Aprendendo a conter a raiva

Por Isaias Costa

670px-Know-If-You-Need-Anger-Management-Step-2

Todos nós sentimos raiva, em maior ou menor grau. Faz parte da natureza humana. Mas como sentir raiva sem ferir as pessoas? Sem tomar atitudes impensadas? Sem agredir? Isso é perfeitamente possível e hoje vou mostrar alguns caminhos, inspirado nas palavras do mestre Dalai Lama extraídas do seu livro “Uma ética para o novo milênio”.

“Há uma importante distinção a ser feita entre negação e contenção. A contenção consiste em adotar deliberadamente uma disciplina que se baseie em uma avaliação das vantagens em agir desse modo. É muito diferente de alguém reprimir emoções como raiva porque acha necessário demonstrar autocontrole ou por receio do que os outros possam achar. Tal comportamento equivale a cobrir uma ferida que ainda está infectada. Mais uma vez não se trata aqui de seguir regras. Quando a pessoa nega ou reprime indiscriminadamente, corre o risco de acumular rancores e ressentimentos. E, no futuro, pode chegar a um ponto em que descobre não ser mais possível reprimir esses sentimentos. E explode, sem controle nem liberdade.

Em suma, existem pensamentos e emoções que é conveniente e até importante expressar abertamente – inclusive os negativos -, se bem que haja maneiras mais ou menos adequadas de fazê-lo. É muito melhor enfrentar uma situação ou uma pessoa do que esconder a raiva, remoê-la e alimentar ressentimentos no coração. Entretanto, se expressamos indiscriminadamente pensamentos e emoções negativos sob o pretexto de que precisam ser formulados, há uma forte possibilidade, por todas as razões citadas, de perda de controle e reação exagerada. Sendo assim, é imprescindível ter critério, não só quanto aos sentimentos que se expressam como à forma como são expressos.”

A negação da raiva e os outros sentimentos negativos só leva a mais sofrimento, enquanto a contenção leva à prudência e sabedoria. Eu sempre gosto de repetir a célebre frase do grande William Shakespeare que diz: “Quando você está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá o direito de ser cruel”. Muitas vezes somos cruéis quando estamos com raiva e não medimos as nossas palavras e ações. Somos agressivos e ferimos profundamente os corações das pessoas. Nessa hora é muito importante saber silenciar e acalmar as emoções. Se quiser ler um pouco mais sobre isso, deixo dois links abaixo.

Carneirinhos e palavras mordazes
Os primeiros 30 segundos

O que o Dalai Lama está querendo ensinar com essas palavras tem a ver com a canalização das nossas energias. Quando estamos com raiva, toda essa energia negativa pode ser canalizada para algo que não seja agredir os outros, ou dizer palavras mordazes. É preciso ter discernimento e encontrar meios de conter essa raiva. Em minha opinião, a espiritualidade é o melhor caminho. Seguir um caminho espiritual nos ajuda muito a equilibrar nossas emoções e desenvolvermos a sabedoria. O que também podemos fazer é nos engajar em algo que seja positivo para os outros, algo que tenha um propósito bonito e voltado ao serviço. Gosto sempre de lembrar os grandes nomes da história como Jesus Cristo, São Francisco de Assis, Mahatma Gandhi, Madre Teresa de Calcutá, Nelson Mandela… Você pensa que eles não sentiam raiva? Sentiam sim! Mas sabiam canalizá-las de uma forma eficiente e sábia. Também deixo um link em que falo um pouco mais sobre isso.

O lado positivo da agressividade

Vamos aprender a conter a raiva através do silêncio, da espiritualidade e da canalização das nossas energias. Tenho certeza que seguindo esses caminhos, tanto você quanto o mundo inteiro se beneficiarão…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s