessas características.

São imitadores, fazem tudo que os outros dizem que é para fazer. Por quê? Muito simples. Eles pensam assim: “Os outros fazem, então deve ser uma coisa boa e eu não vou correr o risco de fracassar…”. Grande engano! Esse é um pensamento muito limitador, porque reflete medo de agir e fazer alguma coisa diferente ou arriscada. É bom de vez em quando fazer algo que seja arriscado ou fora dos padrões, porque o crescimento sempre vem com as experiências. Se você faz só o que todo mundo faz para não fracassar, que graça terá a vida? Uma das coisas que detesto são as pessoas metidas a “certinhas demais”, na realidade o que essas pessoas são é MEDROSAS, e escondem seus medos por trás de um comportamento “certinho”. Elas dificilmente vão sentir o verdadeiro sabor que a vida pode oferecer, porque são engessadas e não se abrem para novos horizontes. Detalhe! Não estou querendo dizer que fazer as coisas certas é ruim. Estou querendo dizer que ser certinho demais pode ser um problema, porque a pessoa não se abre a novas possibilidades. Um exemplo clássico são aquelas pessoas com excesso de organização em casa. Elas dizem: “Esse quadro tem que ficar a 1,60 m do chão, perto do sofá e contrastando com a pintura da parede. Nunca tire esse quadro daí, porque esse é o único lugar que ele pode ficar…”, ou “o pano da mesa da cozinha tem que ter tantos centímetros por tantos centímetros, porque se for maior fica feio e se for menor vai ficar mostrando pedaços da mesa, o que é feio também”, meu amigo, sabe o que é feio? Ficar perto de alguém tão chato como você! Ninguém merece um “pé no saco” desses por perto.

Os medíocres não têm a sua própria atitude. Se dizem, “Escuta aquela música ali que é boa!”, ela vai lá e escuta, sem nem prestar atenção na letra. Ou dizem: “Compre aquele livro que ele é bom!”, mais uma vez ela vai lá e compra. Ou dizem “Compra aquela roupa, porque ela tá na moda!”, ela vai lá e compra, fica ridícula nela, mas tem que comprar, porque tem que ser igual a todo mundo. Ou dizem: “vota naquele candidato tal que ele é bom!”, a pessoa vai e vota nele, só depois que passa as eleições ela percebe o ladrão sanguessuga que votou, quando já é tarde demais e não se pode mais voltar atrás.

cansado

São submissos aos seus chefes e patrões. Isso é uma triste realidade da vida. Muitos chefes e patrões são verdadeiros empreendedores e acima de tudo, são muito espertos. Esses sabem quem são os medíocres e utilizam deles para o seu maior crescimento. Muitos dos medíocres não pensam em crescer na vida e se contentam com pouco, eles são alvo fáceis dos caras espertos, que colocam os medíocres para trabalhar com uma coisa que vai lhes render muito dinheiro, enquanto os empregados ficam com as migalhas. A característica de viver em grupos de outros medíocres entra aqui, os patrões tem a vida deles como que em um “universo paralelo”, no qual nenhum dos seus empregados tem acesso, ou seja, tem a divisão do grupo dos patrões e dos medíocres.

articles-6971

O caminho para o sucesso

Empreendedorismo e acomodação

Enfim. Vamos refletir sobre a mediocridade! Será que você quer passar a vida inteira fazendo o que todo mundo faz? Você vai querer ser lembrado como alguém que fez diferença no mundo ou como “só mais um na multidão”? Eu quero e estou lutando para não ser só mais um na multidão e quero encorajá-lo a fazer o mesmo. Busque cada vez mais ATITUDE. Queira se aperfeiçoar, ler coisas diferentes, conhecer povos diferentes, culturas diferentes, comidas diferentes, paisagens diferentes, línguas diferentes, etc. Vamos procurar a EXCELÊNCIA, que é uma das palavras mais bonitas para contrapor a mediocridade…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios

19 Comentários

Arquivado em Uncategorized

19 Respostas para “A mediocridade das pessoas

  1. osvaldo

    Gostei Isaias, mas acho que tu focou muito na questão profissional e financeira, tipo existem várias pesoas que se esforçam bastante na área profissional, até mesmo empreendedores que alcançaram uma boa condição de vida, que não deixam de serem medíocres por isso. Penso que seria interessante tu fazer um outro texto abordando o lado existêncial da coisa.

  2. Você tem toda razão. Vou explicar a questão. Neste texto eu quis focar mais no lado das características dos medíocres. Tenho plena consciência que deixei de falar de muita coisa, mas que com certeza irei abordar em textos futuros. Sabe de uma coisa muito interessante que deixei de expor neste texto? A ESPIRITUALIDADE. Aqueles que seguem um caminho espiritual tem muito mais probabilidade e recursos para não ser um medíocre, porque desenvolvem o senso crítico e desenvolvem muito mais o lado humano, que ajuda a sair da mediocridade. É o caminho que tenho procurado seguir, mas serão cenas dos próximos capítulos….
    E também concordo com você com relação aos empreendedores. Muitos deles são medíocres, o que ainda é pior! A maioria tem um coração medíocre, ou seja, não se abrem para sentimentos elevados. Só querem saber de dinheiro, dinheiro e dinheiro. São pobres por dentro, medíocres. Vamos fazer parte do grupo dos sábios!…

  3. Boa, mestre! ótimo texto. Há pessoas como eu que são encorajadas diariamente por textos verdadeiros como este, que mostra como o ser humano pode constantemente se desfazer de suas crenças passadas e adquirir novos horizontes, moldando a excelência em seu futuro, sempre passando essa boa ideia a novas gerações e regar as novas sementes. Creio um dia, com a extinção da fome e das guerras, e com o avanço da ciência e tecnologia ter um mundo muito mais justo e de liberdade psicológica, em que o ser humano possa enxergar o dinheiro apenas como uma ferramenta do dia-a-dia e que o amor ao próximo prevaleça. Deus te abençoe!

  4. Cíntia Pereira

    Parabéns,belo texto!!E desse tipo de reflexão que a humanidade precisa,porém a humanida capitalista termina mascarando seus reias valores. E o que resta é ser “Mediocre”.

  5. Danielle Casimiro

    Olá .. Eu tenho 17 anos, e acho que pelo texto que vi sou uma pessoa medíocre .. Mais nao sei como mudar isso em mim , trabalho com a arte , e sei como é isso.. Sinto na pele , acho que medo de ser julgada, o as pessoas nao curtirem o que vc esta fazendo , torna uma pessoa normal ser medíocre. Nao que ela queira ser , a sociedade as vezes à torna assim. O pior e como mudar pessoas assim?

    • Quando você falou sobre o medo de ser julgada lembrei de um texto que postei tempos atrás que acho que transmite um pouco disso, “Holofotes Imaginários”. Muitas vezes (quase sempre por sinal), o medo que a gente sente é apenas uma projeção mental, e não condiz com a realidade dos fatos. O que lhe sugiro é buscar mais a AUTOCONFIANÇA, pensar assim: “Eu sou muito boa no que faço e me preparei muito para estar aonde estou agora…”, repetir essas palavras com força e convicção. Pode ter certeza que pouco a pouco você vai se tornar mais autoconfiante. Quero repetir pra você uma frase que sempre digo aos meus amigos: “Nada apaga o brilho de alguém que nasceu pra brilhar…”. Você é uma dessas pessoas… O link do texto que te falei é esse aqui embaixo.
      https://paralemdoagora.wordpress.com/2012/11/28/holofotes-imaginarios/

  6. TITO-FRANCISCO HENRIQUE DE OLIVEIRA

    Gostei das reflexões e oportunidade de apreender um pouco mais, graças às tuas colocações. Como psicólogo, fico no aguardo de novos textos sobre o tema. Agradecido.

  7. Erica

    Belo texto! Infelizmente eu acho que estou no grupo dos medíocres… Mas tô mudando aos poucos. Recentemente, saí de um emprego que não estava me fazendo bem, que vi que não ia evoluir! Quero trabalhar com algo que me de entusiasmo, prazer de viver. Não pelo salário, isso é o de menos, o salário é só a consequência do seu trabalho. Aos poucos estou trilhando meu caminho, me perdendo, me achando, escolhendo realmente o que faz sentido pra minha vida. Graças a você eu estou aprendendo muito e te agradeço. Todos os vídeos que você coloca disponível eu baixo… Vou atrás dos autores que você cita no texto, busco mais sobre eles e estou aprendendo muito.. !

    • Eu que agradeço a você Erika. É uma alegria para mim saber que você está se tornando uma pessoa cada vez melhor a cada dia. É desta forma que vamos construindo a corrente do bem. O pouquinho que busco fazer, leva você a tomar melhores escolhas, e naturalmente isso levará você a ajudar outras e outras pessoas. Assim, vamos construindo um mundo mais bonito para todos! Tudo de bom pra ti Erika. Pode sempre contar comigo! Grande abraço!

  8. Elias Rangel Amaral Salgado

    Um analise um tanto quanto medíocre, se me permite dizer. Nem sequer passou pela sua cabeça o que seria do mundo sem a mediocridade? Pensemos a respeito.

  9. henrique

    Alguém bem sucedido financeiramente mas q vive em função de ostentação combinada com soberba pra mim nunca deixou de ser medíocre. Eu não consigo sentir inveja de coisas materiais, acho q o dinheiro é um meio e não um fim. Quando eu tiver lá com os 90, sei q não vou sentir frustração por não ter tido uma Ferrari, mas eu vou me perguntar se eu vivi direito, espero poder dizer q eu vivi da melhor maneira possível, caso contrário sentirei a pior das frustrações.

  10. henrique

    1. o corpo não foi feito pra ficar parado.

    2. O cérebro foi feito pra se expandir

    Ser medíocre pra mim, é viver como gado. Consumindo aquele capim q a tv oferece ali pelas 19h

    Ser medíocre é não saber reconhecer os próprios erros

  11. gostei , acho que nesse caso , me classifico , como sábio , e não medíocre, e nem cretense, o homem foi feito para a criar criatividade , e não explorar somente , o que conhece , e que existe se o homem não desenvolvesse , seus ideais , o mundo seria pequeno.

  12. Lúcia

    As pessoas medíocres têm um problema. Elas não toleram que ninguém seja melhor do que elas, pois isso destrói sua ilusão de que são extraordinárias. Mas ninguém pode tirar de você a sua condição de pessoa comum. Isso é algo que não é uma projeção, mas uma realidade.
    Se quer viver de modo autêntico e sincero, então seja simplesmente comum. Então ninguém pode competir com você. Você fica de fora da corrida da competição, que é destrutiva. De repente você é livre para viver. Tem tempo para viver. Pode rir, pode cantar, pode dançar. Mas a mente medíocre não tem capacidade para entender. Envelhecer, todo animal envelhece. Cresce é algo que só os seres humanos podem fazer. E o primeiro passo é apenas aceitar a sua simplicidade, a sua humildade.
    (Extraído de O livro da sua vida, de Osho, Ed. Cultrix)

    A mediocridade é o estado geral da humanidade como ela está. É um retardamento da inteligência. Uma pessoa medíocre é como uma árvore que tem as raízes continuamente cortadas para não poder crescer. A pessoa medíocre nunca sabe o que é frutificar, florir, espalhar perfume.

    • Muito obrigado por compartilhar as palavras do Osho, Lúcia. Elas são maravilhosas. Ele me inspira demais a escrever e sempre coloca as reflexões como um “tapa na cara” das pessoas androidizadas e com o pensamento totalmente medíocre…

      Cresçamos juntos!

      • gosto muito da psicologia , onde trata do comportamento humano , quero descobrir se ; sou sábio? ou medíocre, ou cretense ? na minha mente acho que esto0u no primeiro , pois espero ser sábio.

  13. Raquel Lima Veras Mazocco

    Parabéns pelo texto, diariamente me pego em situações conflituosas pela minha forma de pensar e agir, que no meu grupo de trabalho sou vista como a diferente, não tenho crenças religiosas e este é um fator de certa rejeição pelo grupo, respeito as crenças dos meus colegas, mas, ñão sou respeitada na minha descrença, o fato de não fazer as orações e sou muito honesta em dizer que não tenho como fazê-lo por não acreditar já é fator de pertencer ao “obscurantismo, demônios, etc” que também não acredito. O tempo todo ouço falas como lá vem a ateia, a resposta vem pois não sou muito de ficar calada, digo que se é pra seguir tais crenças e ter o comportamento da maioria que se vêem melhor que outros, que discriminam, que julgam, que condenam… prefiro ficar como estou, questionadora, observadora e respeitando à todos nas suas particularidades. Agora sei que estou envolta de pessoas medíocres. Obrigada!

    • Que legal Raquel! Você não está sozinha viu? Eu também não sigo nenhum tipo de religião e me sinto imensamente feliz por seguir meu próprio caminho. Que bom que você encontrou o blog, sinal de que você busca uma espiritualidade mais consistente e madura. Continue acompanhando que aqui você com certeza vai se sentir em casa! A casa é sua! hehe
      Só diria uma coisa. Continue se aprofundando na espiritualidade que dentro de pouco tempo você por conta própria vai se dar conta de que não precisa brigar nem discutir com ninguém que te chame de ateia. Você vai ouvir e simplesmente ficar em silêncio. É um processo, e você já o iniciou, parabéns!
      Grande abraço! E comente sempre que quiser!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s